Início » Celular » Xiaomi Mi 11 e Snapdragon 888 enfrentam teste de dissipação de calor

Xiaomi Mi 11 e Snapdragon 888 enfrentam teste de dissipação de calor

Processador da Qualcomm gera grande quantidade de calor, mas Xiaomi se saiu bem na tarefa de dissipação térmica

Ana Marques Por

O Xiaomi Mi 11 foi apresentado na última segunda-feira (28), na China, e é o primeiro smartphone com o processador Snapdragon 888. Para testá-lo e conhecer o que há por dentro do celular, o canal chinês Aiao Technology submeteu o aparelho a um desmonte – a análise revela o sistema robusto para resfriamento e dissipação térmica do Mi 11.

Teste de dissipação de calor no Xiaomi Mi 11 com SD 888 (Imagem: Reprodução)

Teste de dissipação de calor no Xiaomi Mi 11 com SD 888 (Imagem: Reprodução/Bilibili)

Xiaomi Mi 11 apresenta bom controle térmico

Ao que parece, o novo chip da Qualcomm libera uma grande quantidade de calor. Ainda assim, nos testes do canal, a parte frontal do telefone chegou a 41°C com a reprodução de PUBG por 30 minutos, com HDR e 60 Hz. A traseira teve temperatura de até 40°C.

Uma hora de jogatina com o RPG Genshin Impact – utilizando qualidade máxima de imagem – rendeu um registro de 37°C.

Para evitar o superaquecimento – em cenários nos quais a temperatura poderia chegar facilmente a 80°C – a Xiaomi apostou em resfriamento líquido, aliado a grafite, folhas de cobre, graxa térmica e aerogel. Em termos gerais, o smartphone lidou muito bem com o gerenciamento de calor.

Vale ressaltar ainda que tanto o SoC quanto a memória flash do smartphone têm selamento com cola, o que pode ajudar na resistência caso o telefone entre em contato com água.

Mais detalhes sobre câmeras e bateria

O desmonte do Xiaomi Mi 11 também mostra o vidro de proteção utilizado no sensor de 108 megapixels (que se trata do ISOCELL HMX da Samsung, e vem com estabilizador óptico.

A câmera macro do telefone também leva um sensor da Samsung com 5 MP (o S5K5E9), já o módulo ultrawide traz sensor de 13 MP OmniVision.

Desmonte do Xiaomi Mi 11: câmeras (Imagem: Reprodução/SeekDevice/Bilibili)

Desmonte do Xiaomi Mi 11: câmeras (Imagem: Reprodução/SeekDevice/Bilibili)

Como já era sabido, a bateria do Mi 11 tem capacidade de 4.600 mAh. Ela é produzida pela Sunwoda Electronics, e é composta por uma célula única (ao contrário de algumas previsões que indicavam célula dupla). O smartphone suporta carregamento rápido de até 55 W com fios.

Com informações: GSMArena e SeekDevice

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando