Início » Celular » Samsung Galaxy M21s: visual discreto e cérebro poderoso

Samsung Galaxy M21s: visual discreto e cérebro poderoso

Com visual simples, Samsung Galaxy M21s se sobressai pelo custo-benefício, tela super AMOLED e pela bateria de 6.000 mAh

Darlan HelderPor
Nota Final8.9
Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Desde o seu lançamento, o Samsung Galaxy M21s tem despertado o interesse de muitos consumidores devido ao custo-benefício atraente, mas não é só isso. Assim como o Galaxy M31, o novo membro da família M recebeu uma bateria enorme de 6.000 mAh, além de tela AMOLED de 6,4 polegadas, 4 GB de RAM, câmera tripla, sendo a principal de 64 MP, e processador Exynos 9611, chip que também equipa o Galaxy A51, que é mais caro.

Enquanto eu produzia este review, o M21s aparecia por R$ 1.200 no varejo. Vale desembolsar isso? Será que é o fim de outros bons intermediários, como o Galaxy A21s e até o Moto G9 Play? Eu avaliei o intermediário da Samsung nas últimas semanas e conto as minhas impressões neste review.

Análise do Samsung Galaxy M21s em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente de tecnologia que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises de produtos são opinativas e não possuem nenhuma intenção publicitária. Por isso, sempre destacamos de forma transparente os pontos positivos e negativos de cada produto.

Nenhuma empresa, fabricante ou loja pagou ao Tecnoblog para produzir este conteúdo. Nossos reviews não são revisados nem aprovados por agentes externos. O Galaxy M21s foi fornecido pela Samsung por empréstimo. O produto será devolvido à empresa após os testes.

Design

O Galaxy M21s faz parte daquela estratégia da Samsung de vender aparelhos pertencentes a essa família apenas na internet, o que também pode explicar o preço mais generoso. Com isso, a empresa consegue manter um equilíbrio, oferecendo uma ficha técnica mais chamativa, que lembra os modelos mais completos da linha Galaxy A, porém com uma construção mais simples.

Uma coisa é fato: o M21s é muito parecido com o Galaxy M31, lançado no Brasil em julho do ano passado, e, claramente, a sul-coreana mostra que reaproveitou peças aqui. Ele tem um acabamento em plástico liso e adota a linguagem atual da marca com o módulo das câmeras em cooktop, e um leitor de impressões digitais centralizado.

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A versão em azul, que recebemos para teste, tem um efeito degradê na traseira, com a parte inferior escurecida. A Samsung não envia capinha na caixa, mas recomendo usar o acessório, pois esse material utilizado pela fabricante risca com muita facilidade.

Mesmo com uma bateria gigante de 6.000 mAh, o Galaxy M21s não é um smartphone extremamente encorpado; ele pesa 191 gramas, praticamente a mesma coisa do A21s. Para você ter uma ideia, o Moto G9 Power tem 221 gramas com uma espessura de 9,7 mm e o M21s tem 8,9 mm. Tudo isso para dizer que, de modo geral, o número gigante da bateria não se reflete na construção e na usabilidade, já que ele tem uma boa pegada e não pesa no bolso.

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A gaveta para chip e cartão de memória, localizada na lateral esquerda do telefone, permite usar dois cartões nano-SIM e um MicroSD juntos. Embaixo estão a porta USB-C, o alto-falante e uma entrada para fone de ouvido.

Tela e som

Enquanto o Galaxy M51 foi equipado com uma tela enorme de 6,7 polegadas, a Samsung fez diferente com o M21s que herdou o display do M31, porém isso não é um ponto negativo. Ele tem um excelente painel Super AMOLED de 6,4 polegadas, com resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels) e proporção 19,5:9.

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Trata-se de uma boa configuração com brilho forte, preto profundo e cores vivas. Em resumo, a tela entrega ótima imersão em várias atividades mobile, o que acaba deixando a concorrência para trás. As bordas são finas, existe um queixo mais saltado que não estraga a experiência de uso e, para abrigar a câmera de 32 megapixels, a marca optou por um notch em forma de gota, o famoso Infinity-U.

O alto-falante é mono e ao menos o volume é alto. Como diferencial, a Samsung entrega Dolby Atmos que pode ser ativado com um fone de ouvido conectado, no entanto eu percebi que não há uma experiência de som imersivo, mesmo utilizando um headphone. Então, o recurso extra é apenas ok.

Software

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Em dezembro, o Tecnoblog mostrou os celulares e tablets da Samsung prontos para receber o Android 11 nos próximos meses. Entretanto, algumas pessoas notaram que o M21s não aparecia na lista junto do M31 e do M51, mas fomos atrás de uma resposta. Eu conversei com a Samsung e a empresa confirmou que, sim, o M21s receberá o Android 11, porém a sul-coreana não compartilhou uma data para isso acontecer.

De fábrica, ele vem com Android 10 acompanhado da One UI Core 2.0, que é uma versão simplificada da One UI 2.0 e não oferece pasta segura nem Tela Edge, recursos presentes no Galaxy A51.

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

No mais, a interface continua parecida com a de outros aparelhos da marca. Como padrão, estão pré-instalados os principais aplicativos do Google, além de apps da Microsoft, de e-commerce chinês, de hotel, de transporte por aplicativo e outros exclusivos da Samsung, como o Global Goals e o Samsung Members.

Câmeras

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Diferentemente dos irmãos, o M21s não recebeu uma câmera macro. A meu ver, a Samsung acertou: é melhor remover essa lente que nem todo mundo usa e cortar custo do que introduzir e não proporcionar uma boa experiência (e elevar o preço). O sensor principal do smartphone tem 64 megapixels com abertura de f/1,8; a ultrawide tem resolução de 8 megapixels com abertura de f/2,2; por fim, tem o sensor de profundidade de 5 megapixels.

A câmera principal consegue entregar belas fotografias mesmo em cenários mais complexos. Nesta foto (abaixo), em um dia chuvoso, o M21s controlou bem a exposição, os ruídos e o nível de detalhamento foi satisfatório. Essa valorização está relacionada ao pós-processamento que tende a pesar na saturação, porém não estraga o resultado. O mesmo acontece com dias ensolarados, mas pude perceber que, nessa condição, as sombras ficam mais escurecidas.

Foto tirada com a câmera principal do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera principal do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera principal do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera principal do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera ultrawide do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera ultrawide do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera ultrawide do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A ultrawide tem um efeito legal, produz imagens mais quentes, sem aberrações cromáticas, entretanto a nitidez é um pouco prejudicada e as bordas são levemente distorcidas. Ainda assim, a atuação deve agradar a maioria dos consumidores.

Já o sensor de profundidade, também conhecido como foco dinâmico, se esforça e pode falhar em locais mais difíceis, onde há muita informação visual, especialmente. Em outros ambientes, o desempenho é convincente, seguindo a receita da câmera principal.

Foto tirada com a câmera principal + sensor de profundidade do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera principal + sensor de profundidade do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera principal + modo noturno do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera principal + modo noturno do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera principal + modo noturno do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera principal + modo noturno do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O modo noturno do M21s não é excelente, mas consegue ser melhor que o do Moto G9 Power. O aparelho da sul-coreana gera registros com ruído controlado, detalhes ressaltados, e deixa o céu mais natural. Ele só não sabe lidar muito bem com iluminação artificial, que pode sair estourada, mas, sinceramente, isso não me incomodou muito.

Na frente, a câmera frontal de 32 megapixels faz um bom trabalho, entregando selfies sem suavizar demais o rosto e o desfoque tende a sair mais natural. Apesar da granulação, as fotos em ambientes escuros saem boas.

Foto tirada com a câmera frontal do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera frontal do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera frontal do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Foto tirada com a câmera frontal do Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Hardware e bateria

Aqui dentro nós temos um processador próprio, o Exynos 9611, octa-core de até 2,3 GHz, que consegue executar boa parte dos aplicativos sem nenhuma dificuldade. Você vai conseguir rodar Facebook, Twitter, Instagram e YouTube sem impasses e a alternância entre eles é muito boa, lembrando que o M21s tem 4 GB de RAM. O armazenamento interno é de 64 GB, apenas, e acredito que este modelo poderia vir com 128 GB, concorda? Pelo menos ele aceita microSD de até 512 GB.

Se você gosta de games mobile, mas não é um jogador muito exigente, então pode gostar do desempenho do dispositivo para essa finalidade. Títulos leves operam tranquilamente e os mais pesados, como Asphalt 9, também atuam sem turbulência, mas com engasgos pontuais em alguns momentos, principalmente quando os detalhes estão no máximo.

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Eu, sinceramente, estou adorando a guerra dos números altos de bateria e a Samsung vem se sobressaindo aqui, isso porque o M51, por exemplo, tem 7.000 mAh (não, você entendeu errado), é uma capacidade de tablet! A Motorola e outras marcas chinesas também estão nessa onda positiva.

Falando especificamente do Galaxy M21s, nós temos uma bateria de 6.000 mAh que, de acordo com a empresa, garante até 26 horas de reprodução de vídeo e até 48 horas de ligação. Durante os meus testes, eu consumi duas horas de Netflix, uma hora de YouTube, 20 minutos de Asphalt 9 e mais 16 minutos de redes sociais. A porcentagem passou de 100% para 77% e, durante essas atividades, o telefone estava conectado ao Wi-Fi e com o brilho no máximo o tempo todo, portanto um resultado espetacular! A maioria dos usuários deve carregar o aparelho a cada dois ou três dias.

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Sobre a alimentação, a Samsung adicionou na caixa um adaptador de tomada de 15 watts. Com apenas 4%, conectei o M21s à alimentação e ele chegou aos 100% depois de 2h40min, um tempo mediano.

Samsung Galaxy M21s: vale a pena?

Com visual discreto e cérebro avançando, o Galaxy M21s é um dos melhores intermediários de 2020/2021 na faixa dos R$ 1.300. Ele tem tudo o que um consumidor básico procura hoje: preço atraente, bateria potente que dura, um conjunto fotográfico equilibrado e um processador formidável capaz de executar quase tudo sem muitas dificuldades.

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Samsung Galaxy M21s (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A Samsung também acerta ao oferecer um excelente painel AMOLED que não encontramos na concorrência; lembrando que o Moto G9 Play, o Xiaomi Redmi 9 e o LG K62 só oferecem LCD. Se eu pudesse participar do seu desenvolvimento, talvez eu iria sugerir um carregador mais potente e quem sabe NFC, não é?

A construção do M21s não é de encher os olhos, além disso, ele pega risco com facilidade. Ainda assim, isso não me impede de indicar o dispositivo da Samsung, até porque boa parte dos clientes deve usar capinha e, sinceramente, a atuação dele é o que mais me interessa. Enfim, o M21s é o intermediário que você deve considerar antes.

Samsung Galaxy M21s

Prós

  • Tela excelente para várias atividades mobile
  • Muita bateria
  • Conjunto fotográfico equilibrado
  • Preço competitivo
  • Desempenho satisfatório para a categoria

Contras

  • Poderia ter NFC
  • Traseira risca com facilidade
Nota Final8.9
Tela
10
Design
8
Câmera
8
Bateria
10
Software
9
Desempenho
9
Conectividade
8

Especificações técnicas

  • Tela: Super AMOLED de 6,4 polegadas com resolução Full HD+ ( 2340×720 108);
  • Processador: octa-core Exynos 9611 de 2,3 GHz;
  • RAM: 4 GB;
  • Armazenamento interno: 64 GB, expansível por cartão microSD de até 512 GB;
  • Câmera frontal: 32 megapixels (f/2,0);
  • Câmera traseira tripla:
    • Principal: 64 megapixels (f/1,8);
    • Ultrawide: 8 megapixels (f/2,2);
    • Sensor de profundidade: 5 megapixels (f/2,2);
    • Gravação: UHD 4K (3840 x 2160) a 30 fps;
  • Bateria: 6.000 mAh com carregador de 15 watts;
  • Conexões: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac (2,4 + 5 GHz), Bluetooth 5.0, rádio FM, entrada para fone de ouvido de 3,5 mm, USB-C;
  • Sensores: acelerômetro, giroscópio, Geo Magnético, sensor de luz, Virtual Proximity Sensing, leitor de impressões digitais (traseira);
  • Sistema operacional: Android 10 (Samsung confirmou a atualização para o Android 11);
  • Dimensões e peso: 159,2 x 75,1 x 8,9 mm, 191 gramas.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando