Início » Internet » Amazon testa alternativa à Starlink, da SpaceX, com internet de 400 Mb/s

Amazon testa alternativa à Starlink, da SpaceX, com internet de 400 Mb/s

A empresa conseguiu reduzir as dimensões e o peso da antena do Projeto Kuiper para cortar custos do terminal destinado ao cliente

Ana MarquesPor

O Projeto Kuiper, alternativa da Amazon à Starlink, da SpaceX, está em fase de protótipo, mas testes preliminares mostraram que o equipamento já fornece internet com velocidade de até 400 Mb/s – e deve ter melhor desempenho em versões futuras, de acordo com a empresa.

Protótipo de antena do Projeto Kuiper

Protótipo de antena do Projeto Kuiper (Imagem: Divulgação/Amazon)

Na última quarta-feira (16), a Amazon completou o desenvolvimento inicial da antena para o terminal do cliente do Sistema Kuiper. Um dos objetivos da empresa é que esse terminal seja pequeno e acessível para levar internet a comunidades que hoje não são atendidas (ou são mal atendidas) no mundo inteiro.

Antenas de banda Ka

A estrutura da antena é baseada em arquitetura avançada, capaz de fornecer banda larga de alta velocidade e baixa latência em um formato menor e mais leve do que as anteriores. Trata-se de um equipamento que opera em banda Ka, que atua nas frequências mais altas e tem o mais espectro de banda, oferecendo maior qualidade e performance.

Para reduzir o tamanho e o peso da antena, a Amazon usou uma combinação de componentes digitais e analógicos que direcionam eletronicamente os feixes da banda Ka aos satélites.

Os testes do novo equipamento foram realizados com um satélite geoestacionário, mas a empresa deverá realizar outros eventos com satélites de órbita baixa – que é como ela pretende utilizar o serviço quando ele estiver disponível comercialmente.

Quando?

Em julho, a Amazon recebeu a aprovação para lançar 3.236 satélites em órbita terrestre baixa. A companhia de Jeff Bezos pretende investir mais de US$ 10 bilhões para concorrer com Elon Musk, mas ainda não há informações sobre quando o serviço chegará aos primeiros usuários reais.

A Starlink está mais avançada, realizando testes com clientes beta – embora prometa velocidades iniciais de 50 a 150 Mb/s.

Com informações: Amazon e Ars Technica

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

O bom é o efeito colateral de sacudir o mercado de internet fixa, muitas operadoras vão ter de melhoras a qualidade ou vão perder clientes.