Início » Gadgets » Acessório que promete bloquear 5G só consegue derrubar Wi-Fi

Acessório que promete bloquear 5G só consegue derrubar Wi-Fi

As caixas de metal não funcionam como o prometido por vendedores e deixam na mão quem acredita em teoria da conspiração

Ana MarquesPor

Uma das (muitas) fake news que circularam em 2020 foi a de que o 5G estava associado à propagação da COVID-19. O assunto, que é produto de teorias da conspiração e não tem comprovação científica, proporcionou lucro para algumas lojas do marketplace da Amazon, que tentaram vender uma espécie de gaiola para bloquear os sinais de redes de quinta geração.

Gaiola de Faraday

Gaiola de Faraday (Imagem: Reprodução/Amazon)

O tal acessório é, na verdade, uma Gaiola de Faraday. Se você não está familiarizado com esse projeto, deixe-me explicar: trata-se de um experimento que permite isolar dispositivos elétricos e eletrônicos. Ele foi conduzido pela primeira vez em 1836 – e, neste caso, utilizando métodos científicos.

A caixa de metal cria uma barreira de isolação, prendendo o campo eletromagnético gerado. Geralmente, ela é utilizada para que um dispositivo não cause interferência em outros próximos a ele.

Ao que parece, os vendedores se aproveitaram do pouco conhecimento técnico das “vítimas” para vender o acessório sob promessa de que a tal gaiola poderia permitir a navegação na Internet enquanto bloqueia os sinais de 5G. Bem, a verdade é que elas acabam também com a força do sinal Wi-Fi.

“A caixa funciona para manter a radiação, mas também o Wi-Fi não funcionará a menos que você esteja na mesma sala que o roteador! Diminui o sinal em 90%! Nós realmente queríamos gostar, mas era impossível usar nossos telefones em qualquer outro cômodo da casa ”, afirmou um comprador ao criticar o que, de fato, é o propósito do produto.

Os reais problemas do 5G

Em entrevista ao Motherboard, o físico Phillip Broughton explicou que as teorias contra o 5G estão associadas também à natureza da tecnologia.

De acordo com ele, por ter um comprimento de onda mais curto do que as redes sem fio anteriores, o 5G exige mais transmissores, e essa “proliferação” de equipamento estaria assustando as pessoas por causar uma sensação de intrusão. É claro que esse é apenas um dos motivos que podem ser usados como pretexto para as diversas teorias sem comprovação científica.

Apesar de absurdas, as ideias conspiratórias envolvendo o 5G causaram diversos problemas ao longo do ano. Tanto que empresas como Facebook e Twitter tiveram que se posicionar, realizando curadoria e removendo posts que propagavam ondas de desinformação ligada a esse assunto.

Com informações: Vice

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Renato Santos (@InsecticidePls)

Isso não tem preço. Ver gente tosca se lascando é muito gratificante

Sérgio (@trovalds)

Todo dia sai de casa um esperto e um trouxa.

² (@centauro)

Só consegue derrubar Wi-Fi?
A gaiola de Faraday não consegue bloquear as ondas na frequência do 5G também?

Giovani (@Giovani)

Pedágio de otário deveria ser uma “coisa”, sou totalmente a favor da venda desses tipos de produtos, eu até mesmo venderia, se não desse problema.

gsctt (@gsctt)

“Tanto que empresas como Facebook e Twitter tiveram que se posicionar, realizando curadoria e removendo posts que propagavam ondas de desinformação ligada a esse assunto.”

Eu vi o que vocês fizeram aqui… hehe

@doorspaulo

Por ser vazada, e o comprimento de onda do 5G ser menor, acaba que ele “passa” pelos furos.
Até funcionaria, se fosse uma gaiola 100% fechada, mas aí não teria como usar o aparelho…

Helliton Soares Mesquita (@Helliton_Soares_Mesq)

Gosto de quem explica porque tem as teorias da conspiração, e não apenas alguém que simplesmente argumenta que é teoria e pronto.

Claro que as teorias são exageradas, mas eles tem motivos para existir.

1 - A mesma que foi apresentada no artigo.
2 - A falta de necessidade da tecnologia, sendo a fibra ótica com WI-Fi bem mais interessante no momento.
3 - O grande interesse da China na tecnologia, associado ao fato deles terem um grande sistema de segurança que controla a população, que irá aumentar com o 5G.
4 - A Constante necessidade de aumentar frequência e intensidade de sinal para tecnologias móveis.
5 - A Associação no passado a doenças causadas pelo celulares, em uma época que a radiação era baixa.
6 - Medo de novas tecnologias e também medo do efeito.
7 - Exigência de sempre ter que comprar novos aparelhos para usar novas modas.

Então, por mais que o medo possa parecer irracional, existe motivos para ele. Ao invés de atacar os pontos, ou mesmo tentar entender, porque muitos dos motivos são bem razoáveis, a imprensa escolhe simplesmente ignorar e as pessoas começam a chamar a atenção com teorias malucas, mas que são capazes de realmente levar a discussão adiante.

@doorspaulo

Levar a discussão adiante para… que?
Radiação não ionizante é inofensiva, fim.

Vai ser uma discussão inútil, que não vai levar a absolutamente nada, porque quem acredita que o 5G causa câncer/da COVID-19 não irá ser convencido do contrário, e quem sabe que ele é inofensivo não irá passar a usar um chapéu de papel alumínio por causa de uma discussão com um maluco.

Não compensa discutir, pelo mesmo motivo que não compensa jogar xadrez com um pombo.

² (@centauro)

Not so fast.
https://europepmc.org/article/med/9587915


Esse debate não é tão simples assim.
Tem questões metodológicas que dificultam uma revisão sistemática da literatura, mas há sim estudos mostrando que radiação não-ionizante tem efeitos negativos no corpo e talvez possa causar câncer.

Helliton Soares Mesquita (@Helliton_Soares_Mesq)

Ok, mas você só atacou um ponto dos problemas.