Início » Computador » Intel cria notebook premium Nuc M15 para ajudar pequenas marcas

Intel cria notebook premium Nuc M15 para ajudar pequenas marcas

Nuc M15 Laptop foi projetado pela Intel, mas será comercializado por outras marcas em esquema “white label”

Emerson Alecrim Por

A Intel anunciou nesta quinta-feira (19) o Nuc M15 Laptop, notebook com processador Core de 11ª geração e gráficos Iris Xe que estará disponível para venda a partir de 2021. Soa estranho: a Intel comercializando laptops próprios? Mas a proposta aqui é diferente. As unidades não ostentarão o selo Intel. Em vez disso, elas serão fornecidas a empresas dispostas a colocar a sua marca nelas.

Nuc M15 Laptop (imagem: divulgação/Intel)

Nuc M15 Laptop (imagem: divulgação/Intel)

Na prática, estamos falando de um produto “white label”, isto é, que foi desenvolvido ou produzido por uma empresa, mas será comercializado por outra marca mediante um contrato de licenciamento.

Com o Nuc M15 Laptop, a Intel espera estimular o mercado de notebooks premium focados em produtividade. A ideia é atender a marcas pequenas que, como tal, não têm os recursos que companhias como Dell e Samsung contam para desenvolver modelos sofisticados.

O Intel Nuc M15 Laptop pode ser equipado com um processador Core i5-1135G7 ou i7-1165G7 de 11ª geração e vem com GPU Iris Xe, da própria Intel. A memória RAM pode ter 8 GB ou 16 GB de capacidade, mas o módulo não pode ser removido: a memória é soldada à placa-mãe do equipamento. Já a bateria tem 73 Wh e, nas estimativas da Intel, oferece autonomia de até 16 horas.

Na conectividade, o notebook conta com duas portas USB-C compatíveis com Thunderbolt 4, duas portas USB tipo A (convencionais) de 10 Gb/s (USB 3.2 Gen 2), porta HDMI e conexão para fones de ouvido. Não há slot para cartão de memória, tampouco conexão Ethernet.

Nuc M15 Laptop (imagem: divulgação/Intel)

Nuc M15 Laptop (imagem: divulgação/Intel)

As especificações incluem ainda tela IPS de 15,6 polegadas, resolução de 1080p e sensibilidade a toques (opcional), webcam compatível com Windows Hello, corpo único de alumínio com 14,9 mm de espessura e peso de 1,65 kg.

Os preços serão definidos pelas empresas que comercializarem o Nuc M15 Laptop. É de se esperar valores que façam o modelo competir com notebooks como Asus ZenBook 14 e Dell XPS 13. A XPG está entre as marcas que lançarão o laptop.

Com informações: The Verge.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rafael Zabotini (@zabotinix)

imagino que a Intel esteja se movimentando pra tentar tomar um pouco o mercado de notebooks premium da Apple, já que essa vai parar de usar seus processadores e essa perda de faturamento tem ser compensada de alguma maneira

Anayran Pinheiro de Azevedo (@oggvaldo)

Bola dentro demais da Intel. Oportunidade de se manter no mercado de forma inteligente e sem perder tanta grana por falta de parceria com a Apple. Além de podermos ver esses notebooks pintando no Brasil vindos pela Multilaser ou pela Positivo.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

E a Apple também não está parada, oferecendo opções especiais para compras em lote, por empresas.

Gabriel Arruda (@gdarruda)

Pior que, ao meu ver, esse mercado de ultrabooks premium é onde a Intel menos faz sentido agora. Se você está disposto a pagar $999,00 e que um ultra-fino, você certamente estará com algo muito inferior a um MacBook Air em termos de desempenho/eficiência. Claro que tem outras coisas como design, touchscreen, etc…mas é doído pensar nisso.

Mickey Sigrist (@Mickey)

Curti as specs. Se vier pro Brasil por um preço justo e com pós-venda disponível (assistência técnica e garantia), é de se considerar.

Mickey Sigrist (@Mickey)

Também achei isso zuado, eles poderiam ter dado a possibilidade de expansão, seria um diferencial em relação aos principais concorrentes mais “premium”.

ochateador (@ochateador)

Se tivesse oportunidade de vender com 32 GB de RAM, isso atrairia muitos desenvolvedores.

Fora de tópico: que eu saiba, a avell comercializa dois produtos desenvolvidos pela Intel. É o A60 e C65, tem um tópico externo falando bastante deles.

Lucas Bonfim (@Lukas_Bonfim)

Mas isso é tendência para notebooks premiuns e deve ter um fundamento para vir soldada, se não, não teria muito sentido eles fazerem dessa forma

Lucas Bonfim (@Lukas_Bonfim)

Concordo demais contigo amigo, e com isso vai perder não vai poder ter aquela taxação que é visível com essas duas marcas, de não serem tão boas, para dizer o mínimo