Início » Negócios » iFood é alvo de denúncia no Cade; Rappi vê prática anticompetitiva

iFood é alvo de denúncia no Cade; Rappi vê prática anticompetitiva

Rappi alega que iFood aproveita da liderança para firmar acordos de exclusividade e aumentar concentração de mercado

Victor Hugo SilvaPor

A Rappi fez uma representação no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para questionar o que entende ser uma prática competitiva. A empresa afirma que o iFood aproveita da sua posição enquanto líder no segmento de aplicativos de entrega para firmar acordos de exclusividade com restaurantes e, assim, aumentar a concentração de mercado.

ifood

O processo é analisado em sigilo pelo Cade, mas a informação foi confirmada pela Exame e pela CNN Brasil. A Rappi argumenta que restaurantes e outros parceiros são levados a aceitarem a exclusividade porque o iFood tem a maior base de clientes. Com isso, a empresa estaria ganhando vantagem na liderança por já ter uma vantagem anterior.

A representação também alega que os acordos de exclusividade do iFood costumam ter ampla duração e altas multas rescisórias, o que dificultaria ainda mais qualquer ação dos concorrentes. A Rappi espera que o Cade analise as posições de empresas de aplicativos de entrega para entender o setor antes de tomar alguma decisão.

iFood e Rappi disputam parceiros

Apesar do questionamento junto ao regulador, as empresas seguem travando batalhas pela exclusividade de parceiros. Segundo a CNN Brasil, uma das disputas envolveu uma rede de supermercados em São Paulo, que teria garantido cerca de 10% de seu lucro líquido para firmar um acordo.

A Rappi havia oferecido R$ 5 milhões pelo negócio, mas logo foi superada pelo iFood, que apresentou uma oferta de R$ 7 milhões, além do pagamento da multa pelo cancelamento do acordo inicial. Para garantia que teria o supermercado em seu aplicativo, a Rappi voltou à carga e fez uma oferta de R$ 9 milhões, que, enfim, foi aceita.

Procurada pelo Tecnoblog, a Rappi afirmou que não vai comentar a representação no Cade. O iFood não respondeu até a publicação deste texto.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

No dia que essa Rappi resolver tratar os clientes como clientes, ai sim ela será interessante…
mas é brincadeira o que se tem de problema com essa plataforma… :\

Já tive problema com o iFood, conseguindo resolver a maioria… mas a Rappi é dose de resolver. Tanto que já dropei ela.

@ksio89

O Rappi não tem moral algum para denunciar outra empresa, pois é uma empresa desonesta que faz cobranças após finalizar o pedido e some com os créditos na conta do cliente, além do suporte ser praticamente inexistente, existem milhares de relatos similares pela web.

Nem uso mais o serviço devido à tanta dor de cabeça que me já deu, ao contrário do iFood onde nunca tive surpresas.

Felipe Rodrigues da Silva (@felipes)

Como diria minha avó, é o roto falando do esfarrapado! Enquanto as duas se degladiam por “fornecedores”, não conseguem tratar bem o usuário final. Como os outros comentários já apontaram, do Rappi eu já desisti, porque roubam dinheiro mesmo! Mas o iFood (e Uber Eats) também é dureza de lidar. Tem mais alguma para eu testar?

@ksio89

Tem o Cornershop (somente mercado e lojas), o James Delivery e um tal de Zé Delivery, mas esse é só pra bebidas pelo que pesquisei.

Eu (@Keaton)

tem vários, só procurar Delivery de Comida no Google Play e analisar os resultados. Tem muito serviço “pequeno”.

Felipe Rodrigues da Silva (@felipes)

Eu queria era a indicação de um que tratasse bem o consumidor. Só quero respeito e atendimento em tempo hábil. Especialmente quando se trata do meu almoço e de duas crianças… Não dá para esperar 2 horas para resolver, né? :-/

Eu (@Keaton)

Ah sim… o iFood, na minha experiência, é o menos pior… :\
Mas tenho ouvido falar coisas razoaveis sobre o James.

Mas sabe né, é aquela coisa… geralmente são os maiores que o pessoal usa mais… ai sabe-se la sobre os outros.