Início » Carro » Detrans recebem sistema de transferência eletrônica de veículos

Detrans recebem sistema de transferência eletrônica de veículos

Desenvolvido pelo Serpro, Revane é um serviço eletrônico que agiliza transferência de propriedade de veículos em lojas

Emerson Alecrim Por

O Ministério da Infraestrutura fez, nesta terça-feira (2), o anúncio oficial do Registro Nacional de Veículos em Estoque (Renave), serviço que permite a transferência eletrônica de propriedade de veículos por concessionárias e revendedoras.

Carros em avenida de São Paulo (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Carros em avenida de São Paulo (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

A novidade deve facilitar a transferência de propriedade de veículos vendidos para lojas. Como o procedimento é feito de maneira eletrônica, a transferência é concluída em um intervalo de tempo muito curto, o que pode evitar, por exemplo, que o antigo proprietário receba cobranças de multas por conta da demora na atualização dos dados cadastrais do carro.

De acordo com o Serpro, órgão responsável pelo desenvolvimento do serviço, o Renave torna imediata uma tarefa que poderia demorar dias ou semanas para ser concluída, explica Gileno Barreto, presidente da estatal, que continua:

O estabelecimento comunica a compra ou a venda do veículo e o Renave se encarrega de checar, nos sistemas nacional e estaduais, se há algum impedimento, além de informar sobre eventuais débitos ou restrições.

Gileno Barreto

Frederico Carneiro, diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), vai além:

Com essa nova agilidade e digitalização que estamos vivendo, quem comprar um veículo na loja, poderá sair com ele transferido para seu nome em qualquer dia da semana, inclusive finais de semana. Isso vai reduzir custos e ajudar os lojistas.

Frederico Carneiro

Ainda segundo o Serpro, o novo serviço também facilita o controle de estoque, transferências e movimentações de veículos entre lojistas.

Para isso, o Renave passou por um período de testes e ajustes em seis estados (Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, São Paulo e Goiás) que durou cerca de dois anos. Com o anúncio oficial, o sistema será integrado aos Detrans de todo o Brasil.

Concessionárias e revendedoras não serão obrigadas a aderir ao Renave, no entanto. Mas o Serpro destaca que, além do ganho de agilidade e segurança, as empresas cadastradas ao serviço poderão contar com possíveis reduções nos valores de taxas.

O cadastro pelas empresas interessadas deve ser feito por meio do sistema Credencia, do próprio Serpro.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando