Início » Jogos » GOG, da CD Projekt Red, desiste de lançar jogo que critica China

GOG, da CD Projekt Red, desiste de lançar jogo que critica China

Devotion, jogo de horror de taiwan, teve seu lançamento suspenso no GOG após crítica de jogadores chineses

Felipe Vinha Por

A loja online GOG, administrada pela CD Projekt Red, desistiu de lançar o game Devotion na sua plataforma. Em 2019 o jogo foi acusado de ofender o presidente da China, Xi Jinping, por incluir uma referência ao Ursinho Pooh, personagem da Disney que virou meme no território, para fazer piada com o governo local.

Devotion teve lançamento suspenso no GOG (Imagem: Divulgação/Red Candle Games)

Devotion teve lançamento suspenso no GOG (Imagem: Divulgação/Red Candle Games)

Oficialmente a GOG não disse que a desistência de lançar o jogo esteja relacionada com a referência ao Ursinho Pooh, mas usuários no Twitter criticaram a mensagem publicada pela empresa nas redes sociais, citando a óbvia referência, com base no histórico do jogo.

Em sua postagem, a GOG informa: “Mais cedo anunciamos que o jogo Devotion estava chegando ao GOG. Após receber muitas mensagens de jogadores, decidimos não publicar o jogo na nossa loja”.

Pooh x China

Para quem não sabe, o Ursinho Pooh é uma figura oficialmente proibida na China desde 2017. O personagem foi usado como uma brincadeira, ao ser comparado o presidente Xi Jinping em diversas poses e situações.

As autoridades chinesas, incluindo Xi Jinping, não gostaram da ideia e proibiram o personagem em qualquer aspecto. Mesmo o longa-metragem Christopher Robin, de 2018, que traz Pooh como protagonista, teve seu lançamento proibido por lá.

Memes com o Ursinho Pooh não deixaram autoridades chineses felies (Imagem: Reprodução/BBC News)

Memes com o Ursinho Pooh não deixaram autoridades chineses felies (Imagem: Reprodução/BBC News)

Quando foi lançado no Steam, em 2019, Devotion recebeu o mesmo tipo de crítica que apresenta agora, por conter um pôster que fazia referência ao Ursinho Pooh. Na ocasião, o game também foi removido do Steam – e permanece banido até hoje – mesmo após a remoção do conteúdo via atualização.

Quem comprou o jogo, porém, pode baixá-lo quantas vezes quiser. Mas não é mais possível comprá-lo na plataforma da Valve. Agora, com o GOG, o título sequer chegou a ser lançado, impedido sua compra ou adição à biblioteca.

Devotion tem produção do estúdio Red Candle Games, de Taiwan. É um jogo de horror que foi elogiado na época que saiu, mas que encontrou resistência e críticas por conta da referência ao Ursinho Pooh.

Na época os produtores informaram que a referência foi incluída por acidente, mas de nada adiantou e o game permanece de fora das lojas online.

Com informações: GOG.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
13 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bruno (@Unknown)

Vergonhosa essa auto-censura das empresas para agradar os chineses.

Já perdemos a indústria de cinema devido a isso, agora vamos perder a indústria de jogos.

Eu (@Keaton)

Como tu tenta defender uma idéia e invalida a idéia na frase seguinte? Triste. hahaha

Se o chefe for uma pessoa triste, que não gosta de piada ou tu seja um infeliz que não saiba fazer piada… ai sim é uma receita pro desastre.
Agora, se o chefe for uma pessoa normal e tu souber fazer piada de bom gosto, não tem problema nenhum…

Igor Pamplona (@Igor_Pamplona)

calma cara nada a ver com nada isso aí

Bruno (@Unknown)

Aham, se o biroliro decide hoje tocar livros, esculturas e arte brasileira na fogueira é revisão ou revolução também? Quando o feito é por influencia política e não por desejo popular é revisionismo sim, não tem outro nome para isso. Alias, revisionismo chines foi em 58, nessa epoca o Japão ja estava com duas bombas na cabeça e não tem nada a ver com o assunto.

O que importa, o fato da noticia ou quem noticiou? Dezenas de veiculos de imprensa ja noticiaram isso, desde a já chamada esquerdistas pelos trumpistas ‘CNN’ até jornais europeus. Vamos falar tambem de quem fugiu de lá para os EUA e até hoje recebe a visitinha de representantes do governo chines para ameaçar sobre o assunto? Essas pessoas simplesmente não podem falar sobre estes campos devido a isso. Mas pra vocês noticia só vale do veiculo que convém né?

Mesma coisa? Vamos ver:

Não há eleições diretas ou abertas para líderes executivos nacionais. O Congresso Nacional do Povo elege formalmente o presidente do Estado e confirma o primeiro-ministro depois que ele é nomeado pelo presidente, mas ambas as posições são decididas com antecedência pela liderança do partido.

Há eleições diretas na China apenas nos níveis mais baixos.
Candidatos independentes podem, por lei, concorrer a assentos nos congressos populares de um condado, por exemplo, e as eleições para os comitês das aldeias também devem dar aos residentes a chance de escolher seus representantes.
Na prática, entretanto, os candidatos independentes para esses cargos são freqüentemente mantidos fora das cédulas por meio de intimidação, assédio, fraude e, em alguns casos, detenção.
Oito partidos pequenos não comunistas têm permissão para desempenhar um papel menor no sistema político chinês. Eles são representados na Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (中国人民政治协商会议), um órgão consultivo oficial. Suas atividades, no entanto, são estritamente circunstanciais e eles devem aceitar a liderança do Partido Comunista como condição para existir. Todos eles são governistas e defendem o socialismo com características chinesas. Eles fazem parte da tǒngyī zhànxiàn (统一战线): a Frente Unida.

fonte: Spotniks

Democracia americana não tem a minima relação com a autocracia chinesa.

Posso jogar uma tonelada de texto aqui e nada vai mudar essa conversa, então passar bem.