Início » Aplicativos e Software » WhatsApp baniu 256 contas por envios em massa nas Eleições 2020

WhatsApp baniu 256 contas por envios em massa nas Eleições 2020

WhatsApp mantém canal com TSE para denúncias sobre disparos em massa nas Eleições 2020; prática é proibida

Felipe Ventura Por

O WhatsApp anunciou nesta quarta-feira (28) que baniu 256 contas por violarem seus termos de serviço. A empresa mantém um canal junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para denúncias relacionadas a disparos em massa nas Eleições 2020, prática que é proibida.

WhatsApp (Imagem: Haberlernet/Flickr)

WhatsApp (Imagem: Haberlernet/Flickr)

O TSE recebeu 1.037 denúncias entre 27 de setembro e 26 de outubro; elas foram enviadas ao WhatsApp para verificação. Excluindo-se números duplicados e inválidos, restaram 720 contas válidas. Deste total, 256 foram banidas por violarem os termos de serviço do aplicativo.

WhatsApp e TSE proíbem disparos em massa

Este mês, descobriu-se que algumas empresas ainda oferecem disparos de propaganda no WhatsApp para candidatos a prefeito ou vereador. Isso é proibido desde novembro de 2019, quando o TSE publicou uma resolução sobre mensagens com fins eleitorais. A eleição de 2018 também teve envios em massa no aplicativo.

Os termos do WhatsApp proíbem que pessoas usem o aplicativo “para enviar comunicações ilícitas ou não permitidas, mensagens em massa, mensagens automáticas, ligações automáticas e afins”. Além disso, não é permitido o envio de fake news, isto é, mensagens “envolvendo declarações falsas, incorretas ou enganosas”.

O WhatsApp alega que, do total de contas banidas, mais de 80% foram banidas de forma automática pelo sistema de integridade da empresa, antes mesmo de serem denunciadas. O canal do TSE para alertar sobre disparos em massa está disponível neste link; ele ficará no ar até 19 de dezembro de 2020.

A parceria também envolve um bot com horários e locais da votação, candidaturas em cada cidade e checagem de fatos. Para acessá-lo, envie uma mensagem para o número (61) 9637-1078 ou visite o link wa.me/556196371078.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Mike Hunt (@MikeHunt)

Mas o WhatsApp não possui criptografia ponta-a-ponta? Me pergunto como o WhatsApp verifica a veracidade das denúncias que, imagino eu, sejam de prints. Isso só pode significar que no mínimo o WhatsApp armazena metadados não-criptografados de todo mundo que você interage, e.g. número do seu contato, horário de envio/recebimento das mensagens e sabe-se lá o que mais. Mas esperar o que do esgoto que é o Facebook, não é mesmo?

² (@centauro)

Nesse artigo o Whatsapp explica como eles combatem o envio de mensagens em massa e atividades suspeitas.
Note que eles (alegam que) banem não baseado no conteúdo, mas sim baseado no comportamento da conta.

E na matéria não diz explicitamente que as contas foram banidas por causa do conteúdo das mensagens disparadas, mas sim porque mandaram mensagens em massa.
De qualquer forma, o conteúdo das mensagens pode ser deduzido que é relacionado às eleições já que que o canal de denúncias é especificamente para propaganda eleitoral.