Início » Celular » Nokia 5.3 é lançado no Brasil com quatro câmeras e preço de celular intermediário

Nokia 5.3 é lançado no Brasil com quatro câmeras e preço de celular intermediário

Nokia 5.3 chega ao Brasil com tela de 6,55 polegadas, 4 GB de RAM e processador Snapdragon 665 por R$ 1.899

Darlan Helder Por

A HMD Global está lançando nesta quinta-feira (5) o Nokia 5.3 no Brasil. O smartphone, cujo preço sugerido é de R$ 1.899, terá fabricação local e chega às lojas com quatro câmeras, tela de 6,55 polegadas e processador Snapdragon 665. O modelo concorrerá com aparelhos intermediários da Motorola, da LG e da Samsung.

Nokia 5.3 (Imagem: Divulgação/HMD Global)

Nokia 5.3 (Imagem: Divulgação/HMD Global)

A marca Nokia retornou ao Brasil em maio deste ano e o novo 5.3 “marca o início da fabricação local” após o retorno, ressalta a HMD Global. Em setembro, a empresa já tinha prometido lançar dois celulares no Brasil ainda em 2020 e tanto o Nokia 5.3 como o Nokia C2 foram homologados na Anatel poucos meses antes.

Nokia 5.3: quatro câmeras, 4 GB de RAM e Snapdragon 665

O aparelho lançado hoje é o primeiro da “série 5” a entregar quatro câmeras, que estão agrupadas em um módulo redondo: a principal tem 13 megapixels, a ultrawide tem 5 megapixels, também há um sensor de profundidade de 2 megapixels e uma lente macro de apenas 2 MP. A frontal tem 8 MP de resolução.

Nokia 5.3 (Imagem: Divulgação/HMD Global)

Nokia 5.3 (Imagem: Divulgação/HMD Global)

A empresa garante ao menos três anos de atualizações de segurança e dois anos de atualizações do sistema operacional Android; ele receberá o Android 11. Enquanto o primeiro Nokia chegou com o MediaTek Helio A22, o 5.3 passa a trazer o Snapdragon 665, da Qualcomm, o que é bem interessante. Completam as especificações: 4 GB de RAM, 128 GB de armazenamento interno e bateria de 4.000 mAh.

“O Brasil é um dos mercados prioritários para a HMD Global e onde seguiremos concentrando nossos esforços — especialmente depois da rodada de investimento que tivemos recentemente”, diz Maurizio Angelone, Vice-Presidente da HMD para a América Latina. “Continuaremos nossa expansão no país para oferecer aos consumidores brasileiros uma linha versátil de telefones Nokia com as tecnologias mais recentes”, completa.

Nokia 5.3 (Imagem: Divulgação/HMD Global)

Nokia 5.3 (Imagem: Divulgação/HMD Global)

O Nokia 5.3 concorrerá também com o recém-lançado LG K62+ que tem especificações parecidas, mas chegou custando R$ 2.099. O modelo da HMD Global também estreia com preço alto, mas a empresa fez uma parceria com a operadora Claro, sendo possível adquirir o smartphone por 21 vezes de R$ 65,20 no Claro Pós de 10 GB, entre outros benefícios.

O Nokia 5.3 já está à venda nas cores verde ciano e cinza. O review completo do aparelho será publicado em breve no Tecnoblog.

Nokia 5.3 – ficha técnica

  • Tela: 6,55 polegadas (LCD IPS)
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 665
  • RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 128 GB
  • Câmera traseira quádrupla:
    • principal: 13 megapixels
    • ultrawide: 5 megapixels
    • profundidade: 2 megapixels
    • macro: 2 megapixels
  • Câmera frontal: 8 megapixels
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Sistema operacional: Android 10 (irá receber Android 11)
  • Conectividade: USB-C, 4G, Wi-Fi, Bluetooth 4.2
  • Mais: leitor de digitais na traseira, radio FM
  • Cores: verde ciano e cinza

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Thiago Silva (@Thiago_Silva)

Eita preula. O.o’

Vinícius Ribeiro Soares dos Santos (@viniciusrsds)

Quando o preço cair, será uma ótima escolha.

Schio ☭ (@Sckillfer)

Conclusão: são duas câmeras traseiras

Everton Favretto (@evefavretto)

Nokia 110 vem aí também (pelo menos, passou na Anatel), pra quem (ao contrário dos leitores do TB) não gosta de coisas modernas e complicadas. Mas tem Doodle Jump!

Rafael Gomes Rocha (@Rafael_Gomes_Rocha)

Taí uma boa pedida, só mata a tela não ser Full HD, mas não deixa de ser uma opção interessante.

CAV (@cav)

O Nokia 5.3 prova que ele tivesse sido lançado junto com o 2.3, o segundo não teria sido tão criticado quanto foi por ter sido lançado sozinho, já que não vi nem matéria aqui no Tecnoblog destacando também o lançamento do Nokia C2, e em outros sites, ele ter sido apenas mencionado rapidamente na mesma matéria do 5.3.