Início » Telecomunicações » Nokia, Telefónica e TIM formam aliança para desenvolver 6G

Nokia, Telefónica e TIM formam aliança para desenvolver 6G

Nokia, Ericsson, Telefónica e TIM participam do Hexa-X, grupo da União Europeia para desenvolvimento do 6G

Lucas BragaPor

Enquanto os Estados Unidos formaram um grupo para influenciar o 6G, a Europa também terá uma aliança própria com objetivos similares. O projeto será coordenado pela finlandesa Nokia – que atua como fornecedora de infraestrutura de telecomunicações e não tem a ver com a HMD Global, fabricante de smartphones. Dentre as empresas parceiras estão Telefónica, que é controladora da Vivo, bem como a Telecom Itália, dona da TIM Brasil.

Nokia irá liderar desenvolvimento de 6G em projetos da União Europeia (Imagem: Nokia/Divulgação)

Nokia irá liderar desenvolvimento de 6G em projetos da União Europeia (Imagem: Nokia/Divulgação)

A aliança é chamada de Hexa-X, e é uma iniciativa da União Europeia para pesquisa e inovação do 6G. Além da Nokia, Telefónica e TIM, o grupo também conta com colaboração de universidades e grandes empresas como Ericsson, Intel e Siemens.

Os estudos estão previstos para começar em 2021 e devem se estender por dois anos e meio. A Nokia espera que o lançamento comercial das redes 6G ocorra em meados de 2030, seguindo o habitual ciclo de 10 anos entre o desenvolvimento e implementação de cada geração da telefonia móvel.

6G deve ser seguro e suportar múltiplas redes

Dentre os desafios, a Nokia espera desenvolver um padrão de 6G que seja confiável, seguro, sustentável, inteligente e com latências imperceptíveis, para permitir a criação de uma única rede que se transforma em múltiplas redes (network of networks). A fornecedora também atesta a importância para que a tecnologia seja capaz de assegurar a saúde e inclusão digital num mundo pós-pandemia.

Vale lembrar que Nokia e Ericsson também participam do grupo norte-americano Next-G Alliance, que reúne nomes de peso como Apple, Facebook, Google, LG, Qualcomm e Samsung. A aliança quer liderar o desenvolvimento do 6G com direcionamento e influências norte-americanas, evitando protagonismo de gigantes chinesas como a Huawei.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

E o Brasil vai criar uma aliança liderada pela Telebras?

Eu (@Keaton)

Brasil vai terminar de implementar 30% do 4G. Isso sim.