Início » Negócios » Americanas e Submarino planejam 300 lockers de encomendas para 2021

Americanas e Submarino planejam 300 lockers de encomendas para 2021

B2W, dona de Americanas e Submarino, levará mais armários para estações de metrô, postos de gasolina e lojas físicas

Victor Hugo SilvaPor

A B2W pretende ampliar a oferta de lockers para retirada de encomendas de suas quatro empresas: Americanas, Submarino, Shoptime e Sou Barato. Após alcançar a marca de 81 armários em 2020, o grupo pretende chegar a 300 pontos em 2021. O objetivo é dar mais liberdade para os clientes escolherem a melhor maneira de receberem seus produtos.

Locker das Americanas (Imagem: Divulgação/B2W)

Locker das Americanas (Imagem: Divulgação/B2W)

Os lockers permitem definir o horário para retirar os produtos e podem ser uma alternativa caso estejam no caminho do trabalho, por exemplo. Com a expansão planejada pela B2W, os armários inteligentes serão levados para mais estações de metrô, postos de gasolina e unidades das Americanas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Ao realizar uma compra e escolher pela retirada no lockers, a loja envia um QR Code que é usado para desbloquear o armário. Segundo a B2W, o processo pode ser feito em cerca de 15 segundos. Além de servirem para receber encomendas, os pontos podem ser usados para realizar trocas e devoluções de produtos.

Locker das Americanas (Imagem: Divulgação/B2W)

Locker das Americanas (Imagem: Divulgação/B2W)

Correios também investem em lockers

Os Correios também começaram a trabalhar com lockers. Em outubro, a empresa instalou o primeiro ponto de retirada em Paranoá (DF), que não conta com uma agência física. Para usar o serviço, é preciso buscar o CEP do armário no site ou app da estatal e inserir este dado, além do CPF no campo “complemento”, antes de concluir a compra pela internet.

Em dezembro, os Correios levaram mais dois armários para a cidade do Rio de Janeiro e um para Niterói. A empresa planeja terminar o primeiro semestre de 2021 com 53 armários funcionando no estado do RJ e 10 no DF. O plano de expansão também prevê a chegada a mais cidades do países e a liberação de mais funções nos armários.

Locker dos Correios na Central do Brasil (Imagem: Marcela Castro/Correios/RJ)

Locker dos Correios na Central do Brasil (Imagem: Marcela Castro/Correios/RJ)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

🤷‍♀️ (@xavier)

Se os lockers usarem o mesmo princípio do “retirar na loja”, onde cobra praticamente o frete cheio, vai ser uma beleza #sqn.

@ksio89

Já ia reclamar disso, mas você foi mais rápido. Pelo que me falaram, a retirada é cobrada porque, ao contrário da Magalu e Via Varejo, que enviam o produto para a loja, o frete é grátis somente se produto já estiver disponível em uma loja física próxima do CEP consultado.

Se não estiver, ele é enviado de outro estado com retirada custando quase o mesmo de receber em casa.