Início » Celular » Uber desiste de táxi aéreo e vende divisão para startup parceira

Uber desiste de táxi aéreo e vende divisão para startup parceira

Para reduzir prejuízo, Uber anunciou venda da divisão de táxi aéreo Uber Elevate para parceira Joby Aviation

Emerson Alecrim Por

Na mesma semana em que desistiu do segmento de carros autônomos, a Uber se desfez da sua divisão de táxi aéreo: na terça-feira (8), a companhia confirmou a venda da Uber Elevate, como o negócio foi batizado, para a Joby Aviation.

O valor da operação não foi revelado por nenhuma das partes. No entanto, sabe-se que a transferência da Uber Elevate faz parte de uma negociação complexa que inclui um investimento de US$ 75 milhões da Uber na Joby. O montante complementa os US$ 50 milhões que a Uber havia direcionado à Joby no início do ano.

A razão para este acordo está no fato de a Uber ter desistido de desenvolver veículos VTOL (Vertical Take-off and Landing) — aeronaves leves que pousam ou decolam na vertical —, mas ainda considerar a oferta de um serviço de táxi aéreo baseado nessas máquinas.

Aeronave VTOL da Joby (imagem: divulgação/Joby Aviation)

Aeronave VTOL da Joby (imagem: divulgação/Joby Aviation)

Assim, os trabalhos de desenvolvimento serão mantidos pela Joby, mas, como parte do acordo, uma companhia integrará os serviços da outra em seus aplicativos em uma fase futura. A expectativa é a de que as primeiras aeronaves entrem em operação até 2023.

De acordo com a Joby, as aeronaves da sua frota serão totalmente elétricas e atingirão velocidade máxima de 320 km/h.

Apesar de a Joby ser considerada uma das empresas mais promissoras do segmento, a incorporação da Uber Elevate não é irrelevante. Pelo contrário: desde que foi criada, em 2016, a divisão desempenhou papel importante na definição do mercado de táxi aéreo, tendo contribuído com benchmarks que já são usados por concorrentes, por exemplo.

Enquanto isso, a Uber tenta atenuar os sucessivos prejuízos que vem registrando. Para tanto, o plano, a partir de agora, é fortalecer as suas principais operações: os serviços de entregas e, principalmente, o de transporte individual de passageiros (em carros).

Esse é o mesmo movimento que levou a Uber a vender a sua divisão de carros autônomos para a Aurora Innovations no início da semana.

Em comunicado, a Joby Aviation informou que seu acordo com a Uber deverá ser oficializado no primeiro trimestre de 2021. Isso se o negócio for aprovado pelas autoridades reguladoras.

Com informações: TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando