Início » Saúde » Bill Gates e Amazon querem ajudar Biden com vacina contra COVID-19

Bill Gates e Amazon querem ajudar Biden com vacina contra COVID-19

No Twitter, Bill Gates e Amazon destacaram a importância da vacinação e se colocaram à disposição do presidente dos EUA

Victor Hugo SilvaPor

Depois da posse de Joe Biden, Bill Gates e Amazon se colocaram à disposição para apoiar o novo presidente dos Estados Unidos nas ações para reduzir a propagação da COVID-19. No Twitter, ambos destacaram a importância da vacinação e afirmaram que pretendem contribuir nos esforços contra a pandemia.

Bill Gates

Bill Gates

Em sua mensagem, Gates também chamou a atenção do novo presidente americano para as pautas ambientais. “Estou ansioso para trabalhar com o presidente Joe Biden e a vice-presidente Kamala Harris para enfrentar alguns dos nossos desafios mais difíceis, como a COVID-19 e as mudanças climáticas”, afirmou o fundador da Microsoft.

“Com americanos trabalhando juntos em todo o país, mais pessoas tomarão a vacina contra a COVID-19 todos os dias, aproximando-nos de uma época em que a vida parecerá muito mais normal. Até lá, podemos retardar a propagação do vírus e salvar vidas mantendo o distanciamento e usando máscaras”, continuou.

Em 2020, o empresário mudou o foco da Fundação Bill e Melinda Gates para se concentrar em ações para combater a COVID-19. A organização destinou ao menos US$ 150 milhões para a produção de 100 milhões de doses de vacinas para 92 países considerados de baixa e média renda.

Gates comentou ainda que Biden deu um importante passo ao recolocar os EUA no Acordo de Paris, em que países definem suas metas para reduzir emissões de carbono. “Embora a COVID-19 continue legitimamente a dominar a agenda, os Estados Unidos também têm a oportunidade de liderar o mundo para evitar um desastre climático”.

Amazon promete ajuda contra COVID-19

Amazon (Foto: Divulgação)

Amazon (Foto: Divulgação)

A Amazon também usou o Twitter para sugerir ações para o novo presidente americano. A empresa afirmou que deseja ajudar Biden no objetivo de vacinar 100 milhões de pessoas nos EUA em seus 100 primeiros dias de governo. A gigante do varejo defendeu ainda que trabalhadores essenciais em seus quadros sejam vacinados o quanto antes.

A companhia afirmou que tem um acordo com uma empresa de saúde para aplicar vacinas em suas instalações. “Além disso, estamos preparados para aproveitar nossa operação, tecnologia da informação, capacidade de comunicação e experiência para auxiliar nos esforços de vacinação de seu governo”, indicou o chefe de varejo da Amazon, Dave Clark.

No comunicado, a Amazon afirmou que sua escala permite causar um impacto significativo na luta contra a COVID-19. “Temos o compromisso de auxiliar os esforços de vacinação de sua administração, enquanto trabalhamos juntos para proteger nossos funcionários e continuar a fornecer serviços essenciais durante a pandemia”, afirmou a empresa.

Com informações: CNET (2).

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando