Início » Internet » Exclusivo: Disney+ bloqueia fraude que permitia acesso grátis no Brasil

Exclusivo: Disney+ bloqueia fraude que permitia acesso grátis no Brasil

Disney Plus não conferia se era possível fazer cobranças no crédito; usuários geravam números falsos de cartão e de CPF

Felipe Ventura Por

O Disney+ passou a barrar quem abusa dos sete dias grátis criando contas falsas: a técnica, que vem circulando no Brasil desde pelo menos terça-feira (17), envolve gerar números falsos de cartão de crédito e de CPF — tinha até tutorial no YouTube. O Tecnoblog apurou que o serviço de streaming agora bloqueia essas tentativas de assinar o serviço.

Disney+ chega ao Brasil (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Disney+ chega ao Brasil (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Fraude do Disney+ gratuito

O cadastro exige poucas informações: basta inserir um endereço de e-mail, senha, nome completo, CPF e dados de cartão de crédito. Talvez por um descuido, ou por confiar demais nos brasileiros, o Disney+ não conferia se era realmente possível fazer cobranças no número do cartão.

Assim, usuários brasileiros vinham compartilhando o “truque” para conseguir o Disney+ de graça em poucos passos: a instrução era usar um site para gerar números válidos de cartão de crédito, e utilizar outra ferramenta para criar um CPF falso.

Tutorial em vídeo ensina a ter Disney+ "de graça"; método não funciona mais (Imagem: Reprodução/YouTube)

Tutorial em vídeo ensina a ter Disney+ “de graça”; método não funciona mais (Imagem: Reprodução/YouTube)

Tudo isso obviamente vai contra os termos de uso do Disney+. O contrato de assinatura estipula que “você concorda em não usar identidade falsa ou declarar de forma imprecisa sua inscrição como sendo qualquer outra pessoa”; o usuário também não deve “fornecer informações pessoais imprecisas, falsas ou incompletas”. Quem viola essas regras fica sujeito a ter a conta cancelada.

O Disney+ parece ter detectado o esquema: nas redes sociais, há várias pessoas se queixando de que a tática deixou de funcionar.

Disney+ confere se é possível fazer cobrança no cartão (Imagem: Reprodução)

Disney+ confere se é possível fazer cobrança no cartão (Imagem: Reprodução)

O Tecnoblog fez um teste com dados legítimos, mas com um cartão de crédito bloqueado pelo app, para saber se ele seria verificado — o que de fato ocorreu. Ao tentar realizar a assinatura, recebemos o aviso de que uma cobrança de R$ 0,00 foi negada; o site, por sua vez, explica que “houve um erro no processamento do pagamento”.

A assinatura do Disney+ custa R$ 27,90 por mês ou R$ 279,90 por ano. O serviço de streaming traz conteúdo da Marvel, Pixar, Star Wars e National Geographic, além de duas temporadas de Os Simpsons e alguns filmes da Fox; no entanto, algumas séries estão faltando e há problemas no catálogo.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
20 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

Sinceramente não acredito que tenha algo a ver com “confiar demais nos brasileiros”, como cogitou a matéria. Levantar essa possibilidade me parece fruto da síndrome de vira-latas. O fato é que a empresa cometeu um erro, e certamente a vulnerabilidade seria explorada em qualquer país do mundo.

A Disney é uma empresa centenária e atua, direta ou indiretamente, em centenas de países. Ela pode ser tudo, menos inocente.

Alex (@wuhkuh)

Não é por confiar demais nos brasileiros não, eles estão usando o mesmo padrão dos EUA, os sites não fazem verificação de cobrança lá, eu vivo usando dias grátis em sites deles kk

JulioCampos (@juliocesar)

Brasileiro tem essa fama de buscar ‘alternativas’. A maioria fazem por se achar espertos mesmo (os que tem condições financeiras) e não adianta tapar o sol com a peneira dizendo que não é assim.
Já os menos privilegiados (minoria, diga-se) fazem isso porque são bombardeados pelas propagandas do consumismo desenfreado e querem estar antenados a qualquer custo e recorrem a essas alternativas já que o sistema é cruel com eles.

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

Com todo respeito, eu acho que isso é vitimismo. “Sistema cruel” justifica atos ilegais? Usar cartão falso é algo sério, é crime. Fazendo uma análise crua e direta, isso é falta de caráter.

Porém essa ideia de que “brasileiro tem essa fama”, como eu disse acima, é uma visão limitada, baseada numa bolha que só enxerga nosso povo, e tira conclusões em cima disso. O problema não é o brasileiro especificamente, é o ser humano.

Danillo Nunes (@danillonunes)

Você se esqueceu da parte onde eles geram um número de CPF falso? Isso não só vai contra os termos de contrato, como também configura no crime de falsidade ideológica. Além disso, ao gerar um número de CPF aleatório, existe uma chance, pequena, mas não nula, de se gerar um CPF que pertença a outra pessoa, o que prejudica essa pessoa já que ela fica impossibilitada de usar o teste grátis por ele já ter sido usado por outro.

Ian Carlos (@IanCarlos)

prefiro esperar os torrents … menos trabalho. e por sinal, já tá aparecendo … kkkkk

Reginaldo Ribeiro (@Reginaldo_Ribeiro)

Brasileiros né? Fiz uma assinatura pelo Mercado Livre por R$18 (nível 04 no ML) para dividir com a família em 4 pessoas (cada 1 paga 1 mês). Mas considerado o preço cheio e dividindo em até mais gente, é irrisório, 2 latinhas de cerveja que o cara vai consumir em meia hora custa mais caro. Essa mania de ser estelionatário no Brasil fode com a gente, tudo aqui é mais caro e mais difícil.

Jorge Luis (@Jorge_Luis)

nem é mais caro por causa das fraudes em si, mas pela dificuldade de cobrar essas pessoas. É essa insegurança jurídica que aumenta o risco e acaba aumentando o preço para compensar.

Jorge Luis (@Jorge_Luis)

Em todo o mundo buscam alternativas. O afrouxamento da lei é que encoraja essas pessoas, vide corruptos condenados em várias instâncias que não podem ser mais presos. E qual seria a sua solução para a sua tese das pessoas injustiçadas? O que fazer?

Lucas Jesus (@LucasJesus)

e ainda há quem justifique…

Lucas Jesus (@LucasJesus)

Agora, vamos EXIGIR o fim da corrupção! Cadê minha panela?

Adriano Garcez (@Adriano_Garcez)

Gerar CPF falso é crime de falsidade ideológica. Até onde esse pessoal vai para burlar um sistema…

Michael (@Michael)

Tem como fazer o mesmo no Prime Video

A (@ksssskkkks)

eu não acho que justifica atos ilegais, mas pelo menos explica porque isso acontece. ao mesmo tempo que não é algo exclusivo do brasileiro, não se pode ignorar que é algo que acontece predominantemente em países em desenvolvimento.

preferir cometer um crime em vez de gastar 28 reais diz muito sobre as condições sociais e econômicas que afetam as pessoas que tomam essa decisão. para mim isso é um sintoma de um problema maior, e por mais que eu pense que ações civis ou criminais devam ser tomadas, não acho que elas são suficientes para resolver esse problema que não é tão superficial assim.

@ksio89

Já dizia o poeta: “O pior do Brasil é o brasileiro”.

Exibir mais comentários