Início » Gadgets » Exclusivo: esta pode ser a Xiaomi Mi Band 5C, já homologada pela Anatel

Exclusivo: esta pode ser a Xiaomi Mi Band 5C, já homologada pela Anatel

Anatel homologa pulseira fitness que Xiaomi ainda não anunciou, e que pode ser a sucessora da Mi Smart Band 4C (Redmi Band)

Felipe VenturaPor

O Tecnoblog descobriu que um dispositivo wearable misterioso foi homologado pela Anatel nesta sexta-feira (6): trata-se de uma pulseira fitness da Xiaomi com um nome de modelo inédito. De acordo com as fotos, esta pode ser a sucessora da Mi Smart Band 4C — possivelmente chamada Mi Band 5C.

Xiaomi Mi Band (Imagem: Reprodução/Anatel)

Xiaomi Mi Band (Imagem: Reprodução/Anatel)

A pulseira tem nome de modelo MB50150; o “MB” pode ser uma referência à marca Mi Band. Ela é fabricada na China e vem com um cabo de carregamento, mas sem adaptador de tomada (a fim de reduzir custos). A homologação foi solicitada pela DL Comércio e Indústria de Produtos Eletrônicos, representante oficial da Xiaomi no Brasil.

As fotos na documentação da Anatel mostram um dispositivo bem parecido com a Mi Smart Band 4C, vendida em alguns países como Redmi Band.

Como explica o manual, o wearable possui touchscreen com botão sensível ao toque na parte inferior, e sensor de batimentos cardíacos na traseira. Os braceletes são removíveis e revelam a interface de carregamento para a bateria.

Xiaomi Mi Band (Imagem: Reprodução/Anatel)

Xiaomi Mi Band (Imagem: Reprodução/Anatel)

No entanto, a Mi Smart Band 4C tem nome de modelo HMSH01GE. Ela foi anunciada oficialmente em abril deste ano; enquanto a Mi Band 5 (XMHS10HM) chegou em junho. Ambos os modelos foram lançados pela DL no Brasil em julho.

Xiaomi Mi Band 5C pode trazer recursos da Band 4C

É provável que a nova pulseira, talvez chamada Mi Band 5C, traga a maioria dos recursos de sua antecessora. A Mi Smart Band 4C possui touchscreen colorida de 1,08 polegada, bateria de até 14 dias e resistência à água de até 50 metros. Ela oferece 5 modos esportivos, incluindo corrida e ciclismo, além de monitorar a frequência cardíaca de forma contínua.

Esta não é a primeira vez que a Anatel foi mais rápida que a própria Xiaomi: em outubro, ela homologou o Mi Watch Lite a pedido da DL; este smartwatch básico ainda não foi anunciado oficialmente pela fabricante.

Mi Band possui touchscreen e botão sensível ao toque (Imagem: Reprodução/Anatel)

Mi Band possui touchscreen e botão sensível ao toque (Imagem: Reprodução/Anatel)

Mi Band de lado (Imagem: Reprodução/Anatel)

Mi Band de lado (Imagem: Reprodução/Anatel)

Xiaomi Mi Band (Imagem: Reprodução/Anatel)

Xiaomi Mi Band (Imagem: Reprodução/Anatel)

Pulseira removível revela interface de carregamento (Imagem: Reprodução/Anatel)

Bracelete removível revela interface de carregamento (Imagem: Reprodução/Anatel)

Colaborou: Everton Favretto

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eita (@mandatario)

Será que tem aferição de oxigenação no sangue?

Léx Ferracioli (@Lex_Ferracioli)

Esse negócio das marcas só lançarem mais do mesmo, sem praticamente nenhuma modificação é chato demais.