Início » Internet » Mega baniu 95 mil contas por hospedarem conteúdo pirata

Mega baniu 95 mil contas por hospedarem conteúdo pirata

Nos três primeiros trimestres de 2020, Mega recebeu mais de 1 milhão de solicitações de remoção de conteúdo pirata

Emerson AlecrimPor

Você se lembra do Mega? Muita gente sabe da existência do serviço por um único motivo: muito conteúdo protegido por direitos autorais é compartilhado por lá. Mas usuários que seguem com essa prática precisam ficar atentos. Em seu mais recente relatório de transparência, o Mega afirma ter excluído cerca de 95 mil contas relacionadas a conteúdo pirata.

O Mega ganhou popularidade por conta da excentricidade de seu fundador, Kim Dotcom, e por ser o sucessor “legal” do outrora muito conhecido Megaupload. Kim não está mais à frente do negócio, mas o Mega avançou. O serviço pode não ser tão popular quanto o rival Dropbox, por exemplo, mas figura como um dos maiores serviços de armazenamento e compartilhamento de arquivos da atualidade.

Em seu mais recente relatório de transferência, o Mega revela que, até setembro, acumulou cerca de 84 bilhões de arquivos armazenados em seu serviço. Esses arquivos foram baixados por mais de 200 milhões de usuários de 200 países diferentes.

Mega (imagem: Facebook/Mega)

Mega (imagem: Facebook/Mega)

Por suportar arquivos grandes e ser focado em privacidade, o Mega é muito utilizado para distribuição de materiais protegidos por direitos autorais, como filmes, séries e músicas. Quando os links de compartilhamento se tornam públicos, frequentemente, detentores de direitos autorais solicitam a sua remoção.

No relatório, o Mega aponta que, nos três primeiros trimestres de 2020, pouco mais de um milhão de solicitações de remoção de conteúdo protegido foi feita à companhia.

Nem todas as solicitações são atendidas. O Mega observa que, em muitos casos, os usuários notificados apresentam argumentos que mostram que o conteúdo de seu link não é ilegal. De acordo com a empresa, notificações incorretas acontecem, provavelmente, quando detentores de direitos autorais usam ferramentas automatizadas que geram alertas falsos.

Mas as solicitações legítimas existem e não são pouco numerosas, embora o Mega tente mostrar que, na comparação com o total de arquivos existentes em sua plataforma, a proporção de conteúdo pirata é muita baixa.

Quando uma solicitação de remoção é aceita, o usuário responsável é notificado. Se ele receber três notificações válidas, a sua conta é banida. O Mega explica que, em 30 de setembro, excluiu 94.966 usuários de sua plataforma com base nesse critério.

É um número considerável, mas que fica bem abaixo do total de contas banidas por compartilhamento de arquivos sobre exploração infantil e conteúdos relacionados: 565 mil.

Com informações: TorrentFreak.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

Os pedófilos amam o mega mesmo

Fábio de Jesus (@Fabio_de_Jesus)

Eu uso o serviço pra fazer backup das minhas fotos, mas nunca havia imaginado que era usado por pedófilos, absurdo mesmo

Senhor ranz (@Duko)

caraca não sabia que usavam que nojo, como ficou sabendo?! caraca mega é casa dos pedófilos. eca.

Ad. (@Arthur_Estevam1)

Pois sim. O KIK, aquele app de mensagens pouco conhecido, é cheio de grupo de compartilhar links do mega e drop e apesar de que alguns dos links tenham conteúdo pornográfico normal, a outra metade é pornografia infantil. É fácilmente compartilhada, sem nenhuma restrição =/
Há inclusive grupos criados especificamente para compartilhar pornografia infantil.

Senhor ranz (@Duko)

vlw por me avisar cara não irei usar mais a lixo do MEGA e kik também!! vc é um amigo, obrigado amigo.