Início » Gadgets » TV 4K TCL P715: Android TV básica com elegância

TV 4K TCL P715: Android TV básica com elegância

Design caprichado, boa qualidade de imagem e muitos recursos são os destaques da TV de entrada da TCL

Paulo HigaPor
Nota Final7.8
TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

A TCL P715 é a nova opção da fabricante chinesa para quem procura uma Android TV gastando menos. Com preços de lançamento a partir de R$ 2.799, a nova TV com resolução 4K chega ao mercado brasileiro em tamanhos de 50 a 75 polegadas, design elegante com bordas finas e comandos de voz no Google Assistente sem usar as mãos.

O Android TV garante o Chromecast integrado, uma grande oferta de aplicativos no Google Play e a integração com dispositivos de casa conectada. Mas será que a qualidade de imagem é boa? Eu testei a TCL P715 de 50 polegadas e conto minhas impressões neste review.

Análise da TCL P715 em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente de tecnologia que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises de produtos são opinativas e não possuem nenhuma intenção publicitária. Por isso, sempre destacamos de forma transparente os pontos positivos e negativos de cada produto.

Nenhuma empresa, fabricante ou loja pagou ao Tecnoblog para produzir este conteúdo. Nossos reviews não são revisados nem aprovados por agentes externos. A P715 foi fornecida pela TCL por empréstimo. O produto será devolvido à empresa após os testes.

Design, conexões e controle remoto

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

O design da TCL merece ser elogiado há muito tempo. No segmento de TVs de entrada, em que não se espera um acabamento premium ou qualquer outra invencionice, a empresa tende a caprichar mais que as concorrentes: a P6US tinha bordas muito finas para a categoria na época, a P8M parecia mais cara que as rivais mesmo não sendo e a P715 continua esse legado.

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Na P715, a fabricante aposta em um design com bordas minimalistas e laterais com aspecto metálico. A parte inferior, embaixo da marca da TCL, traz um pequeno LED de energia sobre uma faixa revestida de tecido, que dá um toque sofisticado incomum nessa faixa de preço e lembra alguns smart speakers. Esses detalhes podem não decidir uma compra, mas certamente geram uma primeira impressão melhor que na Samsung TU8000 e na LG UN8000.

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

As conexões estão concentradas na lateral direita e reúnem três HDMI, duas USB, uma entrada de antena de TV, um vídeo composto, uma porta Ethernet, uma saída de áudio óptica e uma saída de áudio de 3,5 mm, item cada vez mais raro nas novas TVs, que facilita a vida de quem quiser assistir a um filme com fones de ouvido. Todos os testes foram realizados no Wi-Fi, que é estável, mas peca por suportar apenas frequências de 2,4 GHz, sendo que as principais concorrentes já acessam redes de 5 GHz.

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

O controle remoto é fino, compacto e tem poucos botões. O modelo é o mesmo que acompanha outras TVs da TCL, com atalhos para acessar rapidamente a Netflix e o Globoplay, teclas direcionais para navegar pela interface do Android TV e um botão dedicado para o Google Assistente, que provavelmente não será tão usado por motivos que comento adiante.

Qualidade de imagem

A qualidade de imagem da P715 me agradou bastante, não por ser incrível, mas por fazer praticamente tudo direito no segmento de entrada. Os modelos anteriores da TCL sempre me decepcionavam em algum ponto específico que prejudicava toda a imagem, como o brilho ainda mais fraco que o das concorrentes da mesma faixa de preço ou uma inconsistência no backlight muito perceptível. Desta vez, está quase tudo sob controle.

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

A P715 tem um brilho satisfatório para dar conta da maioria das salas de estar, sendo ligeiramente mais baixo que na LG UN8000 de 50 polegadas, mas suficiente para garantir uma boa experiência mesmo em ambientes um pouco mais claros graças ao nível de contraste convincente.

Como esperado, a TV não tem full-array local dimming, mas a profundidade e a uniformidade do preto são muito boas para um modelo básico. A P715 tem uma função chamada micro dimming, que tenta simular a experiência de uma TV com backlight controlado por zonas, mas os testes foram realizados com o recurso totalmente desativado porque ele tendia a ressaltar sombras demais e deixar os gradientes chapados ou com excesso de saturação.

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

O volume de cores é apenas satisfatório. Em testes sintéticos, os resultados foram ruins, com um color banding notável em gradientes nos tons de cinza e verde, mesmo ajustando uma configuração chamada de “Gradação clara”. Mas o problema não é tão perceptível em conteúdos reais, então a maioria das pessoas não deve se incomodar.

Só o ângulo de visão continua sendo um ponto negativo relevante na marca. Os painéis do tipo VA já não costumam ser muito bons nesse aspecto, mas os da TCL conseguem ser um pouco piores que os equivalentes da Samsung, por exemplo, o que deve ser considerado se você tiver uma sala de estar mais larga, em que nem todo mundo senta exatamente de frente para a TV.

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Para quem joga, a TCL continua sendo uma opção interessante. Nos meus testes em 4K a 60 Hz no modo de jogo, a latência ficou abaixo dos 15 milissegundos, um resultado excelente. A TV não suporta 120 Hz nem tem portas HDMI 2.1, então pode não ser muito boa para aproveitar o máximo da nova geração de consoles — mas esses recursos só são encontrados em modelos bem mais caros, então isso não chega a ser um ponto negativo da P715.

Qualidade de som

A qualidade de som da P715 é básica, sem impressionar como alguns modelos focados em áudio da TCL, como a C6, mas sem decepcionar como na P6US, de 2018. Os dois alto-falantes têm pressão sonora suficiente para dar conta de ambientes não muito grandes. As distorções no som e os agudos estridentes começam a aparecer com o volume acima de 50, mas você não deve passar do nível 30 em condições normais.

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

É claro que os alto-falantes integrados não chegam a arranhar as frequências mais baixas. Os graves não têm muito espaço na apresentação, mostrando algum barulho, mas nenhum impacto, o que fica dentro da média para uma TV de entrada, sem falante dedicado para essas frequências. A imersão em filmes de ação não é tão boa e mesmo uma soundbar acessível pode ser um upgrade considerável.

Software e recursos de smart TV

A P715 vem com o Android TV em sua versão 9.0. A tela inicial é semelhante ao das TVs mais recentes da TCL e caixinhas com a plataforma do Google, apresentando boa integração com serviços de mídia: dá para ver as sugestões do que assistir na Netflix ou YouTube antes mesmo de abrir o aplicativo, o que facilita o consumo de conteúdo naqueles momentos em que você não sabe o que quer assistir.

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

A TV possui Chromecast integrado, facilitando a reprodução de conteúdos a partir de um Android ou iPhone. O Google Assistente também está sempre disponível para entender o comando “Ok Google”, dispensando a necessidade de usar o controle remoto quando quiser falar com o assistente pessoal, o que é um grande ponto positivo da P715. Parece algo simples, mas o hands-free é um recurso que fabricantes como Samsung e LG só vêm incluindo em TVs mais caras.

YouTube, Netflix e Amazon Prime Video estão pré-instalados na TV. No Google Play, você pode encontrar nomes como Disney+, Pluto TV, Telecine, HBO Go, DirecTV Go, Spotify, Deezer e Tidal. Uma ausência notável é o Apple TV+, que até funciona em televisores com Android TV da Sony, mas não estava disponível para os modelos da TCL no momento da publicação deste review.

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Infelizmente, apesar de ter muitos aplicativos e várias opções de personalização, o Android TV fica devendo muito em fluidez na P715, principalmente em comparação com o Tizen, da Samsung. Travadinhas nas animações são muito frequentes, e vez ou outra um aplicativo para de responder por alguns segundos, então você precisa ter uma pequena dose de paciência para lidar com a TV.

Vale a pena?

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

A P715 é um grande refinamento em relação aos antigos modelos básicos da TCL. A empresa continua caprichando no design, oferecendo um acabamento acima da média da categoria, mas também deu atenção para a qualidade de imagem, que não faz feio em relação às fabricantes consolidadas no Brasil. Dentro do segmento, a P715 agrada pelo contraste e pela boa uniformidade de preto.

O modelo também atende aos que procuram uma Android TV sem pagar um preço tão alto. Com a saída da Sony do país, a P715 pode disputar um espaço que fica meio vago por aqui, junto com a Panasonic, que também parece ter acordado com esse movimento importante do setor. O sistema do Google tem seus defeitos e certamente não é o meu preferido, mas é fato que a boa oferta de aplicativos, o Google Assistente e o Chromecast integrado têm seus fãs.

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

TV 4K TCL P715 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

A TV de entrada da TCL foi lançada por R$ 2.799 no tamanho de 50 polegadas, mas pode ser encontrada por R$ 2,1 mil ou até menos em promoções do varejo no momento da publicação deste review, ficando mais acessível que os modelos mais famosos, como a Samsung TU8000, que é sua concorrente mais próxima e tem qualidade de imagem semelhante. Nessas condições, eu certamente economizaria uns trocados e apostaria na P715.

TV 4K TCL P715

Prós

  • Ampla oferta de aplicativos
  • Boa uniformidade de preto
  • Contraste convincente para uma TV de entrada
  • Design de respeito e acabamento sofisticado
  • Google Assistente sem usar as mãos

Contras

  • Android TV poderia ser mais rápido
  • Wi-Fi só funciona em 2,4 GHz
Nota Final7.8
Design
8
Conectividade
8
Imagem
7
Som
7
Usabilidade
9

Especificações técnicas

  • Modelo: TCL 50P715
  • Tamanho do painel: 49,5 polegadas (126 cm)
  • Resolução: 3840×2160 pixels
  • Taxa de atualização: 60 Hz
  • Tipo de painel: LCD (VA)
  • Tecnologias de imagem suportadas: HDR (HDR10)
  • Potência dos alto-falantes: 2x 10 watts
  • Tecnologias de áudio suportadas: Dolby Digital Plus
  • Sistema operacional: Android TV 9.0
  • Consumo de energia: 71 watts (médio), 0,2 watt (standby)
  • Entradas de vídeo: 3 HDMI 2.0, 1 RF, 1 video componente
  • Saídas de áudio: 1 saída de áudio óptica digital, 1 saída de áudio analógica
  • Outras conexões: 2 USB 2.0, Wi-Fi 802.11n (2,4 GHz), Bluetooth 5.0, Ethernet
  • Dimensões (largura x altura x profundidade): 111×65,5×7,9 cm (sem a base) e 111x70x32 cm (com a base)
  • Peso: 9,8 kg (sem a base), 10 kg (com a base)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

seinper capi (@seinper_capi)

Parece ser ideal pra quem já tem um Mi Box como eu.

Eu (@Keaton)

Nada sobre os Processador/SOC, RAM, armazenamento? D:

Monin (@Monin)

Realmente de uns tempos pra cá tenho notado o design da TCL e tem me agradado muito mais que as outras fabricantes. Porém não consigo confiar na marca ainda, ainda mais depois de ter conhecido o Android TV via Mi TV Stick que também não me agradou muito. Uma alternativa seria adotar o novo Google TV, porém deve ficar restrito apenas ao novo Chromecast.

TV pra mim é sinônimo de Samsung e LG, e me agrada o sistema próprio da LG. O da Samsung não tive contato pra poder opinar.

Igor (@Spetto)

Como sempre, ótima análise, Higa!

Em junho, mesmo depois de ter lido o review aqui do site, peguei uma P8M de 50" por R$ 1800 mais pelo preço, já que as TVs da LG e Samsung estavam caríssimas na época (e ainda estão) e não me arrependi. O aparelho é muito bom e, felizmente, a minha não apresentou vazamento de backlight como na peça da análise do Higa. A qualidade de imagem me agrada bastante - não é aquela imagem sensacional, mas não faz feio - e o Android TV é excelente na oferta de apps. Os únicos pontos negativos dela são não ter suporte para redes 5GHz e vez ou outra apresentar uns engasgos, principalmente ao tentar rodar vídeos 4K HDR 60fps. Enfim, é bom ver que aparentemente a TCL vem melhorando a qualidade de imagem de suas TVs.

Eu acho que deve seguir a linha da P8M. Tenho uma lá em casa, não lembro o SOC, mas lembro que tem 2GB de RAM e 16GB de armazenamento (disponível pouco mais de 9GB se não me engano).

Eu (@Keaton)

Tu tem de levar em consideração o preço (da época em dolar da época, real perdeu MUITO o valor) dos produtos que tu tá comparando.