Início » Celular » Como ver a saúde da bateria do iPhone

Como ver a saúde da bateria do iPhone

Preocupado com a bateria do iPhone? Saiba como ver a saúde do componente e o que os números significam na prática

Lucas LimaPor

Desde o iPhone 6 com iOS 11.3, a Apple passou a incluir dados sobre a saúde da bateria do telefone nos Ajustes, a fim de informar os usuários quanto a qualidade atual do componente. Esses dados são úteis para mensurar se o dispositivo ainda está na sua capacidade máxima ou já apresenta perdas de desempenho, seja para providenciar uma troca ou negociar o valor da venda do iPhone.

iPhone 12 Pro e carregador homologado pela Anatel (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

iPhone 12 Pro e carregador homologado pela Anatel (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Como ver a saúde da bateria do iPhone

  1. Acesse os Ajustes;
  2. Toque em “Bateria”;
  3. Selecione a opção “Saúde da Bateria”;
  4. Confira as informações de capacidade.
Saúde da bateria do iPhone (Imagem: Reprodução/Apple)

Saúde da bateria do iPhone (Imagem: Reprodução/Apple)

Esses são os passos para verificar a saúde da bateria do iPhone. O iOS ainda oferece algumas previsões em relação ao que o resultado pode influenciar, desde menos horas de uso entre cargas até desligamentos inesperados.

O que os números da bateria significam?

A porcentagem exibida na seção da saúde da bateria do iPhone equivale à integridade do componente. Se ele está novo, por exemplo, óbvio que estará em 100%. De acordo com a Apple:

À medida que envelhece quimicamente, a bateria apresenta uma redução da capacidade, que pode resultar em menos horas de uso entre as cargas. Dependendo do tempo entre a fabricação e a ativação do iPhone, a capacidade da bateria pode apresentar um valor um pouco inferior a 100%.

Ainda segundo a empresa, uma bateria normal reterá até 80% da capacidade total com até 500 ciclos de carga — lembrando que ciclos são contados conforme toda a bateria é recarregada, não até o contador chegar em 100%. Em estimativas rasas, se um iPhone descarregar completamente a bateria todos os dias, 500 ciclos podem equivaler a 500 dias de uso com capacidade máxima.

Conforme a porcentagem da capacidade diminui, abaixo de 80%, o desempenho do iPhone pode ser reduzido, assim como a duração da bateria entre as cargas, ou seja, será necessário recarregar o iPhone com mais frequência. Segundo a Apple, esse é um desgaste natural, o envelhecimento químico do componente.

Em relação ao desempenho, quando há um desgaste da bateria, alguns componentes podem não conseguir obter energia de forma instantânea, devido a resistência da energia ao percorrer o circuito. “Uma bateria com alta impedância pode não ser capaz de fornecer energia suficiente para o sistema que precisa dela”, afirma a empresa.

A impedância da bateria pode aumentar se a bateria tiver maior idade química. A impedância da bateria aumenta temporariamente em um estado de pouca carga e em ambientes de temperatura fria. Com uma maior idade química, o aumento da impedância será mais significativo. Essas são características químicas da bateria, que são comuns a todas as baterias de íon de lítio da indústria.

Bateria dos iPhone 12 (Imagem: Reprodução/iFixit)

Bateria dos iPhone 12 (Imagem: Reprodução/iFixit)

Por que o iPhone desliga inesperadamente?

O iOS faz um gerenciamento de energia dos componentes, envia carga para aqueles que precisam de acordo com a tarefa executada pelo usuário, mantendo o bom funcionamento do iPhone.

Quando o funcionamento não pode mais ser mantido com a capacidade total do sistema de gerenciamento de energia, o sistema faz um desligamento para preservar esses componentes eletrônicos. Embora esse desligamento seja intencional da perspectiva do dispositivo, ele pode ser inesperado para o usuário.

Esse gerenciamento de energia do iOS é o que pode afetar o desempenho do aparelho, para que ele possa continuar sendo usado sem que seja necessário passar por um desligamento inesperado. Por isso que, quando a bateria tem maior idade química ou está com pouca carga, é notável a queda do desempenho.

Esse gerenciamento de desempenho analisa uma combinação de temperatura do dispositivo, estado de carga da bateria e impedância da bateria. Se essas variáveis exigirem, o iOS gerenciará dinamicamente o desempenho máximo de alguns componentes do sistema, como CPU e GPU, para evitar desligamentos inesperados.

Em alguns casos, o usuário não notará diferenças no desempenho diário do dispositivo. O nível de mudança percebida dependerá de quanto gerenciamento de desempenho será necessário para um determinado dispositivo.

Essas mudanças variam de acordo com a situação: no caso de temperaturas extremas e baixa carga, o gerenciamento de energia e desempenho é temporário; já em relação ao desgaste da bateria, a mudança é duradoura, sendo necessária a substituição do componente para solução do problema.

É possível ver a saúde da bateria desde o iPhone 6, modelo que já conta com o gerenciamento de energia do iOS.

Com informações: Apple.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação