Início » Aplicativos e Software » O que é stalkear?

O que é stalkear?

Perseguição; saiba o que é stalkear e qual o limite para a curiosidade saudável e quando se transforma em obsessão

Leandro Kovacs Por

Quando a curiosidade ou afeição podem se tornar perigosas? Veja abaixo o que é stalkear, qual a origem dessa palavra tão utilizada e como ela remete a obsessões destrutivas que podem gerar danos psicológicos e emocionais, tanto para as vítimas como para os próprios perseguidores.

Cyberstalking é a modalidade de stalkear na internet (Imagem: Nahel Abdul Hadi/Unsplash)
Cyberstalking é a modalidade de stalkear na internet (Imagem: Nahel Abdul Hadi/Unsplash)

O que é stalkear?

A origem do termo vem do verbo em inglês to stalk. O ato de praticá-lo é o stalking, expressão muito utilizada ao se referir a caçadas e perseguições. Resumindo, stalkear é o ato de perseguir continuamente uma pessoa como se ela fosse uma presa fugindo do predador, o stalker.

Na internet

Apesar do termo não se referir apenas a perseguições na internet, se popularizou ganhando até nome próprio cyberstalking. Stalkear na internet é o ato de abusar das informações pessoais de outras pessoas, como localização, relacionamento, postagens, com a finalidade de interagir excessivamente sem a vontade do outro.

Na era interconectada que estamos, com diversas mídias sociais, GPS, a perseguição do stalker ficou mais simples. Por acaso, uma pessoa posta uma foto alegre que está em determinado local, o perseguidor vai até o lugar para forçar um encontro, fingindo casualidade ou se escondendo para obter informações e fazer pressão psicológica depois sobre a vítima.

Curiosidade x stalkear

É comum e normal, termos algum tipo de curiosidade pela vida de outras pessoas: amigos, ídolos, relacionamentos anteriores. Mas, quando isso se torna uma obsessão, prejudicando a princípio o perseguidor, que desiste de viver para acompanhar o outro ou prejudicando o alvo quando o stalker toma atitudes no mundo real e oferece perigo para a vítima, emocionalmente ou fisicamente, então o caso se transforma em stalkear.

Stalkear é perseguir alguém sem limites (Imagem: Alex Plesovskich/Unsplash)
Stalkear é perseguir alguém sem limites (Imagem: Alex Plesovskich/Unsplash)

Difícil mensurar

Já estamos tão acostumados a nos expor na internet, o que compramos, com quem saímos ou onde ficamos, a linha que divide a curiosidade de stalkear é bem difícil de distinguir. Basicamente, o ato de stalkear se configura quando o perseguidor utiliza das informações para prejudicar ou forçar algo com a vítima, gerando constrangimento.

A pessoa com comportamento stalker que não interage de forma direta ou persegue fisicamente a vítima, está prejudicando somente a si, caso patológico, terapias podem ajudar.

Se a vítima do perseguidor está se sentindo oprimida, sendo ofendida, abordada, ou constrangida, vale a pena registrar um boletim de ocorrência para ajudar no caso de problemas futuros. O ato de stalkear em si não configura crime, mas atitudes mais agressivas podem ser tipificadas em outras modalidades de crimes cobertas pela Lei.

Cuidado com as informações postadas protege contra stalkers (Imagem: Rami Al Zayat/Unsplash)
Cuidado com as informações postadas protege contra stalkers (Imagem: Rami Al Zayat/Unsplash)

Como se prevenir dos predadores virtuais

A melhor maneira é viver a vida offline, mas como é difícil, algumas dicas são recorrentes:

  • Não aceite qualquer pessoa como “amigo”: nas redes sociais, isso acontece e o perfil pode ser tanto um fake do perseguidor, como alguém que o está ajudando;
  • Desligue seu GPS para fotos e postagens: caso seja muito importante colocar onde está, digite. Não facilite a sua localização;
  • Evite postar coisas muito pessoais na rede: reflita, eu gostaria de enviar essa postagem para todos os humanos da terra? Em caso negativo, não publique, ou faça restrição de divulgação;
  • Faça o Registro de Ocorrência: na delegacia comum, se a perseguição for física e na de crimes digitais se for apenas cyberstalking. Não deixe sem registro. Nos casos físicos, é possível dar entrada na justiça para obter uma ordem de restrição e aproximação.

Stalkers nas telas

  • You (Netflix): a história acompanha Joseph Goldberg ou “Joe”, gerente de uma livraria em Nova York, que ao se apaixonar alimenta sua obsessão tóxica usando redes sociais e outras tecnologias para rastrear a presença do alvo e remover quaisquer obstáculos no seu romance;
  • Stalker (2014): A personagem Maggie é chefe de uma divisão especial da Polícia de Los Angeles que investiga casos de stalkers e terror psicológico;
  • Night Stalker (Netflix): a série conta a história de Richard Ramirez, o personagem real que já foi tema de uma das temporadas da série American Horror Story, e agora terá sua vida e seus crimes contados exclusivamente em uma série documental, os crimes e a caçada da polícia para evitar novas vítimas.

Agora que já sabemos o que é stalkear, podemos nos prevenir e mudar nosso comportamento se estivermos nos sentindo ameaçados. Fique atento!

Com informações: Cambridge Dictionary, Jusbrasil

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando