Início » Celular » Sem Android 11, programa Android One do Google deixa de fazer sentido

Sem Android 11, programa Android One do Google deixa de fazer sentido

Celulares com Android One ainda não receberam o Android 11; programa do Google visa agilizar updates nos smartphones

Bruno Gall De BlasiPor

O Android One é um programa do Google que visa garantir atualizações mais rápidas aos celulares participantes. A iniciativa, porém, pode estar perdendo o sentido já que, dois meses após a liberação da versão final do Android 11, nenhum smartphone com o selo recebeu o update para o novo sistema operacional até o momento.

Celulares com Android One, como Nokia 5.3, ainda não receberam Android 11 (Imagem: Divulgação/HMD Global)

Celulares com Android One, como Nokia 5.3, ainda não receberam Android 11 (Imagem: Divulgação/HMD Global)

Celulares Android One ainda não receberam Android 11

Quem dá a nota é o Android Central. Conforme observou o site especializado nesta quinta-feira (25), somente a Nokia manteve o lançamento de celulares com Android One em 2020; a exceção fica para a Motorola, que estreou o Moto G Pro com o selo. Ainda assim, nenhum dos telefones disponíveis no mercado que façam parte da iniciativa receberam o Android 11 até o momento, atualização lançada em setembro pelo Google.

O atraso na atualização faz contraste aos princípios do Android One, que, entre suas iniciativas, busca reduzir os longos intervalos de tempo entre as atualizações. Enquanto celulares como o Nokia 2.2, Nokia 5.3, Nokia 8.1 e Nokia 8.3 5G ainda vão receber o update até o fim do 1º trimestre de 2021, por exemplo, a Xiaomicomeçou a distribuir o Android 11 ao Xiaomi Mi 10 e Mi 10 Pro com a interface MIUI 12 dias após a liberação do novo sistema operacional.

A Samsung também apresenta uma certa vantagem neste quesito. Ainda que não tenha liberado a versão final do Android 11, a companhia não só confirmou o sucessor do Android 10 à linha Galaxy S20 para ainda em 2020 como já disponibilizou o beta público para donos de celulares das famílias S20, Note 20 e S10 de alguns países. A marca sul-coreana também prometeu três anos de atualizações do Android para alguns de seus celulares.

A Oppo também revelou seus planos para levar o Android 11 com a interface ColorOS aos seus telefones. Uma das primeiras fabricantes a confirmar a atualização, o cronograma da marca chinesa previa o update para celulares das linhas Find X2 e Reno 3 já em setembro de 2020. Além disso, o Vivo V20 foi o primeiro smartphone não-Pixel a ser lançado com o sucessor do Android 10.

Com informações: Android Central

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Maxon (@Maxon)

Por mais defeitos que a Apple venha a ter, nenhuma fabricante Android consegue superar ela no quesito de atualização e isso e deprimente

@Banana_Phone

Antigamente era muito importante rodar a última versão do Android, hoje em dia se eu estiver recebendo atualizações de segurança e a Google Play Services sendo atualizada já é suficiente pra mim, pois o Android não muda quase nada ultimamente.

Marco A. Mendes (@Marco_Mendes)

Esse é um programa que depende muito da boa vontade das fabricantes. Meu Mi A1 (quando ainda recebia as atualizações de segurança) geralmente recebia o patch de 2 a 3 semanas após o lançamento. Já o Motorola One Vision de minha esposa ainda está com patch de 1 de setembro.

Juliano Machado Olivetti (@Juliano_Machado_Oliv)

É no momento uma questão bem complexa de resolver, afinal cada fabricantes precisa aplicar drivers e fazer alterações necessárias, além de testes gerais. Estima que cada nova versão custa pelo menos US$ 1.000.000…

Alex (@wuhkuh)

Eu já estou pensando que celular usar quando for sair do Mi A2, pois Android puro ninguem vende mais e quem aguenta as interfaces coloridas das fabricantes, que estão bem melhores que no passado, mas ainda assim, muita cor pro meu gosto

🤷‍♀️ (@xavier)

Mas já tem muito tempo que eu digo que o Google não se importa com o Android One. É só ver o histórico de atualizações problemáticas (pelo menos dos Xiaomi Mi Ax).

Sérgio (@trovalds)

Enquanto o Google manter essa “criatura de Dr. Frankestein” que é o Android hoje esqueçam melhorias profundas e iniciativas pra diminuir o tempo entre anúncio de versões novas e a chegada nos aparelhos.

Ian Carlos (@IanCarlos)

isso nem merece comparação. e não estou defendendo nenhuma, mas a Apple só tem 1 linha própria pra atualizar o sistema próprio dela.

a Google lança a base e só atualiza uma linha de fato que é a linha Pixel, as outras q se virem pra atualizar. Se for comparar, compare linha iPhone com linha Pixel. ambos atualizam suas respectivas linhas.

Alex (@wuhkuh)

Launcher não é uma opção, launcher só muda interface principal e mais nada, ainda terei que ver barra de notificação, chamada, camera e todo resto

https://tecnoblog.net/?post_type=post&p=404942