Início » Aplicativos e Software » Apple testa Shazam na web e muda interface do app para iPhone

Apple testa Shazam na web e muda interface do app para iPhone

A versão web do Shazam tem quase as mesmas funções do app para Android e iPhone, mas roda apenas no macOS e Chrome OS

André Fogaça Por

A Apple liberou, nesta segunda-feira (14), uma atualização para o Shazam que roda no iPhone, iPod Touch ou iPad, com mudanças profundas. A maior delas está no visual da interface de usuário, agora mais próximo do apresentado pela empresa no Apple Music.

Shazam ganha novo visual no iOS (Imagem: reprodução)

Shazam ganha novo visual no iOS (Imagem: reprodução)

A experiência para o usuário mudou pouco, já que a primeira tela, logo quando o aplicativo é aberto, continua exibindo o botão para buscar a canção que toca no momento. Um detalhe que salta aos olhos dos mais atentos está na parte inferior deste local: agora, arrastando para cima, uma tela secundária é exibida.

Nela o usuário pode encontrar o histórico de buscas feitas, separando pesquisas recentes com destaque maior das antigas, presentes dentro de um segundo toque na tela – onde todo o histórico é exibido em lista. No final desta área ficam sugestões de playlists para ouvir no Apple Music e que são criadas com base nos shazams realizados.

Assinantes do Apple Music e Spotify ganham melhorias na sincronização das buscas com a playlist “Faixas do Shazam”.

Shazam vai para a web

Outra novidade está na chegada do Shazam à versão web. No navegador o serviço funciona em quase qualquer browser e as buscas são processadas basicamente da mesma forma – eu notei que elas levam mais tempo para acontecer.

Shazam rodando no Safari do macOS (Imagem: reprodução)

Shazam rodando no Safari do macOS (Imagem: reprodução)

A página deixa bem claro que a versão web ainda está em fase de testes, não é possível fazer login para adicionar as buscas ao histórico do usuário e o idioma de exibição para os brasileiros é o português europeu.

Por enquanto o Shazam na web é compatível apenas com Safari, Chrome e Firefox que rodam no macOS ou Chrome OS. Se o usuário tentar abrir o site no Windows, consegue apenas fazer a busca por texto.

Com informações: 9to5Mac.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando