Início » Celular » A13 vs A14 Bionic; o que muda no processador da Apple?

A13 vs A14 Bionic; o que muda no processador da Apple?

A14 Bionic é o chip presente nos celulares da linha iPhone 12; saiba o que há de novo em relação ao A13 Bionic, do iPhone 11

Ana MarquesPor
TB Responde

A Apple apresentou o seu novo processador A14 Bionic durante um evento realizado em setembro de 2020, para o lançamento do iPad Air. O chip fabricado em 5 nanômetros é o mesmo encontrado na linha iPhone 12, e promete desempenho até 50% superior em relação aos chips de smartphones concorrentes.

Mas como isso é possível – e o que muda, de fato, entre o A14 e o A13 Bionic, seu antecessor? Descubra nas linhas a seguir.

Apple A14 Bionic

iPhone 12 vem com chip A14 Bionic. (Imagem: Reprodução/Apple)

A14 Bionic é mais eficiente devido à fabricação em 5 nm

O chip A14 Bionic é hexa-core e o primeira da Apple em 5 nanômetros. O último avanço nesse sentido tinha sido com o A12 Bionic, que passou a 7 nm, assim como no A13 Bionic. Com uma construção ainda menor, o novo processador presente na linha iPhone 12 ganha ainda mais em eficiência energética, o que significa menor consumo de bateria, além de maior velocidade.

Segundo a Apple, o A14 Bionic conta com 11,8 bilhões de transistores e é capaz de realizar 11 trilhões de operações por segundo. Trata-se de um belo salto em relação ao A13 Bionic, que fazia cerca de 1 trilhão com 8,5 bilhões de transistores.

League of Legends: Wild Rift (Imagem: Divulgação/Apple)

League of Legends: Wild Rift no iPhone 12 (Imagem: Divulgação/Apple)

Maior velocidade para processamento de foto e vídeo

Não é à toa que as câmeras são o grande trunfo da linha iPhone 12. Com o iPhone 11 (e o A13 Bionic), a Apple já explorava altamente os recursos do motor neural que permitem realizar tarefas com inteligência artificial e aprendizado de máquina. Nos novos iPhones, a empresa foi além.

Graças à maior capacidade do A14 Bionic, a tecnologia Deep Fusion está mais aprimorada. Com ela, o smartphone combina, em velocidade nunca vista antes, as várias exposições de imagens para entregar os melhores resultados em luz e cor.

Na prática, você terá um melhor desempenho ao utilizar qualquer uma das lentes, incluindo a ultra-wide e a frontal, além da possibilidade de utilizar o modo Noite em todas elas.

Modo Noite com lente ultra-wide no iPhone 12. (Imagem: Divulgação/Apple)

Modo Noite com lente ultra-wide no iPhone 12. (Imagem: Divulgação/Apple)

Também devido ao novo chip, a Apple pôde proporcionar gravação HDR com Dolby Vision em tempo real de vídeos em até 60 fps (iPhone 12 Pro e Pro Max).

Já o Apple ProRAW, anunciado junto à nova linha (nos modelos Pro e Pro Max), se vale da alta capacidade de processamento do A14 Bionic para combinar as características do formato de imagem RAW, que mantém as informações capturadas pelo sensor, preservando a qualidade da imagem e evitando compressão, com as técnicas de tratamento de fotos Deep Fusion e Smart HDR.

Por fim, temos um melhor aproveitamento do scanner LiDAR, que já havia sido utilizado no iPad Pro para recursos de realidade aumentada. Mas agora ele chega ao iPhone 12 Pro e Pro Max para auxiliar o mapeamento tridimensional das fotos. Desse modo, os iPhones com o sensor conseguem entregar uma combinação do Modo Retrato com o Modo Noite, para imagens com fundo desfocado, mesmo em ambientes de pouca luz.

Conclusão: melhorando o que já era ótimo

Pode ser difícil para o usuário comum perceber o salto em desempenho do iPhone 11 para o iPhone 12 – afinal, o A13 Bionic já era um chip bastante veloz e conseguia realizar diversas operações sem qualquer tipo de engasgo, mesmo as mais exigentes.

Mas é no aprimoramento de recursos para foto e vídeo que o A14 Bionic deve se destacar, sendo indicado especialmente para profissionais que trabalham com esse tipo de tecnologia ou entusiastas que gostam de ter sempre o que há de mais avançado na indústria.

Cabe ressaltar que muitos desses recursos ficaram limitados às versões mais caras, o iPhone 12 Pro e Pro Max. Portanto, vale dar uma olhada nas especificações e botar na balança o que realmente é necessário para o seu dia a dia, antes de comprar.

Com informações: Apple (1, 2 e 3)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação