Início » Gadgets » Fone Bluetooth Philco Air Beats: baratinho com som encorpado

Fone Bluetooth Philco Air Beats: baratinho com som encorpado

Philco Air Beats, novo fone da marca, chega ao mercado por menos de R$ 300 e entrega som potente e autonomia mediana

Darlan HelderPor
Nota Final7.9
Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O Air Beats é o fone de ouvido TWS baratinho da Philco com certificação IPX6, botões sensíveis ao toque e bateria que garante até 24 horas de reprodução com o case. Atualmente, o modelo é encontrado no varejo online por menos de R$ 300, mas será que vale dar uma chance?

O Philco Air Beats foi o meu companheiro de trabalho e lazer nos últimos dias e compartilho agora todos os detalhes neste review.

Análise do Philco Air Beats em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente de tecnologia que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises de produtos são opinativas e não possuem nenhuma intenção publicitária. Por isso, sempre destacamos de forma transparente os pontos positivos e negativos de cada produto.

Nenhuma empresa, fabricante ou loja pagou ao Tecnoblog para produzir este conteúdo. Nossos reviews não são revisados nem aprovados por agentes externos. O Philco Air Beats foi fornecido pela Philco por doação. O produto será usado em conteúdos futuros e não será devolvido à empresa.

Design, conforto e case

O Philco Air Beats é um fone para consumidores básicos. Portanto, não espere por um aplicativo dedicado, cancelamento de ruído e outros recursos mais avançados. Pelo mesmo caminho, a construção do produto é bem simples com plástico e borracha em toda a parte externa. Basicamente, a marca seguiu a receita de outros true wireless de entrada.

A versão rosa, que recebemos para este review, é bem clara, mas isso não significa que o produto seja discreto. Os fones ficam saltados para fora devido ao design gordinho, ao mesmo tempo, há uma sensação de firmeza, eles não pesam na orelha e ainda conseguem até isolar do ruído externo por serem intra-auriculares. Ah, uma versão em azul também está disponível.

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Geralmente, alguns fones com esse formato mais parrudo acabam por machucar a minha orelha, mas não senti incômodos durante o uso, ainda bem. Na caixa, a marca envia três ponteiras de silicone (P, M e G) junto de um cabo de alimentação e o estojo de carregamento. Para quem pratica esportes, eis uma boa notícia: ele tem certificação IPX6, sendo resistente a jatos d’água de alta pressão.

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A Philco, infelizmente, insiste em manter o já defasado micro USB em seus produtos e a coisa não mudou por aqui; o Air Beats merecia ganhar o USB tipo C.

Por falar nisso, o case tem um formato diferenciado que me lembra um sabonete – ele é grande e, por isso, guardá-lo no bolso da calça pode não ser tão confortável assim. No mais, o acessório é todo emborrachado, agradável ao toque e não tem botão físico.

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Recursos e conectividade

Como adiantei, o Air Beats não ganhou um aplicativo dedicado, em vista disso, não é possível equalizar nem fazer outros ajustes. Eu não considero isso um ponto negativo, já que estamos falando de um produto de entrada e muitos fones que pertencem a essa categoria também não oferecem recursos adicionais.

Em função disso, não seria justo eu criticar a empresa, mas é uma pena, pois este true wireless tem uma qualidade sonora interessante.

Com relação à conectividade, o fone só demorou para parear apenas no primeiro contato. Depois, a comunicação ficou estável, ágil e sem falhas de conexão.

Qualidade de som e bateria

Eu tomei um susto quando testei o Air Beats pela primeira vez. Para um gadget acessível, a qualidade sonora pode surpreender. O fone da Philco tem um som muito encorpado, energético e tende a valorizar os graves consideravelmente, o que não deve agradar todo mundo. Porém, a proposta me satisfaz.

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Uma música menos agitada como All of Me, do John Legend, ganha vivacidade, médios e agudos ficam presentes em quase toda a faixa. Mesmo com o volume no máximo, não há ruídos perceptíveis que estragam a canção.

One Woman Man, uma música mais complexa com muitos detalhes, do mesmo cantor, soa com vocais extremamente nítidos e as batidas ficam muito marcantes, e podem incomodar com a elevação do volume. Em música eletrônica a experiência não difere, porém fica impossível colocar o volume no máximo, tendo em vista que o Philco Air Beats é bem alto.

No rock, é possível ouvir com clareza os instrumentos, só que tive a impressão que o vocalista do Red Hot Chili Peppers tenta disputar o primeiro plano com a bateria em Californication, outra vez devido aos graves tão acentuados. A situação ficou melhor com a redução do volume, mesmo assim, senti poucos ruídos nessa circunstância, mas não incomodam muito.

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Já o microfone está dentro do esperado para essa categoria: felizmente, ele não deixa a sua voz metalizada, mas a conversa fica abafada.

Com relação à bateria, a Philco poderia entregar mais, isso porque só consegui 3h19min de reprodução, autonomia bem semelhante à do Philips UpBeat SHB2505. Enquanto isso, o Pulse TWS Touch PH320 consegue alcançar cinco horas e o Xiaomi Redmi AirDots proporciona cerca de quatro horas.

Philco Air Beats: vale a pena?

Se você está com o orçamento apertado e não pode desembolsar quase R$ 1 mil em um modelo mais completo, o Air Beats pode ser uma opção agradável. Mesmo abusando nos graves, a Philco conseguiu desenvolver um fone true wireless com qualidade sonora formidável e marcante, características muito positivas para um gadget de entrada.

Ainda assim, alguns detalhes considerados negativos, tais como os ruídos com o volume reduzido e as batidas impactantes, podem incomodar consumidores mais exigentes.

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Fone Bluetooth Philco Air Beats (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Outros pontos negativos são a autonomia de bateria que é inferior em relação aos concorrentes; a entrada micro USB que complica a vida de donos de smartphones com USB-C (que poderiam usar apenas um carregador); e um case mais minimalista seria muito bem-vindo.

Em conclusão, apesar desses contras, o Philco Air Beats é um ótimo fone de ouvido de entrada e com um preço interessante. Enquanto eu fazia este review, era possível encontrar o produto por R$ 280 na internet. O Redmi AirDots S, o Pulse TWS Touch PH320 e o JBL TUNE 500BT são outras opções acessíveis para você ficar de olho.

Fone Bluetooth Philco Air Beats

Prós

  • Som encorpado para um fone acessível
  • Conectividade decente
  • Preço interessante

Contras

  • Autonomia de bateria não agrada
  • Estojo merecia ganhar USB-C, né?
Nota Final7.9
Design
7
Bateria
7
Conectividade
9
Conforto
8
Graves
9
Médios
8
Agudos
8
Isolamento
8
Recursos
7

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@doorspaulo

Nessa cor, ficou parecendo aparelho de surdez.

No mais, jamais pagaria isso em um fone da Philco.

Eu (@Keaton)

só que tive a impressão que o vocalista do Red Hot Chili Peppers tenta disputar o primeiro plano com a bateria em Californication , outra vez devido aos graves tão acentuados.

Não é impressão… essa música é meio assim mesmo.
Apesar de eu não gostar da letra, testa a Backseat Freestyle, do Kendrick Lamar. Como fica essa?

maldade. hahahaha

Mickey Sigrist (@Mickey)

Para quem pratica esportes, eis uma boa notícia: ele tem certificação IPX6, sendo resistente a jatos d’água de alta pressão.

Legal saber que eu posso estar correndo e, se um caminhão dos bombeiros chegar e soltar um jato de água bem na minha cabeça, os fones continuarão funcionando.

O case é bizarro e a cor… nem vou comentar, porque minha nossa. Não ter uma opção preta é muito esquisito. Fiquei curioso pra testar a qualidade do áudio, no entanto. Confesso que não esperava elogios.

De qualquer maneira, pelo fato de ser tão feio e não ter USB-C em pleno 2020/2021, eu não compraria, independente do preço.