Início » Finanças » Bitcoin sofre maior queda diária em dólares já registrada

Bitcoin sofre maior queda diária em dólares já registrada

Bitcoin sofre desvalorização de US$ 9 mil nesta segunda-feira; Bank of America alerta que criptomoeda pode ser bolha

Bruno IgnacioPor

O preço do bitcoin encostou nos históricos US$ 42 mil no dia 8 de janeiro e então passou por uma forte correção nesta segunda-feira. Hoje, a criptomoeda caiu mais de US$ 9 mil em um período de apenas 24 horas, configurando a maior desvalorização diária em dólares já registrada.

Bitcoin (imagem: Karolina Grabowska/Pexels)

Bitcoin (imagem: Karolina Grabowska/Pexels)

O ativo digital valia US$ 39.845 no domingo, conforme aponta o índice Coindesk. Nesta segunda, a criptomoeda atingiu seu mínimo de US$ 30.305, registrando a maior queda diária da história, de US$ 9.540. A moeda digital recuperou o fôlego desde então.

Queda repentina no preço do bitcoin já ocorreu

Dmitrii Ushakov, diretor comercial da BitRiver, empresa de equipamento de mineração de criptomoedas, afirmou ao Decrypt que “esta queda no preço não deve parecer incomum para ninguém que vem acompanhando o mercado desde o boom de 2017”. Entre 9 de novembro e 13 de novembro de 2017, o bitcoin caiu cerca de 20%.

Este tipo de correção é de se esperar após vários dias de alta. Tanto investidores institucionais quanto do varejo veem a oportunidade de venda conforme recordes de preço são batidos, enquanto isso mais compradores entram no mercado sendo atraídos pelo boom e pela especulação.

Após o máximo histórico de US$ 41.962 da sexta-feira, o preço da criptomoeda teve variações leves para então cair drasticamente nesta segunda, uma vez que a maioria das corretoras não operam no final de semana. Porém, em apenas duas horas, das 13h às 15h de hoje, o bitcoin se valorizou em mais de US$ 3 mil, indicando que investidores viram novamente a oportunidade de compra do ativo quando atingiu seu mínimo.

Bank of America alerta que bitcoin pode ser bolha

O estrategista-chefe de investimentos do Bank of America, Michael Hartnett, afirmou em relatório que o bitcoin poderia ser a “pior de todas as bolhas”. Ele ressalta que uma alta de cerca de 1.000% em um período de dois anos é muito maior que a maioria dos ativos que também passaram por valorizações drásticas.

Harnett aponta que assim como já ocorreu com outros alvos de investimentos, após sucessivas altas a queda é iminente, como aconteceu com o ouro nos anos 70 ou com o mercado imobiliário nos anos 2000. O estrategista publicou sua análise ainda na semana passada, durante as sucessivas altas. Ele não chegou a prever especificamente esta queda de hoje, mas afirmou que o bitcoin se comporta de maneira cada vez mais especulativa e alertou investidores.

Com informações: CNN, Decrypt.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Nicolas Gleiser (@Nicolas_Gleiser)

botei um dinheiro de pinga e fiz 300 reais em 1 semana e meia, quando bateu em 42k de dólares eu vendi e em menos de 2 horas já estava caindo muito, dei sorte =D
Apostar em biticão é legal quando tu ganha hahahhaa

Stefano Sandes (@Stefano_Sandes)

Aqui na minha cidade tem bastante gente colocando dinheiro em “empresa de bitcoin” pra ganhar 10% ao mês. Não adianta tentar explicar, sempre que o BTC sobre as pessoas dizem: ta vendo"10% é até pouco. Ai vende carro, casa e tudo pra colocar. E como tem muito gente subindo o padrão de vida por causa disse, cada vez mais gente entra.

imhotep (@imhotep)

João M. (@RonDamon)

Com certeza o Bank of America não sabe de nada, Bitcoin é o futuro e blabla… Aham.