Início » Celular » Xiaomi confirma Mi 11 e Mi 11 Pro com Snapdragon 888 para dezembro

Xiaomi confirma Mi 11 e Mi 11 Pro com Snapdragon 888 para dezembro

Xiaomi irá lançar Xiaomi Mi 11 e Mi 11 Pro ainda em dezembro; celulares chineses terão processador Qualcomm Snapdragon 888

Bruno Gall De BlasiPor

A Xiaomi confirmou a data de lançamento do Xiaomi Mi 11 e Mi 11 Pro: 28 de dezembro de 2020. Com Qualcomm Snapdragon 888 em suas respectivas fichas técnicas avançadas, espera-se que os celulares sejam anunciados com muitas câmeras, baterias grandes e tela com taxa de atualização de 120 Hz.

Capa do possível Mi 11 revela câmera tripla (Imagem: Reprodução/GSMArena)

Capa do possível Mi 11 revela câmera tripla (Imagem: Reprodução/GSMArena)

As informações sobre o lançamento da linha virá para suceder a família Mi 10 foram reveladas em uma publicação na rede social chinesa Weibo. Em um pôster, a Xiaomi informa que o evento irá acontecer no dia 28, às 19h30 no horário local.

A publicação não antecipou detalhes do celular e tampouco revelou pistas sobre o visual dos próximos smartphones. Ainda assim, o CEO da Xiaomi, Lei Jun, afirmou que o “Mi 11 será um dos primeiros dispositivos com Snapdragon 888”, no dia em que o chip foi anunciado pela Qualcomm, 1º de dezembro.

Poster de lançamento para o sucessor do Xiaomi Mi 10 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Poster de lançamento para o sucessor do Xiaomi Mi 10 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O que esperar do Xiaomi Mi 11?

A Xiaomi tende a apresentar três celulares na próxima segunda-feira (28): o Xiaomi Mi 11, 11 Pro e 11 Pro+. Os smartphones chineses serão anunciados com ficha técnica avançada, com o já citado processador Qualcomm Snapdragon 888, e possivelmente com tela de 120 Hz.

O Mi 11 tende a ser o mais simples do trio. Espera-se que o telefone tenha opções com 8 GB ou 12 GB de RAM e câmera tripla, com sensor principal de 108 megapixels. A bateria, por sua vez, tende a ser de 4.780 mAh.

Mais avançado, o Mi 11 Pro tende a trazer um sensor fotográfico extra, além de tela de 6,76 polegadas com resolução Quad HD+. A expectativa é que a bateria tenha 4.970 mAh de capacidade.

A variante Pro+ tende a ser o mais poderoso do trio. Caso se torne realidade, o carregador de 100 watts pode ser o principal chamariz do smartphone, que é capaz de recarregar uma bateria de 4.000 mAh em 17 minutos.

A expectativa é que os celulares custem a partir de 3.999 inanes (cerca de R$ 3.135 em conversão direta).

Com informações: Android Central, XDA-Developers e Xiaomi (Weibo)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando