Início » Internet » Google explica falha que derrubou Gmail, YouTube e mais

Google explica falha que derrubou Gmail, YouTube e mais

Google menciona problema interno de armazenamento; Gmail, YouTube, Drive, Agenda, Maps e diversos outros ficaram fora do ar

Felipe VenturaPor

O Google assustou milhões de usuários nesta segunda-feira (14) que não conseguiam acessar diversos de seus serviços, incluindo Gmail, YouTube, Drive, Agenda, Maps, Meet e diversos outros. A empresa afirma que teve tudo isso aconteceu devido a um problema no sistema de login dos usuários; a pane durou quase uma hora, mas foi resolvida.

Gmail ficou fora do ar (Imagem: Reprodução)

Gmail ficou fora do ar (Imagem: Reprodução)

O comunicado ao Tecnoblog explica o seguinte: “hoje, às 8h47 da manhã (horário de Brasília), o Google sofreu uma queda em seu sistema de autenticação, por aproximadamente 45 minutos, em razão de um problema de gestão interna da cota de armazenamento”.

Como o sistema de autenticação ficou fora do ar, “os serviços que requerem login de usuários apresentaram altas taxas de erro durante esse período”. De acordo com a empresa, esse erro foi resolvido às 9h32. “Pedimos desculpas aos afetados e iremos conduzir uma revisão minuciosa para garantir que isso não ocorra novamente no futuro”, diz a nota.

Google ficou fora do ar

Google confirma pane em serviços (Imagem: Reprodução)

Google confirma pane em serviços (Imagem: Reprodução)

A maioria dos serviços deixou de funcionar. O Gmail não carregava na versão web e dizia que “sua conta está temporariamente indisponível”; isso faz mais sentido agora que o Google confirmou a falha no sistema de autenticação. É algo que também pode explicar o comportamento curioso do YouTube: ele ainda abria vídeos no modo anônimo do navegador, por exemplo.

Os sites do Google Drive, Fotos, Meet, Agenda e Play Store davam o erro 500 (erro interno de servidor). O Docs, Sheets e Slides pediam para recarregar a página ou tentar de novo mais tarde.

O painel de status do Workspace confirmou a falha nos seguintes serviços:

  • Gmail
  • Agenda
  • Drive
  • Documentos (Docs)
  • Planilhas (Sheets)
  • Apresentações (Slides)
  • Google Sites
  • Grupos (Groups)
  • Hangouts clássico
  • Chat
  • Meet
  • Google Vault
  • Currents
  • Google Forms
  • Cloud Search
  • Keep
  • Tarefas
  • Voice
  • Google Analytics
  • App Maker
  • Maps
  • Blogger
  • Google Sync for Mobile
  • Classroom (Sala de Aula)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Juliano Machado Olivetti (@Juliano_Machado_Oliv)

O restabelecimento até que foi bem rápido, mas fico me imaginando se as falhas atravessassem o dia…

Fabio Neves (@Fabio_Neves)

Eu me apavorei aqui de manhã.
Pensei até que minha conta havia sido hackeada.

Só tranquilizei quando vi no Tweeter todo mundo comentando.

Sérgio (@trovalds)

A pergunta é: eles vão indenizar as empresas que pagam por serviços como o G Suite e ficaram impossibilitadas de trabalhar?

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

Se tem um tipo de serviço que não pode cair de jeito nenhum e ter “mil redundâncias” é aquele do qual todos os outros dependem. Sem autenticação não existe mais nada. Espero que tomem ações para que essas indisponibilidades não ocorram mais.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

1 hora sem o serviço funcionar fica naqueles 99% de promessa de disponibilidade do serviço.

Sérgio (@trovalds)

Mas uma coisa é cair momentaneamente. Outra é cair por 45 minutos de uma vez só. Isso deve ter paralisado uma pá de empresa que usa os serviços.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Isso se chama SLA, se ele for de 99% por mês, isso significa que é aceitável o serviço passar até 7,2 horas fora do ar (se isso pode ser uma interrupção única ou varias tem de ler no contrato), assumindo um SLA melhor, de 99,8%, isso significa que o serviço pode ficar fora do ar por até 1 hora e 20 minutos, e raramente tu vai achar um SLA superior a 99,8%, a não ser que tu pague muito, mas muito caro mesmo.

Já leu o contrato com o google pra saber qual o nível de SLA quer tu tem?