Início » Aplicativos e Software » iFood encerra app de iPhone para entregadores após 8 meses

iFood encerra app de iPhone para entregadores após 8 meses

iFood para Entregadores deixará de funcionar no iPhone em 2 de dezembro; clientes ainda poderão pedir delivery pelo app de iOS

Felipe VenturaPor

O iFood está avisando aos entregadores que o aplicativo para iOS deixará de funcionar na próxima quarta-feira, 2 de dezembro de 2020. Ele teve uma vida curta, tendo sido lançado há cerca de oito meses na App Store; os parceiros deverão usar a versão para Android daqui em diante. Para os clientes, nada muda: ainda será possível realizar pedidos de delivery pelo app do iPhone.

iFood para entregadores (Imagem: Reprodução/App Store)

iFood para entregadores (Imagem: Reprodução/App Store)

Em comunicado ao Tecnoblog, o iFood explica que “comunicou aos entregadores cadastrados na plataforma sobre a descontinuação do aplicativo em celulares com sistema operacional iOS”. A empresa reforça que, para consumidores, não houve alterações.

“No dia 02 de dezembro, o suporte do aplicativo para entregador será descontinuado na plataforma iOS”, diz o iFood. “Dessa forma, a empresa foca todo o desenvolvimento para uma melhor experiência ao parceiro no sistema Android.”

Questionamos a assessoria sobre os motivos para o encerramento do app de entregadores para iPhone, mas a empresa manteve apenas o posicionamento acima.

O app iFood para Entregadores passou a exibir essa mensagem aos usuários: “Não é você, é o iPhone… Dia 02/12, o app sairá do ar em iOS. Assim, podemos focar em um só sistema e te oferecer a melhor experiência possível”.

iFood anuncia fim do app de iPhone para entregadores (Imagem: @giovanaabordo/Twitter)

iFood anuncia fim do app de iPhone para entregadores (Imagem: @giovanaabordo/Twitter)

iFood para Entregadores foi lançado no iOS há 8 meses

A versão 1.0 do iFood para Entregadores chegou à App Store em 31 de março de 2020. A descrição afirma que esta é uma nova versão para iOS, “feita com a ajuda dos nossos entregadores parceiros para ser o melhor aplicativo de entregas já feito”. Alguma coisa não deu certo, porque em breve ele será descontinuado. O app para Android está neste link.

O app Uber Driver, disponível para Android e iPhone, é usado também pelos entregadores do Eats. O 99Food conta com versão para iOS; enquanto o Rappi Entregador pode ser encontrado apenas na Google Play Store.

iFood para entregadores na App Store (Imagem: Reprodução/Apple)

iFood para entregadores na App Store (Imagem: Reprodução/Apple)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
14 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rafael Machado de Souza (@rafael.mds)

Motoboy usar iPhone pendurado no guidão é pedir pra ser roubado, infelizmente.

@Banana_Phone

Bem estranho isso, será que no Android eles tem acesso a mais informações do usuário?
O número de entregadores com iOS também deve ser bem baixo em comparação com o Android.

@ksio89

Acredito que poucos entregadores usavam o iPhone, talvez não justificando os gastos com suporte ao app para iOS, mas mesmo assim é uma decisão questionável.

MarcosHenrique (@MarcosHenrique)

ÊÊÊÊÊÊÊÊÊ Iphonão véio

imhotep (@imhotep)

É q nem o app do Bolsa Família para iPhone.
É estranho, pois supõe-se que a pessoa q recebe Bolsa Família não vai ter um aparelho caro como esse.
Certamente o custo para se manter na App Store não estava valendo vs a quantidade de downloads.

@Credulos

De fato, creio que a desistência seja o numero de adoções mesmo, tem um iPhone exposto seja o mais antigo deles ainda seria um valor alto a se pagar. Creio que 99% dos entregadores preferem usar algum Android custo x beneficio com tela grande.

Leandro Alves (@KILLME)

Eu já acho que está mais ligado a burocracia da Apple no desenvolvimento de apps, já que no Android você tem mais liberdade.

Sérgio (@trovalds)

iFood não tem nada demais no aplicativo que esbarre em rejeição na aprovação pela Apple.

+1 pra baixíssima adoção do aplicativo. Não compensa o custo de manter versus o número de usuários.

LekyChan (@LekyChan)

creio que deva ser por causa do iOS 14 e sua nova politica de privacidade

Darllan Marinho (@Darllan_Marinho)

O mais curioso nisso, na minha opinião, é que a empresa que desenvolve o iFood é a Móvile, mesma empresa que tem um amor platônico com a Apple, seu CEO começou o império depois de fazer jailbreak em aparelhos.

Daniel Ribeiro (@danarrib)

Agora me deu uma curiosidade…

Qual percentual de entregadores de iFood usam iPhone? Qual percentual de CLIENTES do iFood usam iPhone? Qual percentual do faturamento do iFood vem dos clientes iPhone e dos clientes Android?
Edgar (@edgar)

Ou algum parente com iPhone pode usar para ajudar a pessoa que recebe o bolsa família.

imhotep (@imhotep)

Pode ser a própria pessoa mesmo q tenha comprado um iphone usado em suaves prestações, mas mantido o barraco no reboco.

Cada um sabe o q prioriza na vida.

Rafael Machado de Souza (@rafael.mds)

Também aposto na baixa adesão pelo alto custo. Um Android velho já serve muito bem.