Início » Aplicativos e Software » WhatsApp removeu mil contas denunciadas nas Eleições 2020

WhatsApp removeu mil contas denunciadas nas Eleições 2020

Contas foram banidas por disparos em massa no app; ação faz parte do Programa de Enfrentamento à Desinformação do TSE

Ana Marques Por

O WhatsApp removeu mais de mil contas denunciadas por disparo de mensagens em massa durante o primeiro turno das Eleições 2020. A ação feita em parceria com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) faz parte do Programa de Enfrentamento à Desinformação da corte eleitoral para combater a propagação de fake news.

WhatsApp Messenger (Imagem: Mika Baumeister/Unsplash)

WhatsApp Messenger (Imagem: Mika Baumeister/Unsplash)

De acordo com o balanço divulgado nesta quinta-feira (19), entre 27 de setembro e 15 de novembro, o TSE recebeu 4.759 denúncias sobre contas que estariam divulgando informações em massa no mensageiro. No entanto, 129 delas foram desconsideradas por não terem relação com as eleições.

O restante (4.630 denúncias) foi encaminho ao WhatsApp, que ficou encarregado por verificar possíveis violações dos Termos de Serviço do aplicativo.

Ao descartar números duplicados e contas inválidas, o WhatsApp chegou a 3.236 contas válidas denunciadas, e 1.004 foram penalizadas por violar os Termos de Serviço (256 já haviam sido reportadas em um balanço feito anteriormente), o que corresponde a 31% das contas válidas enviadas pelo TSE.

Ainda de acordo com o WhatsApp, 63% dessas contas já haviam sido bloqueadas automaticamente pelo mensageiro antes de serem denunciadas pelo tribunal, devido ao sistema de integridade da plataforma.

Usando um plugin, é possível adicionar reações no WhatsApp Web (Imagem: Reprodução/Pxhere)

Ícone do WhatsApp (Imagem: Haberlernet/Flickr)

Parceria com TSE é considerada “assertiva” pelo WhatsApp

Segundo Dario Durigan, Head de Políticas Públicas do WhatsApp no Facebook Brasil, os resultados da parceria com o TSE indicam a assertividade das iniciativas implementadas. O WhatsApp se uniu ao Programa de Enfrentamento à Desinformação com foco nas eleições municipais em outubro de 2019.

A corte eleitoral reforça a importância do trabalho em conjunto com o aplicativo de mensagens:

O disparo em massa de mensagens é uma prática proibida, passível de punição nas eleições. Os eleitores devem estar atentos e denunciar atividades suspeitas que desequilibrem o processo eleitoral.

Aline Osorio, secretária-geral da Presidência do TSE e coordenadora do programa de combate à desinformação

Como denunciar fake news relacionadas às Eleições 2020

Usuários podem reportar o disparo de mensagens em massa por WhatsApp relacionados à corrida eleitoral no site do TSE. Para isso, basta acessar o endereço https://denuncia-whatsapp.tse.jus.br/dew/rest/denuncia/ no seu navegador e preencher o formulário disponível com as informações sobre o número que enviou a mensagem. Esse canal de denúncias ficará aberto até 19 de dezembro.

O WhatsApp também conta com um bot do TSE que fornece informações sobre as eleições, como horários e locais de votação, e recomendações para votar em segurança durante a pandemia. Para usá-lo, basta enviar uma mensagem para o número (61) 9637-1078 no mensageiro ou abrir o link wa.me/556196371078.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rodolpho Camargo (@damagedparsley)

99% delas ligadas à direita