Início » Carro » Ford e BMW usarão blockchain contra fraudes com veículos usados

Ford e BMW usarão blockchain contra fraudes com veículos usados

Novo sistema de identificação de veículos em blockchain registra histórico completo do carro e evita fraudes

Bruno IgnacioPor

Algumas das maiores montadoras de carros do mundo, entre elas a BMW e a Ford, irão adotar a tecnologia blockchain para evitar práticas ilegais no mercado de veículos usados. Uma iniciativa do Mobility Open Blockchain Initiative (MOBI) irá criar um registro de dados de veículos que contenha todo o histórico de manutenção e documentação.

Ford Logo (imagem: Mike Mozart/Flickr)

Ford Logo (imagem: Mike Mozart/Flickr)

A MOBI é uma entidade sem fins lucrativos que visa aprimorar o mercado automotivo, tornando-o mais sustentável, acessível e seguro através da tecnologia blockchain. Trata-se de um consórcio de montadoras que inclui a BMW, Ford, General Motors, Hyundai, Honda e outros.

O novo sistema de registro é global e imutável, armazenado e fixado em rede blockchain. Desta maneira, práticas como ocultação de acidentes de trânsito, dano por enchentes, mal uso, quilometragem adulterada e até mesmo clonagem de veículos devem ser evitadas.

“A BMW, Ford e outros líderes de transporte e blockchain querem diminuir essas práticas unindo forças com uma ambiciosa startup sem fins lucrativos que desenvolve tecnologia para rastrear e proteger melhor as verdadeiras identidades dos veículos”, diz comunicado à imprensa.

Novo padrão de identificação de carros

Para criar uma “carteira de identidade” para veículos, a MOBI desenvolve o chamado VID II (“Vehicle Identification”). Esse sistema permite o registro do carro em rede blockchain e integrará as informações coletados de múltiplos bancos de dados de diferentes países. Desta maneira, se impossibilita que veículos roubados em um país sejam revendidos em outro, uma vez que o histórico será público.

“O VID II é o alicerce para um futuro com mais transparência, eficiência e segurança no registro e manutenção de veículos. Uma documentação mais confiável pode abrir oportunidades de aumento de valor de mercado para o vendedor e uma maior sensação de segurança para o comprador. Já as agências que processam registros de veículos colherão os benefícios de um trâmite mais eficiente e do rastreamento de histórico”, afirma a MOBI.

Por mais que os líderes da iniciativa sejam a Ford e a BMW, o consórcio também conta com o apoio de outras grandes empresas como IBM, Honda, Bosch, Hitachi, General Motors e Hyundai.

Montadoras comentam nova tecnologia

De acordo com Cynthia Flanigan, diretora da Ford, a empresa “acredita que esta pesquisa em tecnologia de identidade de veículos pode levar a melhores experiências de proprietários”. A executiva complementa que também pensa que o VID II pode simplificar a burocracia na compra de carros usados no futuro.

Andre Luckow, chefe de tecnologias emergentes da BMW, também comenta: “Nós nos esforçamos para criar soluções digitais perfeitas. A arquitetura de referência no padrão VID II é crucial na transição para um ecossistema de mobilidade confiável e sem atrito”.

Com informações: Exame

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@Diego1

É para evitar fraudes abiguinho, é sim.

Igor Lana de Melo (@igor_meloil)

A essa altura blockchain virou buzzword já, vão dizer que vão usar (talvez até usem mesmo) em tudo que podem, mesmo que haja um total de 0 necessidade só pra dizer q são modernos. Além de compartilhar do raciocício do colega acima…