Início » Internet » Twitter exibe alerta ao curtir tweets com informações falsas

Twitter exibe alerta ao curtir tweets com informações falsas

Twitter passa a exibir alertas ao curtir tweets com informações falsas, assim como em retweets em publicações sinalizadas

Bruno Gall De BlasiPor

O Twitter adotou novas medidas para combater as informações falsas. A rede social anunciou, nesta segunda-feira (23), um alerta que será exibido ao curtir tweets com conteúdos enganosos e sinalizados, assim como já acontece com os retweets em publicações marcadas pela plataforma.

Twitter (Imagem: Yucel Moran/Unsplash)

Twitter (Imagem: Yucel Moran/Unsplash)

O novo aviso chega aos usuários poucas semanas após os relatos sobre o desenvolvimento do recurso. Segundo o Twitter, os alertas serão exibidos ao curtir posts que foram sinalizados por haver alguma informação enganosa sobre a pandemia de COVID-19 (novo coronavírus), eleições e demais assuntos.

“Fornecer contexto sobre por que um tweet rotulado é enganoso sob nossa eleição, COVID-19 e as regras de mídia sintética e manipulada é vital”, anunciam. “Esses avisos ajudaram a diminuir os tweets de citações de informações enganosas em 29%, por isso estamos expandindo para mostrar quando você toca para curtir um tweet rotulado”.

A novidade tem funcionamento similar aos avisos em retweets. Ao curtir um tweet com alguma advertência sobre a procedência do conteúdo, a rede social irá emitir um aviso para conscientizar sobre as informações. Caso o usuário queira prosseguir mesmo após o alerta, um botão para dar o like na publicação estará disponível logo abaixo.

Twitter exibe alerta ao curtir e compartilhar tweets com informações falsas (Imagem: Reprodução/Twitter)

Twitter exibe alerta ao curtir e compartilhar tweets com informações falsas (Imagem: Reprodução/Twitter)

Twitter põe avisos em tweets nas Eleições 2020

Os avisos em tweets que alegam fraude também marcaram presença nas eleições municipal de 2020, no Brasil. Em 15 de novembro, durante o primeiro turno, a rede social sinalizou publicações insinuavam a existência de fraudes no processo eleitoral, com a marcação “esta reinvindicação de fraude é contestada”.

Ainda nesta semana, o Google, Facebook e Twitter se uniram para combater fake news sobre vacinas. A iniciativa organizada pela Full Fact também irá envolver esforços de agências de checagem de fatos de diversos países, grupos como a International Fact-Checking Network e órgãos de governo do Canadá e do Reino Unido.

Com informações: @TwitterSupport

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ricardo Mota (@Ricardo_Mota)

Bom, ok. Mas quem irá sinalizar isso? Tenho visto umas agências de checagem rotular posts como falsos, e que na realidade não são. Tem-se verificado, estranhamente, que muitos desses posts tem um certo alinhamento ideológico, o que prejudica em muito a isenção de quem faz a checagem. Posts como o do presidente do TSE, por exemplo, não são rotulados como falsos, mesmo após a PF informar o contrário. Isso sem contar que o CEO do Twitter já ter se pronunciado como sendo alinhado à esquerda? Como confiar?