Início » Finanças » Investidor de bitcoin esquece senha e congela US$ 220 milhões

Investidor de bitcoin esquece senha e congela US$ 220 milhões

Primeiro diretor de tecnologia da Ripple recebeu 7.002 bitcoins em 2011 e hoje não sabe a senha para acessá-los

Bruno IgnacioPor

O programador Stefan Thomas se encontra na indesejável situação de ter cerca de US$ 220 milhões em bitcoin inacessíveis por esquecer a senha de sua carteira digital. Ele usava há dez anos um sistema de hardware de segurança físico chamado IronKey, que guarda suas chaves de acesso. O aparelho lhe dá apenas dez chances de acertar o código, esquecido há anos. Agora restam apenas duas tentativas antes que ele perca definitivamente mais de R$ 1 bilhão.

Bitcoin (imagem: Roger Brown/Pexels)

Bitcoin (imagem: Roger Brown/Pexels)

O primeiro diretor de tecnologia da Ripple, empresa responsável pela criptomoeda homônima (XRP), contou em entrevista ao The New York Times que em 2011 recebeu 7.002 bitcoins, os quais ele guardou em uma carteira digital cuja chave foi armazenada no aparelho de segurança IronKey. Thomas já tentou 8 vezes adivinhar a senha e falhou; mais dois erros e ele perderá definitivamente o acesso, e com isso sua fortuna.

Essa senha foi anotada em um papel que há muitos anos o programador perdeu. “Eu simplesmente ficava deitado na cama e pensava a respeito”, disse Thomas. “Então, eu ia para o computador com alguma estratégia nova, e não funcionava, e eu ficava desesperado novamente.”

Criptomoedas fazem usuário ser “próprio banco”

Um dos fundamentos tecnológicos por trás de moedas digitais descentralizadas como o bitcoin é transformar o usuário no administrador total do seu dinheiro, mas isso também vem com responsabilidades extras. Segundo Thomas, “a razão de termos bancos é que não queremos lidar com todas as coisas que eles fazem”.

Utilizar empresas que mediam criptoativos e seus compradores hoje em dia é algo muito mais seguro e acessível do que em 2011. Bancos e carteiras digitais como o PayPal podem fornecer ao usuário serviços de lembrete ou redefinição de senhas. Dez anos atrás, Thomas utilizou o próprio sistema do bitcoin, que permite que qualquer pessoa crie uma carteira sem ter que se registrar em uma instituição financeira ou passar por qualquer tipo de verificação de identidade.

Por mais que o programador esteja hoje em uma situação complicada envolvendo seus bitcoins, Thomas já teve muitos ganhos em criptoativos ao longo de sua carreira. Ele ingressou em 2012 na empresa ainda iniciante no setor de criptomoedas Ripple, desenvolvedora da XRP, moeda que hoje se valorizou muito. Se tornando seu primeiro diretor de tecnologia, ele foi bem recompensado pelo ativo digital.

Bitcoins ainda podem ser salvos

Por mais que Stefan Thomas tenha perdido sua senha do IronKey, ele confiou o dispositivo a uma “instalação segura” não especificada. O programador espera que criptógrafos descubram ao longo dos anos uma maneira para quebrar combinações muito complexas.

Ele também conta ao jornal que manter a distância do aparelho o ajuda a pensar menos sobre isso. “Cheguei a um ponto em que disse a mim mesmo: deixe para lá, apenas pela sua saúde mental”.

Com informações: The New York Times

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

Essa história me fez lembrar dessa outra aqui:

Senha tem esse problema, mesmo se você usar um gerenciados de senhas.

LekyChan (@LekyChan)

uai pq ele não colocou esse papel num cofre ou algo do tipo? ele chegou a comprar um dispositivo de segurança e tudo

Sammy (@Sammy)

Um lastpass resolvia o problema, mas não, prefere salvar na porra de um papel, tinha que se foder mesmo.

Sammy (@Sammy)

Não acho, o proposito do gerenciador é você ter uma chave mestra, e sua única missão é lembrar da preula da senha pra acessar o resto, tu só se ferra com gerenciador se tu for um acéfalo ou tiver alzheimer.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Mas basicamente é o que ele fez, usou um gerenciador de senha baseado em hardware e esqueceu a senha do equipamento.

Gustavo Vieira Theml (@gustavo_vieira)

Putz. E eu me martírizando por perder 50 reais na rua uma dia desses.

@teh

pague 5 milhoes pra um hacker e quem sabe eles consigam desbloquear com alguma solução

Sammy (@Sammy)

Já é um problema de memoria então, única missão de quem usa gerenciador é lembrar a senha mestre.

Eu (@Keaton)

os quais ele guardou em uma carteira digital cuja chave foi armazenada no aparelho de segurança IronKey. Thomas já tentou 8 vezes adivinhar a senha e falhou; mais dois erros e ele perderá definitivamente o acesso, e com isso sua fortuna.

Mas como funciona esse Iron Key? Não teria como fazer uma imagem byte por byte do pendrive e do firmware para depois tentar e restaurar se desse errado?

É só tu usar um outro gerenciador de senha pra armazenar a senha deste primeiro. hahaha

Mateus B. Cassiano (@mbc07)

Esses dispositivos costumam ter diversas proteções contra violações a nível de hardware. Qualquer tentativa de extração ou manipulação ele provavelmente destrói todos os dados permanentemente…

Eu (@Keaton)

Pensando bem, isso faz sentido. Ainda mais se tu extrair usando algum software no Windows.
Mas e se extrair os chips e dumpar-los? Teóricamente falando, deveria dar.

² (@centauro)

Ou se perder os arquivos.
Merdas acontecem.

Tem que ver como é a construção do hardware em si.
Se não me falha a memória existia um jeito de isolar o chip de um jeito que simplesmente não tem como tirá-lo ou sequer acessá-lo sem destruí-lo. Acho que eles cobriam o chip com algum material louco lá que tornava o processo de extração do chip quase impossível.