Início » Brasil » Bolsonaro reduz imposto sobre PS5, Xbox e outros videogames

Bolsonaro reduz imposto sobre PS5, Xbox e outros videogames

Anúncio de redução no IPI de consoles foi feito por meio das redes sociais do presidente nesta segunda-feira (26)

Ana Marques Por

O presidente Jair Bolsonaro vai reduzir novamente os impostos sobre consoles de jogos no Brasil. O anúncio, feito nesta segunda-feira (26) pelas redes sociais, afirma que a decisão será publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta terça (27). Essa é a segunda vez que o presidente promove redução no IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) de videogames – a medida pode afetar os preços de lançamentos como o PS5 e o Xbox Series X.

Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR - 14/08/2020)

Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR – 14/08/2020)

Os motivos para a redução, de acordo com o presidente, são as reclamações da comunidade gamer. Durante uma transmissão ao vivo, Bolsonaro explicou: “A garotada ano passado resolveu reclamar do preço de jogos eletrônicos, chips, etc. E tinha um degrau de imposto, e nós conseguimos passar o maior degrau de 50% para 40%. E agora a molecada voltou a chiar novamente e com razão.”

Com o novo decreto, o IPI passa a ser:

(a) de 40% para 30%: consoles e máquinas de jogos;

(b) de 32% para 22%: de partes e acessórios dos consoles e das máquinas de jogos de vídeo cujas imagens são reproduzidas numa tela;

(c) de 16% para 06%: máquinas de jogos de vídeo com tela incorporada, portáteis ou não, e suas partes.

A redução não contempla ainda os jogos eletrônicos propriamente ditos, como cogitou o presidente no início de outubro.

Atualização 29 de setembro, 18h: após a medida envolvendo a redução do IPI, a Microsoft anunciou corte de preço na pré-venda do Xbox Series X e Xbox Series S. O primeiro reduziu o preço de R$ 4.999 para R$ 4.599 e o segundo passou de R$ 2.999 para R$ 2.799. Os dois consoles serão lançados no Brasil em 10 de novembro.

Dólar ainda pode manter preço nas alturas

Apesar da redução no IPI, os preços de consoles de última geração e acessórios ainda devem ser altos este ano. Além dos demais impostos, como o ICMS e o Imposto sobre Importação, a alta do dólar e a crise econômica decorrente da pandemia da COVID-19 são fatores que influenciam diretamente nos valores cobrados do consumidor final.

Até o momento, não houve nenhum anúncio sobre redução de preços nos lançamentos da Microsoft e Sony previstos para novembro. Os Xbox Series X e S chegarão ao mercado nacional por R$ 4.999 e R$ 2.999, respectivamente. Já o PlayStation 5 está em pré-venda, por R$ 4.999 (PS5) e R$ 4.499 (PS5 Digital Edition).

Cabe ressaltar que há uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) em andamento no Senado com o objetivo de levar a zero o imposto para consoles e jogos produzidos no Brasil. No entanto, sua última movimentação aconteceu em agosto de 2019.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João M. (@RonDamon)

Veremos com as vacinas e tudo mais ano que vem se o dólar vai mudar. Pelo menos o PIB está com previsão de uma redução menor do que o previsto na crise.

@LeandroCSC

Mesmo sendo crítico ao governo,não vejo o porquê de criticar a medida. Toda redução de impostos é bem vinda. Porém a busca por reduções de impostos não pode parar por aí. Precisamos que outros setores tbm sejam contemplados. O Brasil está sufocado com tanta carga tributária! Chega!

Emanuel Schott (@Emanuel_Schott)

Vi “YouTuber” por ai dizendo que mesmo que fosse vendido pelo preço americano, continuaria caro, já que custaria não sei quantos salários minimos e que lá custa não sei quantas semanas de salario (como se quem ganha $1200 consegue tirar $500 do bolso, assim, do nada) e bla bla bla.

Só que ele desconsiderou um fator IMPORTANTISSIMO feito aqui: nós parcelamos as coisas. Nem eu que ganho bem tenho coragem de pagar R$2.700 a vista, no dinheiro.

Caso fosse cobrado o mesmo que nos EUA, seriam 12x de 20% de um salário mínimo. Hoje é 50% isso, CINQUENTA por cento. Uma família com salario de, sei lá, dois a três salários mínimos teria condições de adquirir um desses pro filho, já que pesaria menos de 10% do salário. Hoje não dá.

Dito isso, toda redução de impostos é bem vinda.

Alisson Santos (@alisson)

Alguns comentários que vi no Facebook e Twitter mostram o quanto a população brasileira na média possui baixo desempenho em matemática. Comentário bastante recorrente foi de que se o imposto federal reduziu 25%, logo, o preço do console reduzirá 25%. Ignoram, portanto, que o imposto federal é só uma parte de tudo o que incide sobre o preço final do produto.

Adriano Garcez (@Adriano_Garcez)

infelizmente vai reduzir nada do preço final dos consoles de nova geração.
dólar ridiculamente alto e ICMS ainda muito alto. vai demorar pra chegar num preço minimamente justo.

Emanuel Schott (@Emanuel_Schott)

Se repassarem toda a redução de alíquota (como fizeram da outra vez), vai cair cerca de R$400 no preço do PS5 e do Serie X.

Guilherme da Silva Manso (@GuilhermeManso)

Quando isso aconteceu?

Emanuel Schott (@Emanuel_Schott)

Ano passado. A alíquota foi de 50% pra 40%. Isso reduziria R$175 do preço do PS4. Caiu R$200 do preço oficial quando a Sony liberou os novos preços.

@Comentador

A bozolandia vai a loucura

@Comentador

Agora só falta o boçal abaixar o valor do dólar kkk

Alberto Roberto (@ComentarioMilGrau)

É um negócio bom pra ambos os lados, mas SEMPRE vai ter aquele cara do contra só pq não foi o candidato dele eleito que fez.

O problema disso é somente o dólar, pois na casa dos 5.50 fica embaçado que algo realmente abaixe no preço.

Guilherme Borges (@Loumier)

Grande dia.

Guilherme Borges (@Loumier)

Aqui adotamos regime de câmbio flutuante, que é o correto a se fazer. Ficar manipulando câmbio na base da canetada sempre dá ruim.

Eu (@Keaton)

E não fazer nada também não resolve muita coisa. hahaha

Scott (@Lord_Scott)

Vira nada! Dólar a 6 reais.

Exibir mais comentários