Início » Negócios » Apple terá menos MacBooks e iPads “made in China”

Apple terá menos MacBooks e iPads “made in China”

Foxconn deve migrar parte de sua produção para o Vietnã para minimizar impactos da disputa comercial entre EUA e China

Ana Marques Por

Em breve, menos MacBooks e iPads serão fabricados na China. A Foxconn, principal parceira da Apple para a fabricação de produtos da marca, irá transferir alguns conjuntos de produção desses dispositivos para o Vietnã, de acordo com a Reuters. A intenção seria minimizar os impactos da disputa comercial entre os Estados Unidos e o governo chinês.

MacBook Pro de 16 polegadas (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

MacBook Pro de 16 polegadas (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Durante o mandato do presidente Donald Trump, diversas empresas norte-americanas foram incentivadas a retirar seus esforços ou unidades de produção da China. Além disso, o governo dos EUA têm feito diversas sanções a grandes companhias chinesas, como a Huawei.

Diante desse cenário, fabricantes taiwanesas vêm considerando a migração de parte de sua produção para países como Vietnã, México e Índia. A própria Foxconn já havia declarado em agosto que a sua capacidade de produção fora da China estava em expansão.

Como parte do processo de diversificação na fabricação de seus eletrônicos, para evitar riscos de concentração, a Apple já monta os AirPods e AirPods Pro no Vietnã.

Operação deve começar no primeiro semestre de 2021

De acordo com o relato de uma fonte que não quis se identificar, a mudança foi solicitada pela Apple. “A Foxconn está construindo linhas de montagem para o tablet ‌iPad‌ da Apple e o laptop MacBook em sua fábrica na província de Bac Giang, no nordeste do Vietnã, para entrar em operação no primeiro semestre de 2021. As linhas também levarão parte da produção da China”, afirmou à Reuters.

A Foxconn não quis comentar a migração da produção dos iPads e MacBooks, e a Apple também não se pronunciou sobre o assunto.

É possível que a empresa também expanda a fabricação dos iPhones por lá em breve. A concorrente Samsung já fabrica metade de seus smartphones no país. Além disso, a Foxconn já estaria planejando gastar até US$ 1 bilhão na expansão de uma fábrica de montagem do iPhone na Índia.

Com informações: Reuters

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando