Início » Aplicativos e Software » Google anuncia que app do Keep para Chrome será encerrado

Google anuncia que app do Keep para Chrome será encerrado

O fim do Google Keep acontece antes de outros apps para Chrome e pode ser especialmente frustrante para usuários do Chrome OS

André Fogaça Por

O Google encerrará mais cedo o suporte para aplicativo do Keep que roda no Chrome do Windows, Linux, Mac e Chromebooks. O fim da vida, marcado para fevereiro de 2021, elimina algumas funções importantes do programa como o uso offline e também a possibilidade de fazer anotações na tela bloqueada do Chrome OS.

Como usar Google Keepp / Diego Melo / Reprodução

Os aplicativos do Chrome funcionam como apps dedicados para serviços e que parecem rodar fora do próprio navegador. Eles podem ser do Google ou então de terceiros e são distribuídos pela Chrome Web Store.

O fim do suporte do Google Keep em app para o Chrome não é bem novidade, ele vem sendo anunciado desde 2016. Na época a promessa era de dar fim aos aplicativos “externos” do Chrome em 2018, depois isso passou para este ano e então para junho de 2021. Agora o gigante das buscas afirma que o Keep morre antes, em fevereiro do ano que vem.

O aplicativo do Google Keep para o navegador Chrome em computadores permite o acesso mais rápido ao serviço de anotações, que pode ser feito até mesmo sem conexão com a internet. No Chrome OS, sistema operacional para os Chromebooks, o app pode ser acessado até mesmo da tela bloqueada do portátil.

App do Google Keep morre, mas a extensão continua viva

Extensão do Google Keep para Chrome (Imagem: reprodução/Chrome)

Extensão do Google Keep para Chrome (Imagem: reprodução/Chrome)

Se você é usuário do app para o Keep no Chrome e quer continuar acessando o serviço de forma mais rápida, basta abrir o mesmo ícone no launcher. O gigante das buscas diz que este acesso será transformado em um atalho e continuará funcionando dentro da web. O mesmo vale para a extensão do Chrome, que segue disponível na Chrome Web Store.

Já nos dispositivos móveis, nada muda. Tanto no Android como no iPhone, iPad ou iPod Touch os aplicativos também seguem funcionando normalmente. No Chrome OS, se seu Chromebook roda apps Android, é possível trocar o aplicativo do Chrome pela versão do Android – que tem até o acesso offline garantido.

Menos Keep, só que temos ícone novo

Falando em novo recurso e não apenas em fim da vida, o Google também anunciou novo ícone para o Keep. Ele segue a remodelagem que vem acontecendo em diversos serviços da empresa, mas não é todo colorido como no Gmail ou Agenda. Por aqui o ícone continua apenas amarelo mesmo.

Ufa!

Com informações: 9to5Google.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Leandro Hartmann (@leandrohartmann)

Pelo menos não matou a versão web

A GOOGLE TÁ FALÍNDO! Em design e gerenciamento dos seus serviços! não consegue lidar com tudo que criou, não consegue se reinventar de formas tão simples!

O keep é o mesmo a anos, não mudou nada, nunca adicionaram formatação de texto e outras coisas que poderiam melhorar a ferramenta!

Paulo Maciel (@pymaciel)

A ideia do Keep nunca foi essa, pra isso você tem o Google Docs. O Keep foi pensado para ser simples mesmo, como uma lista de coisas-a-fazer ou uma lista de compras.

Eu (@Keaton)

Eu queria estar falindo dessa maneira também. hahaha

Filho, o Keep é um bloco de notas, não um editor de textos… E se não me engano, ele tem formatação básica sim…

Felipe Lima (@felipe81727290201)

keep e para ser um app de tarefas, criar listas, lembretes com notificação.

Tech Nerd 🤓 (@technerd)

Troquei todos esses apps de notas, gestão de tarefas e etc pelo Notion. Bem melhor.

Pedro Cavanholi (@Pedro_Cavanholi)

Desculpa, mas o que você está querendo que o Keep faça o Docs já faz. O Keep foi feito para ser um app simples, apenas para anotações rápidas e lembretes.

Vítor Gomes (@vctgomes)

Lembrando que hoje o Chrome já oferece um substituto pra esses apps e nem precisa de Web Store. A própria comunidade do TB já disponibiliza isso e possui vários benéficios, como simular um app tradicional Android com direito a páginas de informações e tudo mais.

Screenshot_20201104-192356_Settings1080×2280 143 KB

O único problema é que os usuários do Chrome OS irão perder a possibilidade de abrir diretamente da tela de bloqueio, mas isso deve ser algo que talvez consertem algum dia.

Vítor Gomes (@vctgomes)

Grandes empresas que abrangem muitas áreas trabalham desta forma. Cada setor é responsável por gerir o seu próprio lucro. O Google evidentemente também funciona desta forma e cada app tem sua própria equipe e responsáveis.

Por isso que vemos tantas desconformidades entre os apps.

Mas isso tá longe de significar falência, muito pelo contrário.