Início » Jogos » Epic e Samsung dão Galaxy Tab S7 em campanha Free Fortnite

Epic e Samsung dão Galaxy Tab S7 em campanha Free Fortnite

O presente foi criado pela Epic Games e conta com um dos principais rivais do iPad como brinde: o Samsung Galaxy Tab S7

André FogaçaPor

A Epic Games juntou ainda mais forças com a Samsung em uma nova campanha que pede a liberdade do download de Fortnite tanto na App Store, como na Play Store. Como pedido de ajuda, alguns influenciadores ganharam uma jaqueta e o Galaxy Tab S7, em uma caixa que tem cara de produto feito pela marca da maçã.

Epic Games e Samsung oferecem kit com Galaxy Tab S7 para influenciadores (Imagem: divulgação/Greg Miller)

Epic Games e Samsung oferecem kit com Galaxy Tab S7 para influenciadores (Imagem: divulgação/Greg Miller)

Fortnite está no meio de uma disputa feroz entre sua desenvolvedora, a Epic Games, e a Apple com as políticas de distribuição de apps e jogos, que cobra uma espécie de pedágio do desenvolvedor. A briga respingou até mesmo na Play Store do Android, loja onde também existe essa taxa em valor muito semelhante ao da App Store.

Em ambas as lojas o game foi removido por completo e a única forma de colocar Fortnite no Android, de forma oficial, é com o instalador que precisa ser baixado da Epic Games. Este tipo de instalação é arriscada por abrir a entrada de apps e games de fontes externas, mas donos de smartphones e tablets da Samsung podem fazer tudo isso sem procurar nada em site algum: basta abrir a Galaxy Store, pré-instalada em todos os Androids vendidos pela empresa coreana.

Para celebrar essa parceria, a própria Epic Games resolveu criar uma caixa muito semelhante com a embalagem de produtos feitos pela Apple, colocou uma jaqueta com logo bordado em uma espécie de arco-íris quase idêntico ao emblema utilizado pela marca da maçã entre os anos 70 e 90, fechando o presente com um Galaxy Tab S7 novinho, lacrado.

Um bilhete acompanha o kit, com o seguinte texto:

Olá,

Fortnite foi nomeado o jogo do ano da Samsung Galaxy Store em 2020. Para comemorar, nós firmamos parceria com a Samsung para te enviar uma caixa especial do aparato #FreeFortnite.

Enquanto Fortnite não está disponível na App Store ou na Play Store, você ainda pode receber os últimos updates de Fortnite diretamente no app da Epic Games na Galaxy Store. Divulgue a palavra, #FreeFortnite.

Obrigado,
Equipe da Epic Games.

Samsung e Epic já deram as mãos no passado recente

A parceria entre a Epic Games e Samsung não nasceu agora, com a briga judicial envolvendo a Apple. Ela vem desde o lançamento do Battle Royale para Android, que ficou exclusivo para smartphones e tablets da marca coreana por algum tempo. Só depois Fortnite foi liberado na Play Store, para todos.

Com informações: MacRumors.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

Este tipo de instalação é arriscada por abrir a entrada de apps e games de fontes externas,

oh please… só desativar de novo… E só é arriscado se tu resolver tirar APK de site bizarro… os repositórios APKMirror/APKPure costumam ser seguros…

Sérgio (@trovalds)

Vamos recapitular aqui: de primeiro, quando o Fortnite saiu pro mobile, primeiro foi pra Android via um instalador que era baixado por fora da loja do Google. Eles (Google) ficaram quietos porque o Android permite isso. Daí pra ir pra Apple concordaram com as coisas do jeito que elas são na época. Até aí era tudo paz, amor e players enchendo os cofres da empresa de grana.

Aí veio a concorrência cada vez mais acirrada e a perda de relevância. A primeira saída foi apelar pra Play Store já que fazer a instalação por fora da loja pra alguns não era, digamos, “aceitável”. Mas ainda assim Fornite ainda estava perdendo base de players. A segunda saída foi tentar contornar a Apple Store. A Apple, mais que rapidamente, cortou. Implicaram com as taxas, que antes eram aceitáveis enquanto a grana estava entrando aos borbotões. A terceira saída foi implicar com o Google e suas taxas (que são praticamente as mesmas da Apple). Em ambos casos, foram banidos das lojas.

Agora o que resta é tentar juntar o que ainda resta e se aliar a outra empresa, no caso a Samsung. E “inventaram” esse kit pra tentar convencer influenciadores a entrar pro protesto no caso do boicote que a empresa está sofrendo por causa de algo que ela mesmo causou. Só que a depender do que rolar daqui pra frente, logo logo Samsung e todas as demais que estão criticando a Apple abertamente (e inclusive abriram uma frente unida) podem simplesmente pular do barco. A Apple tem bilhões pra jogar em cima do embrólio jurídico que a Epic criou. E as chances de que a Apple perca e tenha que mudar seu modelo de negócios só “porque é má” são bem difíceis de acontecer.

Se eu fosse a EPIC recolhia o que ainda resta, me contentava com o que ainda tem e lutava pra não sumir de vez do mercado.

Daniel Neves (@danielneves)

Ué, eu não recebi aqui em casa…
O Fortnite continua preso?

Zanac_Compile (@Zanac_Compile)

Com taxas e tudo, a EPIC deixou de lucrar por baixo, 800 milhões de dólares esse ano com o desaparecimento do jogo na AppStore.

Somente a Appstore, era responsável por metade do faturament do Fornite. A outra metade, entra junto Android, videogames e computadores.

Mesmo com taxas, pelo jeito não valia a pena. Melhor como está agora.

Sérgio (@trovalds)

Pra ver o que a ganância faz. Nessa os investidores da empresa devem estar querendo a cabeça dos executivos porquê US$ 800 milhões não é troco de bala. Isso sem contar o Android, que fácil aí deve ser o “inteira” do bilhão que eles deixaram de faturar.

Eu fico aqui imaginando o que deu na cabeça dos “espertos” que resolveram partir pra cima da Apple por causa dos 30%. Certamente essa vai entrar pra história do “como não fazer negócios”.

Eu (@Keaton)

Pois é, mas levando em conta que eles deveriam estar perdendo, ou melhor, não ganhando ~400m… é muita coisa. É menos do que eles perderam, mas é muita coisa pra se perder… sei lá. Se no futuro eles conseguissem perder, digamos, metade dos 400m… seria melhor. hahaha

Não sei se concordo com a mentalidade de que só porque a Apple pode agir de forma monopolista/exploratória simplesmente por ser dona do sistema. Ou seja, se ela quiser pedir 60%~75%, ela pode pedir e ninguém pode/deve questionar…
Sei lá, acho interessante o que a Epic fez.
Quero ver os resultados mais no futuro.

Matheus Moreno (@Matheusandyou)

Samsung sempre tentando entrar pela janela. iPad não tem concorrentes e o fortnite sem App e Google Store é nada. Como disseram acima, entrará para a história como “como afundar uma empresa e se tornar vilão”.

Zanac_Compile (@Zanac_Compile)

No meu ponto de vista, se a Apple pedir alguma taxa descabida, vai todo mundo pular fora. Estão a mais de década no mercado, o negócio tem que ser equilibrado. É uma taxa madura, talvez um pouco mais pra cima ou pra baixo, mas não é algo descabido.

Se ela cobra tudo que cobra (e é o mesmo da concorrência) é pq tem bala na agulha para oferecer visibilidade e retorno para o desenvolvedor.

Se cobrar a mais, quebra. Não tem mágica. Não existe lavagem cerebral, se for ruim, ninguém fica.

O que é melhor para EPIC? Uma loja ruim que vende 50 milhões e o lucro fica todo pra ela ? Ou uma loja da Apple com uma visibilidade estúpida e lucro de 800 milhões, sendo que só 400 milhões fica pra ela ??? O shopping bom cobra um aluguel caro, o shopping ruim oferece um espaço quase de graça, é injusto isso ?

Eu (@Keaton)

Aquilo foi reductio ad absurdum MESMO.

Sindrome de estocolmo.

Me diga, qual a opção de loja no ecosistema da Apple existe e não viola a garantia dos iDevices? Ou tu enfia o rabo entre as pernas e concorda com quaisquer regras (absurdas ou não) ou tu sai. Não existe opção, dá pra considerar uma coisa abusiva isso. (direito de quem fabrica, etc etc… então o Windows poderia simplesmente manter o IE e dizer que ele concorre com o Linux… lá no Linux poderiam colocar o navegador que quisessem…)

No Android, apesar do Google dificultar, existem várias lojas alternativas e muitas confiáveis e que até verificam os APK de forma melhor que o próprio Google. o APKMirror, do Android Police, faz isso se não estou errado.

Ao menos aqui tu tem uma opção…

Zanac_Compile (@Zanac_Compile)

Eu realmente não entendo por que motivo existe os hater. Odeio termos clichês, este termo já perdeu o verniz e tanto que é usado. Mas medo assim, tenho que usar, infelizmente.

Sempre existiram plataformas fechadas, graças a Deus que ainda existe uma e a qualidade é excelente. Eu usava AMIGA, usei o ecossistema da ARCHOS francesa que era a top de mobile antes de estourar iPhone e depois Android. A archos era fechada também.

Que ótimo que o Android é uma opção extremamente aberta pra quem prefere.

Tu fala agressivo, fala de síndrome de Estocolmo. Fica numa revolta. Qual o problema? Um sistema fechado tem inúmeras vantagens de otimização, estabilidade, qualidade, segurança. Aceita que tem gente que prefere. Minha vida inteira está no celular, CNH, pagamentos, chave da casa e do carro, controle da casa toda, compras, informações pessoais. Eu prefiro uma arquitetura mais fechada e seguro, que também tem incidentes de segurança, mas com muito menos risco.

Para brincar, instalar toda sorte de apps, pirataria, IPTV, eu uso um rasp pi pra isso.

E quem usa Android bem aberto, não quero desmerecer, não tenho termos pejorativos e nem raiva desses usuários e nem do Google.

Eu (@Keaton)

Hater? Não me considero hater. Ter opinião contrária ou discordar das atitudes de alguém ou de alguma empresa não quer dizer que a pessoa seja hater. Se eu quisesse cair no mesmo nível desse comentário, teria completado com “Mas todo mundo que se opõe ou tem uma visão diferente de fanboy xiita é hater.”

É meio que uma perda de tempo discutir com alguém que não entende a diferença de “odiar cegamente um sistema” e “ser contra certas práticas com relação à esse sistema”…

Dá uma olhada em antitrust apple no Google/Bing.

Detalhe: tua argumentação falha miseravelmente quando tu assume que os usuários seriam forçados a usar uma loja alternativa… Quem está feliz com a appstore original que use a original, mas quem não está que possa ter a opção de usar uma alternativa. Entenda que teu telefone não ficará menos seguro só por essa opção existir. Basta você continuar usando somente a appstore original. Você não seria afetado por essa opção. Simples assim.

Ps.: AMIGA morreu no milênio passado, literalmente falando… Eram outras eras.

Zanac_Compile (@Zanac_Compile)

Tu não consegue interpretar uma afirmação que eu fiz. Dizer que AMIGA morreu no milênio passado reflete bem a conversa de doido. Não sei que relevância tem isso ? A intenção foi ilustrar justamente que prefiro arquiteturas fechadas nestes milênios todos, independente se a arquitetura morreu ou segue viva.

Se tiver uma loja alternativa, é óbvio que ficarei refém dela. Aplicativos necessários poderão estar disponível somente nela. A bagunça se instaura.

Tu acha péssimos as arquiteturas fechadas e julga quem usa com síndrome de estocolmo. É um exagero desproporcial. Estou discordando de ti e te taxando de hater pois tuas afirmações são fortes e exageradas. Não tem problema em citar DESVANTAGENS, mas ser contra já te torna um hater. E tudo bem. Não estou ofendido, só discordo.

Eu (@Keaton)

Não, não ficará. Simplesmente escolha um app alternativo. Acredite em mim, nenhum app é 100% único.
Vamos supor que um app seja realmente único e esteja disponível apenas em uma loja alternativa ou no próprio site, tu tem de começar a olhar pelo lado do desenvolvedor. “Por que ele não quis colocar lá na AppStore?” ou “Será que compensaria para o dev manter lá e não poder usar diversos recursos que existem porém a Apple impede o uso?”… etc.

Não, filho (se bem que pelo fato de tu lembrar de ter usado o AMIGA, tu deve ser mais mais velho que eu)… eu gosto de ter opções que não violem a garantia simplesmente porque a empresa quer manter um monopolio besta e fica inventando desculpinha boba.
Como já disse: “Se não quer/gosta, não usa/faz, porém também não tira a opção de quem quer/gosta.” É simples assim.

Ai tem a ladainha do “mas app que só tem na loja alternativa”… mesma coisa. Se não quer loja alternativa, é simples… não usa o app na loja alternativa.
Sabe o porque teu argumento é novamente falho? Você não é obrigado à usar. Quer um exemplo? Tu fez jailbreak no iPhone? Pois dá pra fazer, perder a garantia, e usar o Cydia. Pasme, lá tem vários apps alternativos que não estão disponíveis lá. Pois é. Lojas alternativas com muitas coisas exclusivas EXISTEM (existe, no caso só lembro do Cydia).
Vê? Você teve a opção de não usar. Mesmo existindo, tu optou por não usar.

A única diferença do que eu gostaria que existisse era a não perda da garantia. Até mesmo o porque não faz o menor sentido perder a garantia completa de um aparelho apenas pelo software…

Pois é, como eu tinha dito na parte que eu não queria incluir.

Sério mesmo que tu acredita nisso? hater só por ser contra alguma coisa? oh dear… here we go again. Se essa realmente é a definição de hater que tu tem, ela já perdeu o sentido e só serve para “please não tenham opiniões contrárias as minhas”…
Sabe o problema dessa “definição” e de como tu emprega ela? É que tu pode se gostar de algo e detestar algumas atitudes desse algo.
Outro problema é o seguinte: para uma democracia funcionar as pessoas precisam ter opiniões contrárias. Não existe uma verdade suprema.
Eu sempre gostei das inovações da Apple, mas também sempre fui contra muitas atitudes da mesma: processar por bordas arredondadas, patentear o swipe to unlock (que já existia no Windows Phone), monopolio abusivo e exploratório, etc… não vou fingir que essas coisas não existem simplesmente porque elas desagradam um ou outro.

Zanac_Compile (@Zanac_Compile)

Continuo impressionado com a tua revolta.

Cheguei a achar que estavas concordando comigo, pois tens uma postura clara de livre arbítrio onde “usa se quiser”. E é isso mesmo, aceita que uma arquitetura fechada tem VANTAGENS também e não só desvantagens.

Usa quem quer, se fosse ruim, a Apple tinha falido. Estava falindo nos anos 90, e explodiu por partir para vários projetos de arquiteturas fechadas. E mesmo assim não é a melhor coisa do mundo, é nicho, existe bilhões e bilhões de telefones com um sistema operacional totalmente aberto que é o Android, as pessoas preferem muito mais. Que bom, livre arbítrio !!!

Essa opção de Jailbreak, é a maior chinelagem, só serve para quem quer usar aplicativo pirata, baixar torrent, usar emuladores ilegais, fazer coisas criminosas e são tapados de vírus, são inúmeros os escândalos de malware no submundo jailbreak. Nunca instalaria uma porcaria dessas para poder customizar mais as janelas, uma animaçãozinha mais maneira com os icones. Se quisesse isso no celular que está minha vida toda, então partiria para o ANDROID e não a chinelagem de um iPhone para Jailbreak.

E é isso que peso. A arquitetura fechada e mais segura. Trabalho com segurança da informação, são mensais os casos de fraude financeira em Android, em usuário que se infecta com RAT no Android, justamente por causa dessa liberdade que facilita isso. A fraude financeira no iPhone é ZERO, não existe RAT para iphone, simplesmente tu não precisa se preocupar com isso. E mesmo assim, o iphone não é 100% seguro tem várias falhas, porém infinitamente menos que o Android.

Vantagens e desvantagens da arquitetura fechada.

Eu (@Keaton)

Filho, não é revolta. Só que eu gosto de ter a opção.

Sim, tem suas vantagens. Como a integração de serviços e ter de fazer tu pagar tudo pelo sistema de pagamento deles no qual eles ficam com quase 1/3 de tudo que passa por lá só pelo fato de facilitar um pouco (imagina se fosse um banco que pegasse 30% de tudo).
E desvantagens absurdamente ridiculas como se a dona do sistema, por qualquer motivo mesquinho, dizer que tu não pode usar outro navegador padrão, tu simplesmente não pode usar outro navegador padrão e tem de se conformar com isso… a coisa mais simples do mundo que deveria ser opcional, não é. Ou ao menos não era.
(Nem vou mencionar o fato da Apple FORÇAR todo mundo à usar o sistema de pagamento deles com as taxas absurdas deles…)

Pois é, tu está exatamente explicando meu ponto só que da perspectiva do outro lado…
Se não fosse necessário fazer jailbreak, haveriam mais opções de repositórios sérios e relativamente seguros.
Simplesmente por existir a possibilidade de usar um repositório de terceiro, existem empresas que mantém repositórios sérios no Android (ex.: Android Police que mantém o APKMirror ou o opensource F-Droid). Enquanto só quem fizer jailbreak puder usar apps externos, ninguém vai se importar em fazer um sério e seguro porque a Apple vai dar piti e prejudicar-los… O Cydia até é bacana, mas tem seus problemas mesmo.

Pois é, mas o teu não seria afetado.
E a segurança dos smartphones alheios não afeta a segurança do teu. (à menos que exista um exploit/virus sinistro que funcione entre iOS… mas ai seria coisa para a Apple corrigir)
Como tu mencionou: fazer Jailbreak ainda deixa o smartphone desatualizado, mais vulnerável… se não precisasse, seria mais fácil. e seguro para todo mundo.

Mensais? Nah… devem ser diários. Tem repositórios e repositórios de Android. Se tu escolher um sem reputação, vai dar problema mesmo. Mas isso é assim em tudo que é coisa na internet: loja virtual, scams, baixar joguinho no Baixaki (o instalador deles estava instalando adware esses tempos), sites falsos, etc… isso não muda.

Se tu continuar usando apenas a AppStore oficial, tu continuará não precisando se preocupar com isso.

O problema aqui é parece que tu defende que o simples fato de ter uma opção, fará absolutamente todo mundo tentar essa opção e absolutamente todo mundo acabará fazendo besteira. O que não é o caso. Vai ter uns problemas? Vai. Mas muito provavelmente surgirão repositórios seguros pra tal.
(E mesmo se fizessem besteira, é o smartphone alheio. Não o teu. Não tem o porque ficar de cabelo branco pelas besteiras alheias.)

Exibir mais comentários