Início » Jogos » Pokémon Go bate recorde anual e fatura US$ 1 bilhão

Pokémon Go bate recorde anual e fatura US$ 1 bilhão

Receita total de Pokémon Go passou os US$ 4 bilhões; recorde anual de US$ 1 bilhão foi alcançado nos dez primeiros meses do ano

Lucas LimaPor

Pokémon Go ainda continua um sucesso entre os jogadores mobile e amantes da franquia. Com pouco mais de quatro anos desde o lançamento, o game ultrapassou a receita de US$ 4 bilhões, sendo US$ 1 bilhão nos primeiros dez meses de 2020, um recorde anual para a empresa. Parte nisso se deve às mudanças para jogar em casa, durante o período de isolamento social para evitar o contágio do novo coronavírus.

Pokémon Go (Imagem: Divulgação/Pokémon Go)

Pokémon Go (Imagem: Divulgação/Pokémon Go)

Os dados foram estimados pelo Sensor Tower, que relatou o crescimento de 30% quando comparado o mesmo período de 2019. No ano de lançamento, de julho a dezembro de 2016, os jogadores gastaram US$ 832 milhões, com queda de 27% em 2017 e crescimento nos anos seguintes.

Receita de Pokémon Go (Imagem: Divulgação/Sensor Tower)

Receita de Pokémon Go (Imagem: Divulgação/Sensor Tower)

Com isso, pode-se entender que a fórmula vem dando certo. Pokémon Go teve sua explosão em 2016, mas perdeu jogadores no ano seguinte. Ao mesmo tempo, a Niantic trabalhou para trazer novas funções ao jogo, aumentando a receita a cada ano seguinte. Em breve, Pokémon Go terá integração com Pokémon Home e eu não duvido que isso aumente ainda mais a base de jogadores.

Pandemia influenciou recorde em receita de Pokémon Go

Pokémon Go bateu o recorde de US$ 1 bilhão em receita com o jogo no ano da pandemia da COVID-19, quando a Niantic implementou mudanças dentro do jogo para favorecer a gameplay mesmo dentro de casa. A exemplos foram a possibilidade de acessar ginásios e reides a distância, chocar ovos com metade da caminhada, Pokémon que apareciam com mais frequência, entre outros.

Óbvio que algumas dessas alterações visavam a venda de itens da loja, como os Passes de Reide a Distância e os combos de itens. A Niantic até oferece alguns itens essenciais gratuitos semanalmente, como Pokébolas, mas não chega a ser suficiente para cobrir a falta dos PokéStops em datas de evento, como no Dia Comunitário — eu mesmo comprei várias Pokébolas para garantir meu Abra Shiny.

Essa marca de um bilhão de dólares colocou Pokémon Go como o terceiro jogo com mais faturamento nos primeiros dez meses de 2020, não considerando as lojas alternativas do Android em outros mercados, como na China. O game da Niantic ficou atrás de PUBG Mobile e Honor of Kings, os primeiro e segundo colocados, respectivamente.

Ao todo, Pokémon Go acumulou cerca de US$ 4,2 bilhões em receita global. Desse montante, os jogadores dos Estados Unidos foram responsáveis pela fatia de 36,3% do faturamento, os do Japão por 31,3% e os da Alemanha por 5,7%. Cerca de US$ 2,2 bilhões foi gerado via Google Play Store, enquanto US$ 1,9 bilhão via App Store.

Com informações: Sensor Tower.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@wellerstz

legal que conseguiu dar uma “volta por cima” depois de cair o faturamento, eu achei que iria cair no ostracismo, mas antes da pandemia vira e mexe via alguém jogando na rua.

o que realmente me chamou a atenção foi o jogo ter faturado mais na Play Store que na App Store, sendo que historicamente a apple fatura mais, mesmo tendo uma menor base de usuários.

ochateador (@ochateador)

Eu achei que Japão ia liderar o faturamento, mas perderam para os EUA. E a Alemanha em terceiro parece minúscula perto dos gastos do 1º e 2º colocado.

² (@centauro)

O que me supreende é que a diferença entre o faturamento entre EUA e Japão é tão pequena.
Os EUA tem uma população 3 vezes maior que a japonesa.

@Banana_Phone

Com um faturamento gigante, mas eles não conseguem lançar uma atualização nova sem bugs ou impedir os cheats.
Tem muita gente usando fly até hoje, mas eles não fazem nada a respeito.