Início » Aplicativos e Software » Microsoft Edge chega ao Linux em versão de testes

Microsoft Edge chega ao Linux em versão de testes

Microsoft disponibiliza download do Edge para Linux como um canal de visualização do Dev; saiba como instalar

Ana Marques Por

A Microsoft anunciou, nesta terça-feira (20), a chegada da versão de testes do Microsoft Edge ao Linux. Com a novidade, a empresa espera contribuir para que mais desenvolvedores possam construir e testar sites e apps na plataforma. Por se tratar de uma versão beta, a Microsoft reforça que alguns recursos presentes na versão estável do navegador ainda não estão disponíveis.

Microsoft Edge

Logo do Microsoft Edge. (Imagem: Microsoft)

Uma das ferramentas ausentes é a de login no Edge via conta Microsoft – no início, o suporte fica restrito a contas locais. Isso quer dizer que os usuários não poderão sincronizar preferências, configurações e favoritos, por enquanto. Mas a empresa planeja liberar esse recurso no futuro.

De acordo com a companhia, a versão de testes do Edge suporta distribuições Ubuntu, Debian, Fedora e openSUSE. A Microsoft promete atualizações semanais, conforme realiza com os canais de desenvolvedor em outras plataformas.

Como instalar o Microsoft Edge no Linux (beta)

Para usar o Microsoft Edge no Linux, você pode baixar um pacote .deb ou .rpm no site Microsoft Edge Insider. Por este caminho, você poderá obter atualizações automáticas futuras para o navegador, quando disponibilizadas pela empresa.

O browser também está disponível por meio do Repositório de software Linux para produtos Microsoft.

A companhia encoraja os usuários a relatarem problemas ou solicitações por meio da ferramenta “Enviar feedback” (presente nas configurações do browser). Os relatos também podem ser feitos nos fóruns do Microsoft Edge Insider ou no Twitter (@MSEdgeDev).

Com informações: Microsoft

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@bkdwt

Bem que poderiam disponibilizar uma versão flatpak pra quem não usa distros baseadas em .deb ou .rpm.

Bruno Cabral Peixoto (@Bruno_Cabral_Peixoto)

Ou Snap, em geral é mais completo e fácil de instalar.

Bruno Cabral Peixoto (@Bruno_Cabral_Peixoto)

Aqui meio que não vi grande diferença na RAM. Já desempenho, com um i5 8300H + SSD NVME Compactado via BTRFS não difere em nada. UPDATE: diferença de consumo de 90 MB de RAM.
Screenshot_20201020_2057331920×1080 759 KB

@bkdwt

Snap é um aborto, um completo chorume.

Pra mim é: Appimage > flatpak > tudo que não presta > snap.

Mas como os devs preferem o flatpak ao appimage, então prefiro ir de flatpak mesmo.

@ksio89

A MS tá botando a carroça na frente dos bois, pois até hoje não implementaram a sincronização do histórico e de guias abertas, pra mim esse recurso deveria ser a prioridade.

Bruno Cabral Peixoto (@Bruno_Cabral_Peixoto)

Ah… fanbays!