Início » Aplicativos e Software » Microsoft indica que Windows 10 vai passar por renovação visual

Microsoft indica que Windows 10 vai passar por renovação visual

A Microsoft quer que o novo visual do Windows 10 faça seus consumidores sentirem que estão com a melhor experiência num SO

André FogaçaPor

Se você acha que o visual do Windows 10 está meio paradão, fique tranquilo que em 2021 o sistema operacional da Microsoft deve receber um banho de loja generoso. Nós já falamos sobre essa grande atualização, mas a gigante do software parece ter confirmado este trabalho com uma vaga para engenheiro de software sênior, publicada nesta segunda-feira (4).

Novo menu Iniciar no Windows 10 lançado em 2020 (Imagem: divulgação/Microsoft)

Novo menu Iniciar no Windows 10 lançado em 2020 (Imagem: divulgação/Microsoft)

O Windows 10 parece moderno, recente, mas está no mercado desde julho de 2015 e com basicamente o mesmo visual lançado cinco anos atrás. Algumas pessoas podem perder o interesse pelo sistema operacional e a Microsoft sabe disso, ao ponto que existem detalhes vazados sobre uma próxima versão que pretende mudar algumas coisas. Ela é chamada até então de Sun Valley.

Uma vaga para engenheiro de software sênior na Microsoft, publicada em seu próprio site nesta segunda-feira, mostra que a pessoa contratada trabalhará em uma equipe responsável pela principal plataforma da marca. Ela também estará colocando as mãos em produtos da linha Surface e parceiros OEM “para orquestrar e entregar um rejuvenescimento visual abrangente nas experiências do Windows”, segundo a descrição da oportunidade de trabalho.

Uma palavra em caixa alta chama atenção, dentro da frase “sinalizar aos nossos clientes que o Windows VOLTOU e garantir que o Windows tem a melhor experiência em sistema operacional para nossos consumidores”. Este conjunto de informações é o necessário para entender que os rumores da versão Sun Valley estão indo no caminho certo, mas que ele ainda está em desenvolvimento.

Windows 10 Sun Valley pode ser essa renovação visual

Enquanto as últimas atualizações para o Windows 10 entregaram alguns detalhes importantes, como novo visual para os ícones do menu Iniciar, modo escuro mais abrangente e a chegada de um novo navegador Edge com base no Chromium para todos os usuários, ainda existem alguns pontos que merecem uma maquiagem diferente.

Este novo update, chamado pelos boatos mais quentes de Sun Valley, conta com alterações focadas justamente em pontos chave. Teoricamente planejada para o segundo semestre deste ano, a atualização deve entregar mudanças no menu Iniciar, no explorador de arquivos e também na Central de Ações do Windows 10.

Enquanto a Microsoft pretende chamar mais atenção para o sistema aos olhos de seus clientes e usuários, ao mesmo tempo a empresa não deve forçar uma ruptura com o que é apresentado atualmente nos PCs – lembra quando ela fez o menu Iniciar virar uma tela inteira no Windows 8?

As mudanças mais comentadas pelos boatos também estão nas barras de rolagem, botões e controles espalhados pelo Windows. Vai que este Windows 10 Sun Valley finalmente sinaliza o fim do Painel de Controle.

Já no lado das implementações capazes de atingir um número menor de pessoas, está a renovação da interface exibida quando o modo tablet é ativado. Seja de forma manual, ou mesmo quando o próprio sistema operacional entende que não deve mais receber comandos do mouse.

Até agora, por mais que ícones estejam maiores, nem todas as janelas são adequadas aos toques por dedo feitos nestes aparelhos – na mesma facilidade como acontecem no iPadOS ou mesmo no Android.

Com informações: The Verge.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
19 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João M. (@RonDamon)

Precisam melhorar a renderização de fontes que é bem melhor em outros sistemas e até mobile, enquanto no Windows é serrilhadão. E tb melhorarem a área de trabalho, ainda me lembra Windows XP.

brad (@brad)

E la vamos nós… Mais bugs, mais problemas e uma “mudanca radical” de umas cores e uns icones capengas.

Felipe Ferraro (@Felipepperoni)

Haha e lá vamos “nóis”. Mais um update de design que vai misturar visual atual com visual do Windows 8, 7, Vista, 2000, ME, 98…

Matheus Moreno (@Matheusandyou)

Microsoft precisa padronizar o Windows, é horrível procurar uma configuração, pois você não sabe se vai nos “ajustes” ou “painel de controle”.

Vinicius Vicentini (@ViniciusHVC)

Eu já acho as fontes do Linux serrilhadas

João M. (@RonDamon)

A do Mac e Android são bem melhores, tanto até que criaram o MacType pro Windows pra imitar, mas é mta gambiarra. Com o dinheiro da MS já deveria ter vindo algo assim pra Windows fazem anos.

Claudio (@claudio)

Não vem por que a Microsoft prefere assim.

macOS = sempre prezou pela beleza das fontes.
Windows = sempre prezou pela legibilidade.

São filosofias diferentes, o Windows adotou uma forma de renderizar fontes que beneficia telas de baixas resoluções chamada ClearType. Fontes pequenas realmente ficavam mais legíveis no Windows do que em outros sistemas na época dos monitores 800x600 ou 1024x768.

Screen Shot 2021-01-04 at 23.48.05764×794 93.1 KB

O problema é que com a entrada de resoluções maiores, e densidades de pixel melhores (retina), começou a fazer muito mais sentido prezar pela beleza do que pela legibilidade (já que resolução não era mais um problema).

Então o problema não é técnico, é filosófico. Enquanto a Microsoft não aceitar que a forma de renderizar fontes deles é uma merda pra computadores atuais, ela vai ficar presa nessa forma de renderização otimizada pra baixas resoluções dos anos 90/00s.

João M. (@RonDamon)

Eles vão ter que mudar querendo ou não. Até os navegadores suportam fontes mais bonitas com aquelas APIs estilo Google Fonts. Pelo menos podiam adicionar a opção né e manter o “maravilhoso” ClearType pra quem gosta.

Josué Junior (@Josue.Jr)

Torço pra que dessa vez (sob a liderança do Panos Panay) a Microsoft consiga terminar essa “renovação visual”, por que se for pra deixar inacabado como tá a UI do Windows 10 atualmente, é melhor nem começar

@Comentador

Painel de Controle é o mesmo desde o Windows Vista, pelo amor né Microsoft.

R F (@R_F)

Se que você não pediu, mas minha opinião é: para mim o “novo painel” é horrível, irresponsivo e feito para usuários idiotas, porque esconde muita coisa que um usuário avançado geralmente procura. Se for pra continuar na cagada que está virando, melhor manter o antigo mesmo.

Desde quando ter mais funcionalidade é pior do que visual mais bonito?

Agora um fato: pra sua felicidade (ou não), a Microsoft vem matando aos poucos o antigo painel.

Tori Niwikari (@Tori)

Acredito que essa tal “mudança” irá demorar mais ainda.
Fluent Design está inacabado e em constante desenvolvimento. Microsoft não larga o pé do container de retrocompatibilidade, e por fim, não existem muitos aplicativos feitos exclusivamente para serem otimizados para Windows (Igual MacOS big sur/Catalina)

Eu estava a meses atrás usando ambos sistemas, e Windows me parece um Fusca que sempre troca sua carcaça, mas o interior é o mesmo.
A sensação do sistema não ter evoluído é grande. Até o Linux conseguiu ter melhorias em questão de aparência (mesmo que ainda rode em um programa do século passado - XORG.org)

Windows infelizmente está na filosofia de “Se está bom, não mexa”

Douglas Charles Cunha (@Genumano)

Eu sempre personalizo meu Windows, pois acho o visual antiquado.
Não uso barra de tarefas, tenho a licença do Object Dock e acho fantástico.
Se a Microsoft tirar a barra de tarefas ou permitir sua personalização total para funcionar como uma dock, já será excelente.
Outra coisa que também detesto é o menu iniciar que não faço questão de uso. Só vejo ele quando vou pesquisar algo.

Paulo Maciel (@pymaciel)

Que essa seja a atualização definitiva em termos de design do Windows, no sentido de atualizar realmente todas as áreas do sistema, e não ter o design de 3 gerações coexistindo. A Microsoft fez um excelente trabalho no Windows 10, mas precisa urgentemente unificar o design de seu OS.

gabrielcarlos (@gabrielcarlos)

Não é só no visual que o Windows 10 erra. Ainda tem vários pontos deficientes como a interface de conexão com dispositivos bluetooth que me faz conectar em TVs que sabe-se lá de onde são ao invés de conectar com meu fone, que fica mudando de lugar na lista a medida que novas TVs e dispositivos são detectados ao invés de ficar fixo numa categoria “dispositivos pareados”. Além disso, a porcentagem de bateria do dispositivo de áudio só é visível em Configurações > Dispositivos > Bluetooth e outros dispositivos, o que não é nada prático.

Sem falar na inconsistência, como nas barras de rolagem que são diferentes em cada canto do sistema e o controle de mídia com design do Windows 8 que é no canto superior esquerdo quando desbloqueado e no canto inferior direito (sem os círculos ao redor dos botões e com a miniatura no lado oposto) na tela de bloqueio…

Windows 10 parece uma construção inacabada, sem prazo de entrega e com limitações de verba e mão de obra.

Exibir mais comentários