Início » Telecomunicações » Exclusivo: novo TIM Beta é lançado com nível Lab+ e franquia para Instagram

Exclusivo: novo TIM Beta é lançado com nível Lab+ e franquia para Instagram

Novo TIM Beta tem franquia para YouTube e Instagram mas perde Deezer; categoria Lab+ terá 4G ilimitado de madrugada

Lucas BragaPor

Após um longo tempo sem grandes novidades, o TIM Beta foi reformulado: o plano agora passa a ter pacote de internet dedicado a TikTok, Instagram, Netflix e YouTube, além de franquia 4G exclusiva para uso durante a madrugada. No entanto, nem todas as mudanças são boas: o Deezer Premium deixa a modalidade e quem ficar muito tempo sem recarregar será rebaixado para o TIM Pré Top.

Novo TIM Beta continua com até 20 GB de franquia, mas terá bônus na madrugada (Imagem: Reprodução/Site TIM)

Novo TIM Beta continua com até 20 GB de franquia, mas terá bônus na madrugada (Imagem: Reprodução/Site TIM)

Disponível a partir de 16 de dezembro de 2020, o novo TIM Beta não possui mais o modelo de cobrança diário ou semanal, concentrando no formato mensal. O preço continua o mesmo, de R$ 60 por mês. Outra diferença é nas categorias: a Basic deixa de existir, e o usuário já entra diretamente no Beta; ao cumprir os desafios, a linha recebe upgrade para Lab e Lab+. 

As franquias de internet permanecem as mesmas, mas há duas grandes novidades:

  • a franquia de apps tem de 4 GB a 8 GB, dependendo da categoria, para uso com Instagram, TikTok, Netflix e YouTube;
  • o Bônus da Madrugada serve para qualquer uso de internet, com 30 GB no plano padrão e dados ilimitados na categoria Lab+.
CategoriaFranquia de internetFranquia de appsBônus da madrugada
Beta10 GB4 GB30 GB
Lab20 GB6 GB60 GB
Lab+20 GB8 GBIlimitado

Outra novidade é que o TIM Beta finalmente passa a contar com ligações ilimitadas para qualquer operadora. No plano anterior, havia a limitação de 600 minutos na categoria Beta e 2.000 minutos no Beta Lab. O plano continua com WhatsApp sem descontar da franquia, além dos apps Babbel, Skeelo e TIM Banca Virtual.

O bônus do C6 Bank continua: quem fizer recargas de R$ 60 ou mais utilizando o banco digital garante mais 4 GB de internet para usar durante o mês.

Como funciona o novo TIM Beta?

A mecânica do TIM Beta recebeu grandes mudanças. A operadora continua apostando na gamificação do plano, mas os detalhes de upgrade para a categoria Lab ou Lab+ ainda não foram revelados.

O ciclo do jogo continua sendo de três meses, mas que agora será iniciado a partir da adesão. A operadora conta que cada categoria terá seus próprios desafios, como assistir vídeos promovidos pela TIM ou ações de engajamento em redes sociais.

Para se manter como Lab ou Lab+ é necessário manter a renovação do plano em dia. Se o cliente contratou o plano no dia 15, por exemplo, ele tem até o dia 20 do mês seguinte para efetuar uma nova recarga de R$ 60; caso contrário, haverá downgrade para a categoria anterior.

A TIM esclarece que os clientes atuais não terão migração automática para o novo TIM Beta. Para isso, é necessário atualizar o aplicativo, que estará disponível na App Store e Google Play a partir de 16 de dezembro. Quem não alterar o plano continuará com o TIM Beta antigo, sem a franquia de aplicativos e sem a possibilidade de mudar para o Beta Lab.

Outra mudança importante é que quem ficar três meses sem recarga sofrerá um downgrade para o TIM Pré Top. Nesse caso, o plano piora consideravelmente: além do pacote de internet menor, o cliente perde a franquia de apps.

Para virar TIM Beta, é necessário receber um convite de um usuário do plano com categoria Lab ou Lab+ ou cumprir o desafio de adesão: o interessado deve utilizar o TIM Pré Top, se cadastrar no aplicativo do TIM Beta e efetuar recargas digitais de R$ 30 ou mais durante quatro meses.

Sem Deezer no novo TIM Beta

Uma ausência importante no novo TIM Beta é o TIM Music by Deezer. O aplicativo de streaming de música era incluso nos planos anteriores e não está presente no portfólio atual.

O Tecnoblog conversou com o João Stricker, head de marketing da TIM. Ele explica que usuários antigos do TIM Beta terão o Deezer garantido por pelo menos seis meses, e que a operadora busca uma forma de colocar o serviço de streaming dentro do plano.

Com isso, apenas planos do pós-pago TIM Black passam a incluir o serviço de streaming. Quem quiser assinar o Deezer Premium separadamente deverá pagar R$ 16,90 por mês.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Guillermo de Figueiredo Silva (@Guillermo)

nem vou mudar pra esse novo, pago 10 reais por semana, e tenho deezer, o dia que nao tiver mais eu vejo que faço

Matt (@hadtohear)

A TIM tinha que criar um plano mensal intermediário do Beta na metade do preço. Aposto que iria bater feio no Claro Flex ou Vivo Easy

Xico Pires (@xicopires)

Eita… só tenho Beta por causa do Deezer. Não uso tik tok. Não sei como vai ser, espero que mantenham por 6 meses pelo menos. Já assino Youtube Premium então será meu novo app de música. Saco é migrar as playlists.

Anderson Antonio Santos Costa (@Anderson_Antonio_San)

A TIM até piorou o TIM Beta ao retirar o Deezer do plano!!!
Por isso a TIM virou a nova operadora mercenária!!! Ela está piorando até o TIM Beta!!!
Para compensar a piora, a TIM só colocou ligações ilimitadas para qualquer operadora e bônus de net na madrugada, o que não é bom para a maioria das pessoas.

Matt (@hadtohear)

Só aceito a saída do Deezer se for entrar o Spotify ou o Tidal

Augusto M. Garrucho (@garrucho)

Preciso trocar de número pois mudei de DDD e o TIM Beta me cobra roaming para receber ligações. Junto disso estava reavaliando sair logo da TIM também, então acho que não restam mais dúvidas.

O plano mensal já não fazia tanto sentido pra mim (quanto ao uso de dados), e morreu completamente com a pandemia (quando muito ativo um plano semanal, de resto deixo no plano diário).

Considero o Vivo Easy. Crédito e dados que não expiram parecem mais vantagem.

Elerson Soares (@Elerson)

Eu usava o plano semanal somente por causa do Deezer.
Não tenho interesse em ter dados para redes sociais.
Vou é pegar minhas listas do Deezer e mudar de operadora.

Guilherme Borges (@Loumier)

Tirar o Deezer foi muita sacanagem. Eu já tinha saído do Tim Beta por causa dos aumentos de preço, agora sem o Deezer ficou mais desinteressante ainda.

🤷‍♀️ (@xavier)

Engraçado como as operadoras não olham pra quem precisa pouco de internet e ligações, mas que precisa usar “sempre”. Atualmente eu não uso nem 1Gb de dados nem 100 minutos/mês.

Todos os planos tem muitos benefícios, mas que custam caro. Hoje estou com a Oi por causa do plano de R$ 15,00 no pré, quando e/se extinguirem esse plano, não sei o que farei, porque acho um absurdo pagar e não usar nem 25% do oferecido pelos planos.

Ok, tem o Vivo Easy, mas o sinal da Vivo é péssimo aqui, então fica complicado.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

O celular da minha vó e da vivo e tinha uma recarga programada de 7 reais por mês pra manter a linha ativo, só que ela em média gastava menos de 7 reais por mês, então os créditos iam lá se acumulando, a genial da vivo foi lá e matou a recarga de 7 reais, aumentando o custo mensal de manter a linha ativa, recentemente passei ela para o vivo easy, agora nem os 7 reais por mês a vivo vai mais ver, já que um pacote de 30 diárias vai durar mais de 1 ano pra ela.

As operadoras bem que podiam oferecer um pacote anual de manter a linha ativa, pago 30 reais por ano e não ficam me enchendo a paciência pra colocar cartão.

Carlos Alberto Rocca (@carlosrocca)

Fiz a migração para o Vivo Easy em outubro do ano passado. Comprei dois pacotes de 100GB, cada um por R$ 200, usando o cashback de R$ 100 para diárias de ligação/SMS. Gastei o que eu esperava que fosse suficiente para esse ano inteiro.
Entrou a pandemia com home-office, e as minhas ligações telefônicas migraram para videochamadas via Whatsapp com os familiares. O resultado é que eu ainda tenho quase toda a internet que eu contratei disponível, além de usar por volta de 3~4 diárias de ligação por mês. A expectativa de fechar 2020 sem gastar nada em telefonia móvel não apenas se confirmou, como se mantém para 2021. Afinal, ainda tenho disponível 90% da internet e das diárias que eu contratei para esse ano.

Nathanael Chaves Oliveira (@natlegal)

Conheço duas opções: o Soundiiz (soundiiz.com), que é paga mas funciona muito, muito bem; e o Tune My Music (tunemymusic.com) que é freemiun mas a opção gratuita funciona bem e atende a maioria dos usuários.
Se for pra pagar, acredito que seja mais interessante o Soundiiz, mas cada caso é um caso.

Mickey Sigrist (@Mickey)

Voltando aqui pra agradecer pela indicação do Soundiiz. Serviço excelente, transferiu toda minha biblioteca em 15 minutos e a organização das coisas no Spotify veio impecável. Recomendo pra quem precisar.

Mickey Sigrist (@Mickey)

E é o fim de uma era hahaha. Usei o Beta por 5 anos mas agora que vão tirar o Deezer pra mim não faz mais sentido. Esperando meu chip chegar pra ativar o Vivo Easy e ser feliz comprando diária do Spotify mesmo.