Início » Aplicativos e Software » Google Maps avisa em tempo real se o ônibus estiver lotado

Google Maps avisa em tempo real se o ônibus estiver lotado

Os usuários podem tornar a base de dados do Google Maps mais rica ao avaliarem outros pontos como segurança e temperatura

André Fogaça Por

O Google anunciou nesta terça-feira (17) uma ferramenta do Google Maps capaz de alertar o usuário se o transporte público está cheio ou não. A função é nativa do próprio serviço de mapas e utiliza dados de outros usuários em tempo real, mais ou menos como faz o Waze para encontrar congestionamentos.

Google Maps exibe lotação em tempo real (Imagem: reprodução/Google Maps)

Google Maps exibe lotação em tempo real (Imagem: reprodução/Google Maps)

A nota de lançamento afirma que o sistema é capaz de coletar informações e exibir a lotação atual em ônibus, ou então em transportes ferroviários como o trem e metrô das cidades. Ele funciona assim: o usuário insere o endereço do destino, pode colocar o de início (se não for a localização atual) e a sugestão de cada modal para a rota apresenta a lotação naquele momento.

Google Maps trabalha sozinho, mas você pode ajudar

O próprio Google Maps consegue entender sozinho algumas variáveis, mas o usuário pode contribuir com mais informações como a quantidade de locais para sentar ou ficar em pé, se existe algum tipo de acessibilidade, qual era a temperatura, se o transporte dispõe de sistema de segurança e se há um espaço reservado para mulheres.

Este tipo de dado extra é crucial para construir um banco de dados mais rico, exatamente como acontece no alerta de acidentes ou trânsito do Waze, ou então na avaliação de restaurantes do próprio Google Maps. Em São Paulo eu consegui informações sobre lotação em tempo real apenas no metrô, o mesmo aconteceu nos testes feitos na cidade do Rio de Janeiro.

Números detalhados sobrew COVID-19 ganham nova camada (Imagem: divulgação/Google Maps)

Números detalhados sobrew COVID-19 ganham nova camada (Imagem: divulgação/Google)

Além do trabalho em transporte público, o Google Maps em breve receberá uma nova camada de mapa para exibir informações sobre COVID-19 na área exibida. A tela mostrará o número total de casos e um valor para cada 100 mil habitantes, junto do número total de mortes e qual é a tendência dos últimos sete dias.

Por fim, a partir desta semana o Google Maps também exibirá informações sobre a reserva de mesas em restaurantes, além de enviar alertas para o usuário sair de casa e ir buscar um prato que pediu a partir do aplicativo de mapas. O delivery também está na lista de serviços embutidos no Maps, que exibirá a hora exata para o usuário ir até a porta e receber a entrega.

Com informações: Google.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

André Noia (@Andre_Noia)

O problema do Google Maps aqui em Brasília, para ônibus, é que os horários estão sempre errados e só fizeram acordo com a CittaMobi. Ou seja, só recebem dados em tempo real de 2 das 5 empresas que operam transporte público aqui (que são as menores inclusive). Sem falar nos erros do mapa que mostra pontos em locais errados, que não existem ou que foram criados há anos e não aparecem. E não há um local que você possa sugerir alteração ou apontar erro. É ridícula a base de dados deles. O Moovit ganha fácil nesse aspecto. Alterações em rotas de linhas ou intervenções em vias aparecem quase que instantaneamente.