Início » Internet » Polícia derruba serviço de IPTV pirata e investiga 50 mil usuários

Polícia derruba serviço de IPTV pirata e investiga 50 mil usuários

Polícia da Itália derruba IPTV ilegal e investiga espectadores; multa pela pirataria pode chegar a 25 mil euros

Lucas BragaPor

Uma operação coordenada pelo Ministério Público de Milão desmantelou uma rede de IPTV pirata. Normalmente apenas os servidores são desligados, mas as autoridades da Itália vão além: a polícia pretende investigar os mais de 50 mil usuários da plataforma ilegal.

IPTV pirata era utilizado por 50 mil pessoas na Itália (Imagem: Mohamed Hassan/Pixabay)

IPTV pirata era utilizado por 50 mil pessoas na Itália (Imagem: Mohamed Hassan/Pixabay)

A ação na Justiça foi apresentada pela operadora Sky da Itália (não há qualquer relação com a Sky do Brasil) e a liga de futebol Série A do país. A partir de então, uma investigação foi aberta pelo departamento econômico-financeiro da polícia e pela equipe de crimes cibernéticos do ministério público italiano.

A operação também denunciou três pessoas envolvidas com o caso, que podem receber condenação de multa ou cumprimento de pena em prisão.

Usuários de IPTV pirata serão multados na Itália

O serviço era utilizado por mais de 50 mil usuários, que serão investigados por autoridades da Itália por consumirem conteúdo protegido por direitos autorais de forma irregular.

A penalidade para esses usuários não será barata: poderão ser aplicadas multas que vão desde 2,5 mil até 25 mil euros. Em fevereiro, a polícia italiana havia denunciado 223 assinantes de IPTV pirata para a Justiça.

Em setembro, a polícia italiana bloqueou outros 5.500 servidores e 18 canais do Telegram. Eles eram utilizados por 58 sites que se envolviam com pirataria de IPTV, transmitindo séries, filmes e esportes ao vivo sem licenças de direitos autorais.

Brasil também investiga IPTV pirata

No Brasil, a luta contra o IPTV pirata também existe: a Operação 404, deflagrada em novembro de 2020, bloqueou ou removeu mais de 300 serviços de IPTV pirata que atendiam cerca de 26 milhões de pessoas. A ação foi coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública em conjunto com a Polícia Civil.

As investigações não atingem apenas os serviços: a Anatel e a Receita Federal confiscaram milhares de TV Box irregulares. Entre julho e setembro de 2020, o órgão apreendeu mais de 240 mil equipamentos ilegais e destruiu outros 7 mil aparelhos que foram retidos em uma cidade que faz divisa com o Paraguai.

Estima-se que a TV por assinatura irregular está disponível em 4,5 milhões de lares brasileiros. Enquanto isso, a TV paga oficial sofre com a perda de clientes, com 1 milhão de contratos encerrados apenas no último ano.

Com informações: TorrentFreak

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
15 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Imagina se tentam processar todo mundo que usa TV pirata no brasil? a piada tá feita, ia ter fila na porta dos foruns.

Mas sabemos que aqui a justiça é uma piada, a pessoa foge dela e a justiça não se esforça em achar o acusado pra intimar ele, fica a cargo da vitima achar o acusado.

Mas é interessante notar como o Tecnoblog tem dado importância pra esses casos, até os fora do brasil estão noticiando.

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Conheço um site que transmite canais ao vivo, desde meados de 2011. Funciona até hoje! Ele retransmite da TV a cabo da Oi. A polícia nunca descobriu. Kkkk

João Luiz G (@Joao_Luiz_Gomes_Silv)

Realmente uma piada. Aqui em Goiás prendeu o responsável por uma empresa que fazia pesquisas eleitorais falsas com registro de TSE e tudo, não vão nem investigar os políticos que mandaram fazer a pesquisa, e olha que ela atuou em 191 das 246 cidades de Goiás.

Anderson Antonio Santos Costa (@Anderson_Antonio_San)

Lembro de sites que exibiam TV Paga online gratuitamente na web. A maioria deles caiu. Mas outros surgem.
Enquanto a população não conhece as alternativas legalizadas de IPTV a um preço justo, o IPTV pirata continuará reinando.
Temos algumas alternativas de IPTV legal no Brasil, como a Guigo TV e a DirecTV GO. Essas alternativas tem que ser propagadas com maior frequência.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Seria bom se o DirecTV GO funcionasse nas TVs LG daqui de casa.

João M. (@RonDamon)

Na Europa (em alguns países) a multa é automática, não precisa de fórum. Só chega a carta e vc paga. Aqui no futuro imagino q será igual, quem não pagar só ficará com o nome sujo, creio.

Podiam mandar primeiro um aviso e se voltar a piratear aí sim a multa. Evitaria choro desnecessário.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

No Brasil única multa automática são as de transito, o resto vai tudo parar na justiça e leva anos pra ser julgado.

João M. (@RonDamon)

Como aqui curtem copiar lá será automático no futuro tb, mas vai demorar pra uma tecnologia q detecte isso aqui.

Danilo Miguel (@Danilo_Miguel)

Pq não investigam os smartphones sem carregadores,fones,os preços absurdos que as operadoras cobram?

Reginaldo Ribeiro (@Reginaldo_Ribeiro)

Desde que a Directv Go começou a funcionar na minha TV LG, estou me esforçando e dando uma chance. Cancelei minha lista IPTV que era 20 reais mais barata, perco os canais Telecine e Premiere (por ser palmeirense e a TNT transmitir os jogos do brasileiro, posso me dar ao luxo), perco também a maioria dos canais legendados, mas acredito que isso vai ser corrigido em uma atualização futura. Enfim, estou dando uma chance para apoiar o conteúdo licenciado, acredito fortemente a o app da Direct tv vai melhorar muito nos próximos meses e para min, o principal diferencial é a qualidade da imagem, muito superior a qualquer lista IPTV, sem contar que praticamente não há atrasos na transmissão (coisa que no futebol irrita muito) e travamentos são praticamente inexistentes.

² (@centauro)

Se o IPTV pirata tiver menos restrição de aparelho do que os IPTV legalizado, dai vai ser outra vantagem do pirata em relação ao legalizado.
Não poder assinar porque a TV não tem suporte é osso.

André Noia (@Andre_Noia)

Acho que é preciso esclarecer algumas coisas: a Justiça aplica a lei, que é feita pelo Legislativo (escolhido pelo cidadão). Na lei a justiça não tem a função de investigar, mas de decidir. Logo, é função da polícia e do Ministério Público alimentar um processo com dados que levem a uma eventual condenação.
A questão é que as pessoas adoram bradar o tal do Estado mínimo, e daí vc tem polícia com pouca gente e aborrotada de casos, tendo que dar preferência às investigações mais graves (homicídios, formações de quadrilha etc).
Logo, a mudança está na mão do cidadão, que parece que se importar muito quando chegam as eleições. Aí ficam colocando a culpa na justiça.

Anderson Antonio Santos Costa (@Anderson_Antonio_San)

O problema dos preços é algo que a TV Paga tem que enfrentar. Ao contrário do streaming, onde é fácil cancelar e saltar de um serviço para outro, na TV Paga é difícil cancelar.
Os preços altos da TV Paga tornam o serviço invíavel para as classes C, D e E, onde um pacote básico custa na faixa dos 100 reais. Por isso diz-se que no Brasil TV Paga é “coisa de rico”. E também por causa disso, a pirataria de TV reina no Brasil.
Outro erro que se vê na TV Paga é a cobrança por canais abertos em planos pré-pagos. Não entendo o motivo disso, mas acho que é para custeio do sinal pago.