Início » Aplicativos e Software » Deezer está de olho em quem pirateia streaming de música

Deezer está de olho em quem pirateia streaming de música

Em comunicado, Deezer diz que não vai impedir uso de versões piratas, mas alerta que elas podem colocar privacidade em risco

Victor Hugo SilvaPor

Ainda que os serviços de streaming tenham versões gratuitas, alguns usuários optam pelas versões piratas para contornar anúncios e baixar arquivos das músicas. Na tentativa de reduzir o uso indevido, cada plataforma segue uma linha própria. O Deezer decidiu adotar uma abordagem sutil e permitir aplicativos não oficiais, mesmo que identifique quais contas estão usando estes meios.

Deezer alerta usuários sobre pirataria (Imagem: Reprodução)

Deezer alerta usuários sobre pirataria (Imagem: Reprodução)

A estratégia do Deezer foi comentada por usuários do Reddit, após um deles compartilhar a captura de tela de um e-mail. Em aviso enviado para quem utiliza versões piratas, o serviço de streaming sugere o download da versão oficial de seu aplicativo, afirma que ele oferece uma experiência melhor e argumenta que os apps ilegais podem colocar a privacidade dos usuários em risco.

“Vemos você”, indica o alerta, enviado pela equipe de segurança da plataforma. “Sabemos que você não está usando a versão oficial do Deezer e não vamos impedi-lo. Mas, no espírito de honestidade, você deve saber que está se expondo a riscos de segurança invasivos que podem violar seus dados de maneira prejudicial”.

O aviso aponta para uma nova tática de evitar a pirataria. Nos últimos anos, a plataforma se concentrou em banir aplicativos ilegais e seus sucessores, como Deezloader, Deezloader Reborn e Deezloader Remix. Ainda não está claro se o serviço, de fato, deixará de agir pela derrubada das versões piratas. No entanto, ao menos pelos comentários no Reddit, o comunicado parece ter sido mais bem recebido.

Deezer e Spotify contra pirataria

Enquanto o Deezer teve uma postura mais permissiva, o Spotify voltou os seus esforços para derrubar aplicativos ilegais. Em março de 2020, a plataforma fez o Github remover o XSpotify, um programa que estava presente em cerca de 130 repositórios e permite baixar músicas, remover a proteção contra cópia (DRM) e bloquear anúncios em contas gratuitas.

A estratégia foi parecida com a adotada em 2018, quando o Spotify enviou e-mails para informar a um grupo de usuários sobre a remoção de aplicativos piratas que eles haviam instalado. Nas mensagens, o serviço alertava ainda que, se detectasse o uso repetido de apps não autorizados em violação aos seus termos, poderia suspender ou encerrar as contas.

Com informações: TorrentFreak.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

Perai.
Pra usar esses apps piratas a pessoa tem que usar a própria conta? Sério isso? E o povo usa?

Roger (@ROG3R)

Eu recebi, segue versão em português hehe

O pior é que eu tenho Deezer grátis pelo Tim Beta, mas sempre na renovação dá uns bugs e ficava voltando as propagandas (quem tem Beta, sabe do que estou falando).

Aí acabei partindo pra versão pro .apk modificado mesmo.

Capturar1296×874 40.2 KB

Alex (@wuhkuh)

Eles andam derrubando tudo no Telegram, os bots precisam mudar de nome toda semana

Tiago Jeronimo (@TiagoJL)

Uso o Deezer com o Tim Beta e nunca tive problemas.

Eduardo Cláuferr (@Eduardo_Clauferr)

Eu tenho a versão Premium inclusa pelo Tim Black. Mas eu opto pela versão mod hifi pq o som é sem comparação. Pega leve aí, deezer

𝕮𝖆𝖗𝖑𝖔𝖘 ⚯͛ (@IanCarlos)

Eu usaria no meu beta se o beta valesse a pena. atualmente o beta n tem valido o que cobram. continuo usando o bom e velho donwload de músicas ¯_(ツ)_/¯