Início » Negócios » C6 Bank, concorrente do Nubank, é avaliado em R$ 11,3 bilhões

C6 Bank, concorrente do Nubank, é avaliado em R$ 11,3 bilhões

Valor de mercado do C6 Bank subiu depois de um aporte financeiro de R$ 1,3 bilhão; banco planeja IPO para 2021

Victor Hugo SilvaPor

O valor de mercado do C6 Bank subiu para R$ 11,3 bilhões após rodada de investimentos anunciada na quarta-feira (2). O banco digital concorrente do Nubank recebeu de um grupo de 40 investidores um aporte de R$ 1,3 bilhão e se tornou mais um unicórnio, termo usado para startups avaliadas em mais de 1 bilhão de dólares.

C6 Bank

O aporte aconteceu por meio da emissão de ações ordinárias do C6 Bank aos investidores, que não foram revelados. A operação foi intermediada pelo Credit Suisse, que também atuou para concretizar a parceria do banco com a TIM. Depois de firmarem o acordo, as empresas passaram a oferecer vantagens como bônus de internet e abertura de conta em dólar sem taxas.

Em comunicado, o CEO do C6 Bank, Marcelo Kalim, afirmou que o aporte permite acelerar o crescimento do banco. Ele indicou que a startup seguirá trabalhando para “aumentar a base de clientes, completar o desenvolvimento da plataforma de investimentos e avançar em novas linhas de negócio”.

O banco começou a operar em agosto de 2019 e chegou a 1 milhão de clientes em janeiro de 2020. No terceiro trimestre de 2020, registrou um crescimento de 48% na base de clientes, e hoje, tem mais de 4 milhões de contas abertas.

A startup tem R$ 5,3 bilhões em ativos e carteira de crédito de R$ 4 bilhões para pessoas físicas e jurídicas. Segundo a Reuters, a empresa tem a expectativa de se tornar lucrativa em 2021.

C6 Bank planeja IPO em 2021

Depois da rodada de investimento, o C6 Bank trabalha para entrar na bolsa de valores. Kalim afirmou à Reuters que a ideia é realizar uma oferta inicial de ações (IPO) do banco em 2021. Segundo o executivo, um prazo de 12 meses para concluir esse processo “parece ser bastante interessante”.

O C6 Bank é controlado pela Carbon Holding, que possui um banco nas Ilhas Cayman e corretoras de valores em São Paulo e Nova York. O grupo também reúne a empresa de pagamentos PayGo, a assessoria em seguros Som.us, a empresa de desenvolvimento em aplicações de pagamentos Setis e a edutech IDEA9.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas Blassioli (@olucaslab)

Primeiro: Não é nada justo chamar o C6 de concorrente do Nubank, primeiro pois o C6 tem um estrutura maior e mais tradicional de um banco tradicional do que do Nubank. Esse titúlo está pessímo

O C6 eu vejo crescendo nessa nova leva, ele não foca no ‘xovêm descolado’, ele foca nas pessoas de várias rendas e lugares, o C6 tem uma Tag de pedágio (normalmente o jovem não usa carro), o C6 tem um lugar de investimento de verdade e o C6 tem um controle de crédito mais tradicional. Meu pai mesmo fez uma conta no C6 e conheço alguns PJ que estão indo para o C6 pela sua boa fama de não ser ‘banco de jovem’ e mais tradicional.

João Eduardo Medeiros (@joaomedeiros95)

Hoje pra mim o C6 é o melhor banco digital, a C6 store é sensacional (não tive muitas experiências com outros programas de pontos), o programa de pontos da Credicard é lamentável e o da C6 me surpreendeu e muito, troquei meus pontos por um mousepad que chegou em menos de 1 semana e em 2 semanas já consegui recuperar os pontos que usei pra pedir o mousepad (programa de pontos do Carbon).

Estou ansioso pelo IPO, com certeza irei investir.

Islan Oliveira (@Islan_Oliveira)

É por isso que essas matérias se fintechs digitais sempre me irritam comparam Nubank que não é banco com Inter e C6 que são bancos digitais e todos com o Next que tem um banco grande por trás.

Túlio F (@Tulio)

Todas as matérias sobre bancos e contas de pagamentos do Tecnoblog citam “concorrente do Nubank”… Nubank é só isca pra visibilidade em buscadores ou no próprio site.

Túlio F (@Tulio)

Concordo. Primeiro banco digital que uso como banco, de verdade.