Início » Celular » Procon-SP vai exigir que Apple forneça carregador para iPhones

Procon-SP vai exigir que Apple forneça carregador para iPhones

Procon-SP anuncia que irá exigir à Apple a disponibilização de carregadores para iPhone caso o consumidor solicite o acessório

Bruno Gall De BlasiPor

A Fundação Procon-SP irá exigir a disponibilização do carregador do iPhone caso o consumidor solicite. A nova manifestação do órgão surge semanas após a notificação enviada à Apple em outubro, que solicitou explicações por vender o iPhone 11, XR e SE sem o adaptador de tomada na caixa, pouco antes do lançamento do iPhone 12 no país.

iPhone 12 Mini (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

iPhone 12 Mini (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

O comunicado desta quarta-feira (2) abre um novo episódio à ação da fundação devido à remoção do carregador das caixas dos celulares. Em resposta ao órgão paulista, a companhia afirmou que a alteração teve como objetivo a redução da emissão de carbono e lixo eletrônico, pois, em geral, os consumidores já possuem o adaptador de tomada em casa e não utilizam os acessórios novos que acompanham o smartphone.

Ainda assim, o Procon-SP irá exigir a disponibilização do adaptador de tomada aos clientes. “É incoerente fazer a venda do aparelho desacompanhado do carregador, sem rever o valor do produto e sem apresentar um plano de recolhimento dos aparelhos antigos, reciclagem etc”, disse Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP. “Os carregadores deverão ser disponibilizados para os consumidores que pedirem”.

Em nota, o órgão paulista observa que o equipamento é “essencial para o uso do produto” e é esperado pelo consumidor durante a compra do celular. Ainda segundo o Procon-SP, a Apple não esclareceu se o uso de carregadores antigos ou de terceiros podem comprometer a recarga, a “segurança do procedimento” e a garantia, assim como não informou ao consumidor sobre a alteração e não demonstrou o ganho ambiental devido à remoção.

“A conduta da Apple será analisada pela diretoria de fiscalização e, caso sejam constatadas infrações à lei, poderá ser multada conforme prevê o Código de Proteção e Defesa do Consumidor”, afirmou o órgão. A empresa também foi notificada pela Senacon.

Procurada pelo Tecnoblog, a Apple não se manifestou sobre o assunto.

Apple passa a vender iPhones sem carregador

Em outubro, além de apresentar o novo iPhone 12, a Apple também anunciou que não venderia mais celulares com o carregador e fones de ouvido na caixa. A alteração, no entanto, afetou não somente a nova linha de smartphones da marca, como, também, o iPhone 11, XR e SE.

Segundo a Apple, a remoção acontece para preservar o meio ambiente, ao reduzir a emissão de lixo eletrônico. No lugar, a companhia sugeriu os usuários a utilizarem seus acessórios antigos, incluindo o cabo Lightning, que ainda acompanha os smartphones na embalagem. Caso não possua em casa, o consumidor terá comprá-los separadamente.

Com informações: Procon-SP

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
23 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

LekyChan (@LekyChan)

ta meio errado o titulo ao meu ver, pois pelo que a matéria diz, eles não vão exigir a venda com, mas sim exigir que a Apple forneça caso o cliente queira.

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Minha amiga comprou o SE, e ela me disse não ver problema em não receber o carregador, pois ela tem vários.

Juliano Machado Olivetti (@Juliano_Machado_Oliv)

É um tanto óbvio que por aqui a Apple enfrentaria problemas com a medida. Da mesma forma aleatória que a Apple afirma que a maioria do clientes já tem carregadores em casa, eu estimo que a extensa maioria usa em algum momento o que veio na embalagem, isso se não o repõe por outro no meio da vida útil do produto.

Andre Kittler (@Andre_Kittler)

Imagina ver uma BMW e uma Ferrari batendo, e os motoristas brigando.
É um pouco divertido de acompanhar se eu estiver sem o que fazer, porém não vai influenciar remotamente a vida minha e de todos ao meu redor…

Bruno Gall De Blasi (@brunogdb)

Opa, fiz alguns ajustes aqui para torná-lo mais claro.

Obrigado pelo aviso!

Mickey Sigrist (@Mickey)

Achei as argumentações do Procon perfeitas. A Apple tem que fornecer o carregador, é um item necessário para o uso do celular. Não pode haver a presunção de que todos os usuários já possuem um carregador, até porque nem todos os carregadores são compatíveis e a empresa também não garante que carregadores paralelos funcionarão da maneira ideal com o produto dela. Também não há garantias de que se houver dano no aparelho devido ao uso de um carregador paralelo a Apple irá cobrir os custos.

Eu (@Keaton)

A Apple já fornece carregador caso o cliente queira. Só que não vem junto e tem um custo.

Agora, se eles fossem obrigados à dar um carregador… ai é outra história. Mas ai eles dariam a versão lenta do carregador que já vem nos iPhone desde o dólar à 3 reais…

LekyChan (@LekyChan)

o menor carregador USB-C deles é 20W

Igor Lana de Melo (@igor_meloil)

Ah mas vai sim, isso vai acabar virando tendência em outras fabricantes

Igor Lana de Melo (@igor_meloil)

Isso não tem que garantir mesmo não, paralelo é só eufemismo de falsificação. De resto concordo com tudo o q disse.

Eu (@Keaton)

Tem a desgraça de 5W…

LekyChan (@LekyChan)

o carregador de 5W é USB-A, não teria como usar num iPhone novo sem ter um cabo antigo, pois os novos iPhones vem com cabo USB-C.

Eu (@Keaton)

Ai eles fornecem um cabo USB-A/USB-C… só para afrontar o Procon. hahaha

Daniel Ribeiro (@danarrib)

Que ótimo… Agora o iPhone topo de linha, que custava 14 mil reais, vai custar 14.200,00… Vai fazer muita diferença mesmo na vida de quem pretende comprar um iPhone.

Se não fosse o Estado para nos defender… Não é mesmo?

Wendel Schelhan (@Schelhan)

Um emaranhado de premissas tiradas diretamente das vozes predominantes nas mentes de nossos burocratas.
Não é nenhum absurdo inferir que a Apple está na realidade preservando margens de lucro ao não mais incluir a fonte na caixa, ao invés de “preservar o meio ambiente” como alega oficialmente. Além disso, temos todo o direito de achar isso ridículo, mesquinho, patético, como eu particularmente enxergo.
Só que isso é completamente diferente de, perdoem o linguajar, cagar regra em cima da Apple com base em achismos. A Apple tem o direito de vender o iPhone com o que quiser. Ninguém está tendo um revólver apontado na cabeça sendo forçado a comprar, por outro lado.

Fico imaginando qual vai ser a próxima cagação de regra do Procon, ou o que eles vão achar imprescindível pro funcionamento do aparelho. Fones de ouvido? 50 GB de armazenamento na nuvem gratuitos? Papéis de parede do Smilinguido?

Exibir mais comentários
https://tecnoblog.net/?post_type=post&p=404942