Início » Internet » Twitter oculta post de Bolsonaro sobre COVID-19 por considerá-lo enganoso

Twitter oculta post de Bolsonaro sobre COVID-19 por considerá-lo enganoso

Tweet de Bolsonaro tem link para artigo que promove soluções sem comprovação científica contra COVID-19

Victor Hugo Silva Por

O Twitter sinalizou nesta sexta-feira (15) uma publicação em que Jair Bolsonaro promove soluções sem comprovação científica contra a COVID-19, como a hidroxicloroquina e azitromicina. O post continua no ar, mas com um aviso de que contém “informações enganosas e potencialmente prejudiciais relacionadas à COVID-19”. Além disso, a rede social indicou que o link presente no tweet pode ser inseguro.

Jair Bolsonaro (Imagem: Marcos Corrêa/PR)

Jair Bolsonaro (Imagem: Marcos Corrêa/PR)

“Este Tweet violou as Regras do Twitter sobre a publicação de informações enganosas e potencialmente prejudiciais relacionadas à COVID-19”, diz o aviso no post de Bolsonaro. “No entanto, o Twitter determinou que pode ser do interesse público que esse Tweet continue acessível.”

Devido a essa restrição, não é possível curtir o tweet em questão, nem responder a ele, apenas retuitá-lo com comentário. A ideia é evitar que ele se espalhe mais.

Post de Jair Bolsonaro tem aviso por violar regras (Imagem: Reprodução/Twitter)

Post de Jair Bolsonaro tem aviso por violar regras (Imagem: Reprodução/Twitter)

O tweet de Bolsonaro inclui um vídeo em que o comentarista Alexandre Garcia promove o artigo. O presidente, por sua vez, defendeu um tratamento precoce contra a COVID-19 a base de antimaláricos, que, segundo ele, pode “reduzir a progressão da doença” e “prevenir a hospitalização”.

Tweet de Jair Bolsonaro com link sinalizado (Imagem: Reprodução/Twitter)

Tweet de Jair Bolsonaro com link sinalizado (Imagem: Reprodução/Twitter)

Aqui, vale ressaltar que o tratamento precoce contra a COVID-19 não é recomendado por profissionais. Até o momento, remédios como cloroquina, hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina, e métodos como ozônio por via retal, não apresentaram benefícios. Para piorar, alguns deles podem causar efeitos coletarais para os pacientes.

É o que apontou a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) na quinta-feira (14). “Não existe comprovação científica de que esses medicamentos sejam eficazes contra a COVID-19”, diz a entidade. O posicionamento está alinhado com órgãos como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Link publicado por Bolsonaro é marcado como inseguro

Além disso, quem tenta acessar o link presente no tweet de Bolsonaro é levado para uma página com um alerta. “O link que você está tentando acessar foi identificado pelo Twitter ou nossos parceiros como sendo potencialmente spam ou inseguro”, diz.

Twitter sinaliza link em tweet de Bolsonaro (Imagem: Reprodução/Twitter)

Twitter sinaliza link em tweet de Bolsonaro (Imagem: Reprodução/Twitter)

Essa mensagem pode aparecer quando o link aponta para “conteúdo violento ou enganoso capaz de acarretar danos na vida real”. A rede social também indica que pode classificar como perigosos os links mal-intencionados que tentam roubar informações pessoais, os que apresentam spam e os que apresentam conteúdo que seria proibido se fosse publicado diretamente na plataforma.

Vale lembrar que na semana passada o Twitter baniu a conta de Donald Trump. Na ocasião, a empresa explicou que comportamentos do presidente dos Estados Unidos na plataforma estavam incitando a violência no país, o que representa uma violação de sua política.

Atualizado às 20h50

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
14 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

brad (@brad)

Que vergonha de ser brasileiro ultimamente.
Mas em breve esse miliciano vai voltar pra latrina política de onde saiu.

🤷‍♀️ (@xavier)

Aguardando de dedos cruzados pra todas redes banirem ele também.
Esse cidadão só presta desserviço mesmo.

² (@centauro)

Até onde eu sei, os remédios em questão até podem ser usados no tratamento, mas eles não são a primeira opção.
Elas são usadas mais pra frente quando os outros tratamentos com comprovação de eficácia maior não surtem efeito no paciente e as alternativas vão acabando.

Ou seja, se usa quando a esperança está acabando porque os outros tratamentos não funcionaram para o paciente.
Agora, como primeira opção de tratamento, até onde eu saiba não só não é utilizado como também não é recomendado.

Então você ter algum conhecimento sobre a situação ajuda a você decidir se vale a pena procurar uma segunda opinião.

Se você prefere seguir a opinião do primeiro médico cegamente, seja qual for o motivo (não quer pesquisar ou simplesmente não tem tempo por ser uma emergência), beleza. Faça de maneira consciente e boa. Não afeta os outros diretamente nem nada.

André Cardoso (@andre)

Que delícia, finalmente chegou nele. Espero que tenha o mesmo destino do Trump.

🤷‍♀️ (@xavier)

Detalhe, alguns estão usando como prevenção, o que é ainda mais preocupante.

Rafael Salgado (@rafasalgado)

Twitter vai segurar até a coisa ficar insustentável com ele tb…

Júlio Tenório (@JulioTenorio)

O próprio artigo afirma que faltam dados pra saber a eficácia. Além de que precisar de uma dose absurda pra chegar no resultado obtido nos testes in vitro. Infelizmente não consigo ver isso muito positivamente.

Fora o povo tomando isso sem acompanhamento médico, o que pode trazer complicações no futuro.

Felipe Ventura (@felipe)

Não é isso o que diz o comunicado do NIH (National Institutes of Health), órgão do governo dos EUA responsável por pesquisas médicas e de saúde pública. Eis o que ele diz (grifo meu):

… atualmente, não há dados suficientes para recomendar a favor ou contra o uso de ivermectina para o tratamento de COVID-19. São necessários resultados de ensaios clínicos com potência adequada, bem concebidos e bem conduzidos para fornecer orientações mais específicas e baseadas em evidências sobre o papel da ivermectina no tratamento de COVID-19.

Isso não é uma recomendação para usar a ivermectina.

Igor (@igor_meloil)

Grande dia
Nesse ritmo até ano q vem tem ban, ele não sabe ficar calado, mto menos o tonho da lua filho dele

Eu (@Keaton)

Uh… coincidencia infeliz. Eu nasci em 85, porém dois meses após o final da ditadura militar, e até hoje não vi um presidente que tenha feito um mandato perfeito ou ao menos decente… e eu ainda lembro da época pré-real e aquela inflação linda… toda a remarcação das notas… o racionamento de comida e etc…
O menos pior foi o do Itamar Franco, que criou o plano real e conseguiu dar um jeito na economia brasileira por um tempo.
Ps.: não tenho saudades da ditadura e nem nego a existência dela simplesmente porque ela não me afetou ou afetou meus parentes. A ditadura militar não trouxe absolutamente nada de bom. E a do Vargas só trouxe as leis trabalhistas, mas se colocar na balança tudo que aconteceu… foi uma perda maior que o ganho.

Espero que tenhamos um terceiro impedido logo logo, porque sério… até o Tiririca errou. Pior que estava, fica sim.