Início » Negócios » Uber desiste de carros autônomos e vende divisão ATG

Uber desiste de carros autônomos e vende divisão ATG

Divisão de carros autônomos será vendida para a startup Aurora; Uber tenta reduzir prejuízos em ano de crise devido à COVID-19

Ana Marques Por

A Uber oficializou a venda de sua divisão de carros autônomos nesta segunda-feira (07). O negócio foi fechado com a Aurora Innovations, como já indicavam informações de bastidores recentes. Como parte do acordo, a Uber investirá US$ 400 milhões na Aurora, e o CEO Dara Khosrowshahi passará a integrar o conselho de diretores da startup.

Carro autônomo da Uber

Carro autônomo da Uber (Imagem: Divulgação/Uber)

De acordo com a Uber, a Aurora se comprometeu a fazer ofertas para manter a maioria dos funcionários do Grupo de Tecnologias Avançadas (ATG, na sigla em inglês), no entanto esse cenário ainda é incerto e deve ter mais detalhes revelados na próxima semana.

A Aurora foi fundada em 2016 pelo ex-chefe de tecnologia do projeto de carros autônomos do Google, Chris Urmson, e arrecadou US$ 690 milhões em programa de financiamento. Empresas como Fiat Chrysler, Hyundai e a startup de veículos elétricos Byton também são clientes da empresa.

Crise em caronas resulta em vendas de unidades

O ano de 2020 foi particularmente difícil para a Uber. Com a baixa em demanda por seu serviço de caronas em consequência da pandemia da COVID-19, a empresa registrou prejuízo forte prejuízo, com queda de 52% em receita bruta no terceiro trimestre, ano contra ano.

Apesar do cenário, a Uber obteve crescimento no setor de delivery com o Eats, e ao que tudo indica, deverá se dedicar mais a unidades com maior probabilidade de lucro daqui em diante. Isso inclui se desfazer da divisão de carros autônomos, setor que desacelerou em 2019. No início de 2020, a empresa demitiu mais 3.500 funcionários e fechou 45 escritórios.

Recentemente, a Uber também colocou a sua divisão de táxi aéreo à venda – e estaria em negociação avançada com a Joby Aviation. Outras operações envolveram a venda da unidade compartilhada de micromobilidade Jump e de uma participação do Uber Freight.

Com informações: The Verge e Mashable

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

André Gorgen (@Banana_Phone)

Todo ano a Uber tem prejuízo e eles diziam que o prejuízo iria acabar quando começassem a operar com carros autônomos. Quero ver agora qual vai ser o plano para começarem a ter lucro.