Início » Celular » Xiaomi mostra recarga rápida sem fio de 4.000 mAh em 19 minutos

Xiaomi mostra recarga rápida sem fio de 4.000 mAh em 19 minutos

Xiaomi apresenta nova tecnologia de recarga sem fio rápida de 80 watts que repõe baterias de 4.000 mAh em somente 19 minutos

Bruno Gall De Blasi Por

A Xiaomi apresentou uma nova tecnologia de recarga sem fio rápida de 80 watts nesta segunda-feira (19). Apresentada como Mi Wireless Charging Technology de 80 W, a novidade é capaz de repor toda a carga de uma bateria de 4.000 mAh em somente 19 minutos ou metade do componente em menos de dez minutos.

Xiaomi revela recarga rápida sem fio de 4.000 mAh em 19 minutos (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Xiaomi revela recarga rápida sem fio de 4.000 mAh em 19 minutos (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Xiaomi revela recarga sem fio rápida de 80 watts

A nova tecnologia da Xiaomi agiliza ainda mais a recarga de baterias sem depender de fio algum. Segundo a Xiaomi, a Mi Wireless Charging Technology de 80 watts precisa de somente 19 minutos para completar um componente de 4.000 mAh, 8 minutos para alcançar metade da carga ou cerca de um minuto para repor 10% da capacidade.

“Espera-se que a introdução da Mi Wireless Charging Technology de 80 W estabeleça uma nova referência, não apenas na área de carregamento sem fio, mas no carregamento como um todo”, anunciaram. “A Xiaomi tem liderado essa tendência ao reconhecer a importância da vida útil da bateria e do carregamento mais rápido para o desenvolvimento futuro de smartphones”.

Os números superam a Mi Charge Turbo de 30 W. Conforme anunciado pela fabricante chinesa em setembro de 2019, a tecnologia precisa de 70 minutos (pouco mais de uma hora) para completar a carga de uma bateria de 4.000 mAh ou 25 minutos para repor a metade da capacidade.

Em agosto, a companhia estreou o Mi 10 Ultra com recarga sem fio de 50 watts. De acordo com a fabricante, a tecnologia é capaz de recarregar a bateria de 4.000 mAh do celular chinês em 40 minutos, sem depender de cabo algum. O telefone ainda conta com carregamento reverso de 10 watts.

Com informações: Android Authority e Xiaomi (Blog)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

Esse é o tipo de tecnologia que eu acho que seria mais útil pra equipamentos como carros elétricos.
Claro, tem que ver se isso sequer é viável, mas uma ideia é instalar plataformas de carregamento sem fio nas auto-estradas, instalar o módulo de carregamento sem fio nos carros elétricos e talvez o problema de autonomia em auto-estrada seria reduzido.
E coloca painel solar pra alimentar as plataformas.

Viraria algo como as zonas de reabastecimento de Top Gear 3000 ou as zonas de reparo de F-Zero. Se funcionar, claro.

🤷‍♀️ (@xavier)

80W em 19 minutos, fico imaginando o calor que isso produz. Como será que é feito o resfriamento?
Queria ver o funcionamento dessa tecnologia aqui no Huezil, onde passa-se fácil dos 40ºC.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Duvido que sejam 80w contínuos. Com os 120w ele só funcionava nos primeiros 5 minutos e depois despencava para preservar a bateria.

Tecnicamente uma bateria não deveria ser recarregada muito rápido, isso gera calor e muita eletricidade em um curto espaço de tempo degrada a bateria. E podem ocorrer fenômenos adversos, como perder a carga mais rápido, o que levaria a um círculo vicioso …

Mozart Melo (@Mozart_Melo)

carregamento mais rápido, isso sim é tecnologia útil. e não aquelas perfumarias que enfiam que ninguém usa

🤷‍♀️ (@xavier)

Se recarrega 50% em 8 minutos, sobram 11 minutos pros outros 50%, então acredito que o decaimento não seja tão grande. Deve ficar entre 50W e 60W, o que é bem alto e muito calor pra dissipar.
Claro, precisaríamos ter um teste prático, pois em um vídeo demonstração eles usam todas as condições perfeitas para que ocorra sem nenhum problema.

Junior Santos (@junior)

E eu fico pensando na degradação da bateria com recarga tão rápida como esta.

Eu (@Keaton)

Tá ai uma coisa que eu gostaria de ter no meu telefone, mas ai eu lembro que isso detona a bateria mais rápido… e fico feliz com o meu Redmi 7 demorando 4 horas para recarregar (quando eu esqueço de carregar e cai pra 5%~0%)

Provavelmente não é mesmo.

Se tu tiver um multimetro USB tu pode ver que os telefones começam carregando à, digamos, 1.5A e nos ultimos 10% cai para 0.5A.

Não que as empresas estejam muito preocupadas com isso. Afinal, se a bateria durar um ano sem aparentar ter degradado, elas passam à vender mais baterias. hahaha

Alberto Prado (@Alberto_Prado)

Eu tinha isso no meu antigo Moto Maxx. Ele já vinha com carregamento turbo e carregador compatível. Eu tive que troca a bateria dele 2x. E era uma puta bateria de quase 4000 mAh.
Acho que o carregador era de 20W, não tenho certeza.
Mas ele esquentava como o inferno. Final do dia eu fazia vídeo chamada para a minha namorada e carregava ao mesmo tempo. Como eu moro em Cuiabá, nos meses de agosto, setembro e outubro era impossível fazer isso, ele simplesmente parava de carrega de tão alta que a temperatura ficava. Mas era legal, vc chega sexta-feira em casa, coloca o cel para carregar enquanto tomava banho e quando ia sair ele já estava a 80% em 30 min.
Mas pelo custo das trocas da bateria, eu prefiro meu Xperia ZX 2 que o carregamento é normal, mas ele gerencia bem melhor o consumo/carregamento conforme aprende a rotina.

Léx Ferracioli (@Lex_Ferracioli)

Não vejo necessidade alguma desses carregamentos “super rápidos”, um Quick Charge 4 da vida já é mais do que suficiente, se você chegar em casa e precisar carregar o celular porque vai sair depois de tomar banho e comer alguma coisa, coloca pra carregar e já vai ficar com ±50% de carga novamente neste tempo