Início » Jogos » Hit Kill 09 – Privacidade no PS5 e nostalgia gamer

Hit Kill 09 – Privacidade no PS5 e nostalgia gamer

Neste Hit Kill, falamos sobre a polêmica da gravação do chat de voz no PS5 e mergulhamos em pura nostalgia gamer

Vivi Werneck Por

No episódio número nove do Hit Kill, o podcast de games do Tecnoblog, discutimos sobre privacidade no PlayStation 5, e a polêmica que surgiu sobre a gravação de chat de voz, e voltamos no tempo para falar de nostalgia gamer. Vem ouvir!

hit-kill-09

Hit Kill 09 – Privacidade no PS5 e nostalgia gamer (Imagem: Etérea Design/Tecnoblog)

Eu sou a Vivi Werneck e apresento este episódio na companhia do Felipe Vinha. Agora chega de papo (escrito) e dá o play! Ah, tem sugestões para os próximos programas? É só mandar para gente: [email protected]

Games citados nas “Dicas de Jogos” do Hit Kill 09

Assine o Hit Kill

Créditos

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Mucio (@Mucio)

Adoro vcs… lembro de jogar Atary 2600, nintendo 64, mega drive, intellevision(!!!) , play 1, play 2 e 3 e xbox 1 e 360… mas hoje além do Pc, temos os celulares com muitos jogos bons… sugiro um HitKill, ou parte dele, para este novo tipo de “console”…

Luis Cesar (@Luis_Cesar)

Nesse episódio eu me contorci na cama querendo entrar na conversa.

Aos 41, eu sabia de cor e salteado cada velharia descrita por vocês dois.

@ViviWerneck

Tamo junto nas velharias! Ahahaha

Luis Cesar (@Luis_Cesar)

Quando falaram das locadoras, só me veio a vídeo game center na cabeça. Era certa a campana, nos fim de semana.

Eduardo Alvim (@Eduardo_Alvim)

Primeiro jogo que comprei para PC, original, foi Warcraft 2, em algum momento de 1997. Paguei 89,90 naquela caixa magnífica, o que representaria hoje - corrigido pela inflação - mais ou menos 550,00.

Sobre os consoles, meus pais não tinham sobra financeira na década de 1980. Tive contato com o Odissey na casa de amigos (Didi na Mina Encantada, lembro bem), Atari 2600 na casa dos primos. Meu primeiro de presente mesmo, tardiamente, foi o Phantom System (1990 talvez). Depois comprei um Game Boy da Playtronic por 80,00 no Carrefour (1994 talvez), seguido de um Super Nintendo (1995), Nintendo 64 (1998 talvez), PS1, Wii, PS3, PS4 e, agora, Switch. Sempre dei saltos grandes e meu maior trauma é nunca ter tido um Mega Drive!!!

Eduardo Alvim (@Eduardo_Alvim)

Oi gente, vi que vcs leram parte do meu comentário no podcast! Legal! Só dando um feedback, eu fiz a correção dos valores pela “Calculadora do Cidadão”, então os ~550,00 são realmente corrigidos pela inflação. E, não, não era uma caixa comemorativa e sim a versão “padrão” do jogo. Carinho, né? Também acho!