Início » Internet » GitHub ameaça suspender quem compartilha YouTube-DL para baixar vídeos

GitHub ameaça suspender quem compartilha YouTube-DL para baixar vídeos

Plataforma afirma que nova publicação do que já foi removido, como o YouTube-DL, representa uma violação de sua política

Victor Hugo Silva Por

O GitHub adotou uma postura mais enérgica após remover repositórios do YouTube-DL e ameaçou suspender os usuários que seguirem compartilhando o software de download de vídeos. Segundo a plataforma, a prática é uma violação de sua política para a Lei dos Direitos Autorais do Milênio Digital (DMCA, na sigla em inglês).

YouTube / Christian Wiediger / Unsplash

A controvérsia do YouTube-DL começou quando a Associação Americana da Indústria de Gravação (RIAA, na sigla em inglês), que representa as principais gravadoras dos Estados Unidos, pediu a remoção dos repositórios ligados ao software por conta de uma violação de direitos autorais. O GitHub aceitou a solicitação e, após remover o conteúdo, tentou buscar uma solução para quem dependia dele.

No entanto, a retirada do software levou a protestos de diversos usuários, que, mesmo após a decisão, continuaram publicando novas versões na plataforma. O serviço atualizou a sua página sobre a DMCA para pedir que as pessoas parassem de compartilhar o que já havia sido derrubado apenas para contestar as medidas.

“Observe que a republicação do mesmo conteúdo que foi objeto de um aviso de remoção sem seguir o processo adequado é uma violação da política de DMCA e dos Termos de Serviço do GitHub”, afirmou o serviço nesta página. “Se você enviar ou publicar neste repositório conteúdo que viole nossos Termos de Serviço, excluiremos o conteúdo e também poderemos suspender o acesso à sua conta”.

Gravadoras x YouTube-DL

Ao pedir que o YouTube-DL fosse removido do GitHub, a RIAA afirmou que o programa tem o objetivo claro de “contornar as medidas de proteção tecnológicas usadas por serviços de streaming autorizados, como o YouTube”. A associação alegou ainda que o software serve para “reproduzir e distribuir vídeos musicais e gravações de som de propriedade de nossas empresas membros sem autorização para tal uso”.

Os usuários alegam que o software não serve apenas para a pirataria. Isso porque ele também é usado por quem precisa baixar o próprio conteúdo ou criar uma espécie de arquivos de vídeos que podem sair do ar em serviços como o YouTube. Mesmo com o cerco fechado no GitHub, o YouTube-DL continua sendo distribuído em seu site.

Com informações: TorrentFreak.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

É só não hospedar no github… temos o gitlab, bitbucket, sourceforge, launchpad, etc. huehuehue